Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Luana Freire
Luana Freire
14 Jul, 2017 - 11:34

Turistas dão milhares de euros à Universidade de Coimbra

Luana Freire

Os relatórios oficiais revelam um número crescente de turistas na Universidade de Coimbra. Contudo, o valor que estes deixam na instituição não é divulgado.

Turistas dão milhares de euros à Universidade de Coimbra

Só este ano, 500 mil turistas já passaram pela Universidade de Coimbra e deixaram milhões de euros – 90% destes eram de nacionalidade estrangeira. Os dados foram revelados pela reitoria da instituição, que tem como hábito divulgar o crescente número de turistas que alimenta a maior área de negócio do estabelecimento de ensino superior público local.

Mas, afinal, qual é a receita que esta grande movimentação gera para a universidade? Fique atento a este artigo e descubra como conseguimos desvendar um segredo tão bem guardado pela instituição.

Universidade de Coimbra não revela receitas do turismo

placeholder-1x1

Ainda que, todos os anos, sejam tornados públicos os números referentes à quantidade de turistas que visita a universidade, há pouca – ou nenhuma – informação sobre como estes impactam as contas da instituição. O dinheiro gerado pelo turismo nunca chegou a ser divulgado e, apenas em 2017, a entidade pública resolveu quebrar o silêncio. Através da assessoria de imprensa, Luís Filipe Menezes, responsável pelo setor de “Recursos Humanos, Ação Social, Turismo e Museus”, fez saber que,“por questões de segurança”, não seriam revelados mais pormenores sobre o turismo na universidade.

No entanto, durante uma conferência de imprensa, o vice-reitor da Universidade de Coimbra (UC), entendendo que não poderia violar a Lei de Imprensa e negar o acesso à informação, acabou por revelar detalhes importantes para este cálculo.

Ao ser diretamente questionado sobre o valor monetário gerado pelo turismo na instituição, Luís Filipe Meneses começou por dizer que não poderia afirmar o valor certo. “É muito dinheiro”, afirmou o responsável. “São 4 milhões?” – questionou um jornalista, sendo prontamente atendido na resposta: “Este ano esperamos atingir essa bonita soma”.

“Nós não temos interesse em divulgar esses números”, concluiu o vice-reitor, logo após ter afirmado que a UC gasta o dinheiro gerado pelo turismo em obras, por ser uma prioridade a “questão de reabilitar aqueles espaços”.

Turismo na Universidade de Coimbra: números oficias

placeholder-1x1

De acordo com os relatórios oficiais de Gestão e Contas, cujas informações que foram cruzadas com aquelas divulgadas por Luís Filipe Meneses, é possível chegar às seguintes conclusões:

AnoReceitaVisitantes
20131329.671,85Não-consta
20141791.206,85293 000
20152386-204,85355 000
20163008.876. 45450 000
20174 000.000,00 500 000

Contas finais

No site da Universidade de Coimbra é possível encontrar informações sobre os valores cobrados para as visitas à instituição – que ficam entre os 2 e os 20 euros, dependendo do local escolhido e do tipo de visita.  Desta forma, com um largo intervalo de diferença, é difícil concluir qual será o valor final da receita – uma vez que não é possível calcular um preço médio pago pelos turistas, tal como sugeriu o vice-reitor, quando pediu que os jornalistas multiplicassem o número de visitantes pelo valor médio cobrado por visita.

Os relatórios oficias ficam ainda por esclarecer os “buracos” nas receitas da UC durante os anos de 2012, 2013 e 2014, tal como algumas informações essenciais para o cálculo das receitas do turismo na Universidade de Coimbra: quais são os locais mais visitados da instituição, por quem são visitados e em que períodos do ano.

Veja também: