ebook
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Prático e Descomplicado
Teresa Campos
Teresa Campos
21 Mai, 2021 - 17:09

COVID-19: vacinação a maiores de 30 pode arrancar já em junho

Teresa Campos

O auto-agendamento de vacinas COVID-19 para pessoas entre os 50 e os 55 anos deve começar no final deste mês de maio. Conheça as datas e as previsões.

Médico a vacinar utente contra a COVID-19

Cerca de uma semana depois de ter sido disponibilizado o auto-agendamento de vacinas COVID-19 para pessoas com 55 ou mais anos de idade, a Task Force anunciou que, entre o final do corrente mês de maio e o início do próximo mês de junho, pretende começar a vacinar, em simultâneo, várias faixas etárias, com o intervalo de uma semana entre elas.

As previsões é que, nesta nova etapa, se comece por abrir o auto-agendamento a pessoas com 50 ou mais anos de idade. Uma semana depois às pessoas com 40 ou mais anos de idade. E, na semana seguinte, às pessoas com 30 ou mais anos de idade.

COVID-19: vacinação nas faixas etárias mais jovens

Esta nova estratégia delineada pela Task Force tem como uma das suas finalidades aproveitar as vacinas da Johnson & Johnson – as quais devem ser apenas administradas a pessoas com 50 ou mais anos de idade – e vacinar as restantes faixas etárias, simultaneamente, com vacinas da Pfizer e da Moderna, mantendo assim o ritmo de vacinação até ao momento atingido.

Contudo, há que ter em conta que esta estratégia pode sofrer alterações, caso a Direcção-Geral da Saúde levante a restrição etária que tem, até agora, sobre a vacina da Johnson & Johnson. No entanto, se este plano seguir em frente, será mais fácil e rápido alcançar a tão desejada imunidade de grupo, a qual a este ritmo poderá ser atingida mais cedo do que o inicialmente previsto.

De acordo com o coordenador da Task Force, vice-almirante Gouveia e Melo: “A nossa estimativa é na semana de 8 de agosto termos 70% da população toda vacinada, com uma primeira dose. O que é que isto significa? Significa que todas as pessoas acima dos 30 anos terão tido oportunidade de ser vacinadas.”

Administração da vacina da covid-19

Região do Algarve

Outra promessa feita pela Task Force prende-se com o reforço da vacinação na região do Algarve, a qual possui uma taxa de vacinação inferior à média nacional, por ter uma população mais jovem. A concretizar-se, esta medida revelar-se-á muito importante para a retoma da atividade turística local e para a manutenção de empresas e de postos de trabalho.

Até ao momento, foram administradas em Portugal 4 756 567 vacinas COVID-19.

Veja também