Helena Peixoto
Helena Peixoto
15 Out, 2019 - 12:45
Mulher a tomar a vacina da gripe

Vacina da gripe: conheça as suas vantagens e quem deve tomar

Helena Peixoto

Já começou em Portugal a época da vacina da gripe. Saiba os grupos de maior risco e de que forma se pode proteger do vírus.

O artigo continua após o anúncio

A gripe é uma infeção das vias respiratórias provocada pelo vírus Influenza, responsável por surtos praticamente todos os anos na época do inverno. Já se constatou que quanto mais frio é o inverno, mais comum costumam ser os surtos de gripe.

O vírus transmite-se através de partículas de saliva de uma pessoa infetada, expelidas sobre­tudo através da tosse e dos espirros, mas tam­bém por contato direto, como através das mãos, por exemplo.

vacina da gripe: uma questão de saúde pública

Criança a ser vacinada
A prevenção da gripe deve incidir sobre os grupos mais vulneráveis

Este ano, as vacinas disponíveis em Portugal são, pela primeira vez, tetravalentes. Ou seja, incluem 4 tipos de vírus da gripe (2 do tipo A e 2 do tipo B), esperando-se maior abrangência em relação às vacinas trivalentes, anteriormente utilizadas.

Apesar de muito comum, a gripe é uma doença essencialmente benigna, possuindo uma taxa de mortalidade abaixo de 1%.

No entanto, é altamente contagiosa e por isso pode infetar milhões de pessoas num curto espaço de tempo. Por todos este motivos, a vacina da gripe é uma medida de saúde pública, com especial incidência nos grupos de risco.

O que é a vacina da gripe?

A vacina é composta por vírus inativos, que provocam no corpo a produção de anticorpos, uma reação normal do sistema imunitário de pessoas saudáveis para tentar eliminar um “invasor” causador de doença. Desta forma, as nossas defesas reconhecem o “inimigo” e neutralizam-no.

Sem grandes efeitos secundários ou reações adversas (não passam geralmente de um ligeiro inchaço e vermelhidão no local da picada), a vacina é uma medida relativamente segura.

Quando deve ser administrada?

A altura ideal para se vacinar contra a gripe será no início do Outono ou Novembro, idealmente até dezembro.

A vacina da gripe apenas tem efeito para um ano, sendo necessário repeti-la todos os anos, até porque a estirpe do vírus pode sofrer alterações.

Além disso, o facto de ter contraído o vírus num ano específico, não significa que não o volte a apanhar.

O artigo continua após o anúncio

Quem deve ser vacinado contra a gripe?

Algumas pessoas têm direito à vacina da gripe, disponibilizada gratuitamente no Serviço Nacional de Saúde, sem necessidade de receita médica. Para a receberem basta dirigirem-se aos centros de saúde. Beneficiam desta medida:

  • cidadãos com 65 anos ou mais;
  • pessoas residentes ou internadas em instituições, por exemplo, em estruturas residenciais para pessoas idosas, lares de apoio, lares residenciais e centros de acolhimento temporário. Crianças e adolescentes com doenças crónicas que permaneçam também em instituições;
  • doentes integrados na rede de cuidados continuados, doentes que aguardam transplante ou a fazer quimioterapia;
  • pessoas apoiadas no domicílio pelos Serviços de Apoio Domiciliário com acordo de cooperação com a Segurança Social ou Misericórdias Portuguesas e pelas equipas de enfermagem das unidades funcionais prestadoras de cuidados de saúde ou com apoio domiciliário dos hospitais;
  • doentes internados em unidades de saúde do Agrupamento de Centros de Saúde de Lisboa Central ou em hospitais do Serviço Nacional de Saúde que apresentem patologias crónicas e condições para as quais se recomenda a vacina;
  • profissionais de saúde do Serviço Nacional de Saúde;
  • guardas prisionais e reclusos;
  • portadores de trissomia 21, diabetes mellitus, fibrose quística, défice de alfa-1 antitripsina sob terapêutica de substituição, doença pulmonar obstrutiva crónica, patologia do interstício pulmonar sob terapêutica imunosupressora, doença crónica com comprometimento da função respiratória, da eliminação de secreções ou com risco aumentado de aspiração de secreções;
  • pessoas que fazem diálise;
  • bombeiros.

As vacinas também estarão disponíveis nas farmácias comunitárias, com prescrição médica. A receita médica na qual seja prescrita, exclusivamente, a vacina contra a gripe,  tem validade até 31 de dezembro de 2019.

Gripe na gravidez: como prevenir e tratar
Não perca Gripe na gravidez: como prevenir e tratar

Quanto custa a vacina da gripe?

A vacina da gripe é comparticipada pelo Serviço Nacional de Saúde. Como tal, deve dirigir-se a uma farmácia com a receita e, se não estiver isento, o custo é residual.

Como  guardar a vacina?

Após adquirida, a vacina deve ser administrada logo que possível. Caso a leve para casa, deve conservá-la intacta na embalagem, dentro do frigorífico, nas prateleiras do meio – entre +2º e +8ºC.

Veja também