Isadora Freitas
Isadora Freitas
18 Jan, 2019 - 13:08
8 ideias para viagens low cost no inverno

8 ideias para viagens low cost no inverno

Isadora Freitas

São cada vez mais os destinos europeus à distância de um voo económico. Veja aqui quais as sugestões que temos para si de viagens low cost no inverno.

O artigo continua após o anúncio

Semana sim, semana sim, são várias as companhias aéreas com promoções generosas. Um voo para Londres ou para Paris por menos de 15€ parece mentira, mas não o é. O truque é estar atento às páginas das companhias low cost a operar em Portugal e aproveitar os preços com desconto para uma escapadinha feliz. Aqui, deixamos-lhe 8 ideias para viagens low cost no inverno – 8 destinos do Velho Continente para riscar da sua lista de cidades a visitar.

Espreite os websites de companhias como a Ryanair e a Easyjet e faça as malas para embarcar nestas magníficas viagens low cost no inverno.

8 viagens low cost no inverno: destinos na Europa

1. Paris

paris

Paris, a cidade das luzes, é um dos destinos mais populares da Europa e não é por acaso. A capital francesa alberga um património artístico, histórico e cultural ímpar, estando repleta de museus fascinantes e monumentos históricos impressionantes. Perca-se pelas avenidas largas da cidade e pelas margens do Sena, em busca dos afamados marcos parisienses, como o Arco do Triunfo, os Champs-Elysées, a Catedral de Notre Dame e o Museu do Louvre, onde habita a Mona Lisa de Da Vinci. Espreite ainda o Quartier Latin e pare num pequeno café ou bistrot para observar, sem pressa, a vida vibrante da cidade e de quem nela vive.

2. Luxemburgo

luxemburgo

A cidade do Luxemburgo, capital do pequeno país homónimo, aninhado no coração da Europa Central, é um destino cosmopolita e vibrante que facilmente deslumbra quem a visita. Perca-se pela parte mais antiga da cidade, que data do século X e que foi declarada Património Cultural da Humanidade em 1994 pela UNESCO. Espreite ainda o Palácio Grão-Ducal, construído em estilo renascentista espanhol no século XVI, e a Catedral de Notre Dame, na qual, durante a Revolução Francesa, foi colocada uma estátua de Nossa Senhora, padroeira da cidade e do país.

3. Bruxelas

bruxelas

Majestosos palácios, jardins verdejantes, museus com história, igrejas imensas e tentadores restaurantes fazem de Bruxelas, a capital da Bélgica, um dos melhores destinos europeus, ideal para uma viagem low cost no inverno. Faça-se à Praça Principal, onde jazem edifícios do século XVII que ilustram na perfeição a energia da cidade, enquanto centro político, comercial e cultural nesse período, e visite a Igreja de Notre Dame du Sablon, um dos mais fantásticos exemplos da arquitetura gótica de Brabante, na Bélgica. Um outro lugar bonito, a não perder em Bruxelas, é o Parque do Cinquentenário, um parque público urbano no qual se encontram edifícios que foram encomendados pelo governo belga, sob o reinado do rei Leopoldo II, para a Exposição Nacional de 1880, em comemoração do cinquentenário da independência do país.

4. Varsóvia

varsovia

A capital da Polónia é uma cidade verde, onde são várias as residências aristocráticas, as estátuas com história e as igrejas de beleza ímpar. Mergulhe na história do país e de Varsóvia, ao visitar locais como o Memorial do Gueto, o Monumento da Revolta de Varsóvia e o Túmulo do Soldado Desconhecido. Perca-se a pé pela Cidade Antiga, que alberga alguns dos mais famosos pontos da cidade, como a Praça do Castelo, a Coluna do Rei Sigismundo, a Catedral de São João e a Praça do Mercado.

5. Eindhoven

eindhoven

Eindhoven, nos Países Baixos, é uma cidade que se reinventou e começou a atrair turistas da capital holandesa, bem como visitantes de diversos pontos do globo. Faça uma visita ao afamado Museu Philips, localizado num antigo edifício da empresa que aqui nasceu e fez crescer a cidade, onde são exibidas agora peças antigas e curiosas. Também nas imediações da cidade, a marca deixada pela empresa líder em tecnologias da saúde é palpável. Strijp-S – conhecida como “cidade proibida” e onde, na década de 70, chegaram a trabalhar cerca de 10.000 pessoas – é agora o centro cultural e criativo da cidade, onde poderá visitar, no terceiro domingo do mês, o FeelGood Market, vibrante e repleto de peças feitas à mão, deliciosos snacks biológicos, bebidas, workshops e música ao vivo.

6. Marselha

marselha

Capital da região de Provence-Alpes-Côte d’Azur, Marselha surge como uma das viagens low cost no inverno, porque é um dos destinos europeus para o qual há sempre voos a preços modestos. Aqui, passeie pelo Porto Velho da cidade e apanhe um barco até Château d’If, o magnífico castelo construído sobre as rochas, que ficou conhecido pelo romance de Alexandre Dumas, O Conde de Monte Cristo. Para uma vista soberba de Marselha, suba à Notre Dame de la Garde, a belíssima igreja ornamentada com mármore colorido, mosaicos em estilo bizantino e uma estátua da Virgem Maria banhada a ouro, no topo.

O artigo continua após o anúncio

7. Bolonha

bolonha

Bolonha, pousada a sul de Veneza no mapa, é uma cidade universitária com história que se afirmou desde cedo como um pólo cultural e económico de Itália. Aqui, os visitantes abrem os olhos de espanto para os edifícios e deixam-se fascinar no interior dos variados museus. Vá até à Piazza Maggiore, a praça central de Bolonha, onde irá encontrar a Basílica di San Petronio, igreja dedicada ao santo padroeiro da cidade, a poucos passos do Museo Civico Archeologico, cujas coleções o farão viajar no tempo. Não perca ainda uma visita ao Archiginnasio, em tempos o principal edifício da Universidade de Bolonha que alberga agora o Teatro Anatómico, e suba às torres inclinadas de Asinelli e Garisenda para uma vista ímpar da cidade.

8. Londres

londres

Hoje em dia, é difícil falar em viagens low cost no inverno – ou em qualquer outra altura do ano – sem mencionar a capital do Reino Unido. Londres é um dos destinos que mais vezes se encontra entre os que constam nas promoções das companhias aéreas. Escolha as datas e perca-se por entre os inúmeros locais emblemáticos de uma cidade que dificilmente o aborrecerá. O Palácio de Buckingham, com o render da Guarda Real; Leicester Square, uma das praças mais agitadas, com teatro, cinema e espetáculos de rua; Trafalgar Square; a Torre de Londres, que hoje alberga os tesouros da Coroa britânica; o London Eye e o Big Ben são só alguns deles. Para uma visita mais cultural e entre paredes, faça-se ao Museu de História Natural ou à National Gallery. Para o oposto – relaxar ao ar livre –, espreite o St. James Park ou o Hyde Park, ambos amplos e repletos de surpresas.

Veja também: