Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Miguel Pinto
Miguel Pinto
21 Mai, 2020 - 12:01

7 melhores destinos em Portugal para viajar em junho

Miguel Pinto

Começar a sair de casa é também programar umas escapadinhas. Se pretende viajar em junho, vá para fora cá dentro e siga as nossas sugestões.

Destinos para viajar em junho

Depois de uma longa, e por vezes stressante quarentena, nada como ir ganhando velhos hábitos. E ver sítios e paisagens novas é uma delas. Por isso, se está a pensar viajar em junho, veja os nossos roteiros.

Com o desconfinamento, a atividade vai começando a reabrir e muitos dos espaços ao ar livre convidam a um passeios. Contudo, não se esqueça de que dependemos de todos para que a luta contra esta pandemia seja efetivamente ganha. Assim, viaje em segurança e nos locais cumpra com todas as regras de segurança que os espaços de lazer estão a impor. Afinal, é o melhor caminho para relaxar em sossego.

7 destinos em portugal para viajar em junho

Douro

Vista do Vale do Douro

A mais antiga Região Demarcada do mundo é sempre uma excelente opção se está a planear uma escapadinha no mês de junho. Miguel Torga chamou ao Douro um excesso da natureza, não só pela beleza arrepiante de algumas das suas paisagens, mas também de certeza pela afabilidade e hospitalidade das gentes. Viajar pelo Douro é conhecer um pouco da história de Portugal, desde as quintas fantásticas, as linhas de comboio já desactivadas, mas ainda cheias de encanto, as aldeias que guardam pedaços de história.

Serpenteie por entre os socalcos das vinhas, delicie-se com uma gastronomia única e conheça a fundo uma parte do país que ainda permanece um segredo para muita gente.

Minho

Ponte de Arcos de Valdevez

Em tempos normais, chegamos a junho e o Minho cheira a festas, romarias, foguetes a estralejar, vinho verde a escorregar pelas gargantas. Assim como praias de água gélida, mas sempre irresistíveis. O Minho é uma explosão de verde, apanha uma fatia considerável do fantástico Gerês e corre por ali acima até ao ponto mais a Norte de Portugal.

Por isso, esta é uma excelente opção para uns dias de descanso, com uma oferta imensa de turismo rural e unidades hoteleiras de qualidade superior. Se projeta viajar em junho, dê uma olhada a alguns destinos do Minho imperdíveis e sinta o ar puro a entrar por todos os poros.

Piódão

Aldeia do Piódão para viajar em junho

O Piódão é aquela aldeia bijou, um presépio em cascata esculpido nas estranhas da Serra do Açor, em Arganil.

Além do vasto património arquitetónico que vale bem a visita, encontrará também bons alojamentos, restaurantes, e, como não podia deixar de ser, as belas paisagens e a simpatia das suas gentes que deixam qualquer um rendido aos seus encantos. Destaque ainda para a fabulosa praia fluvial, que convida a uns mergulhos quando a temperatura aquece, precisamente o que deve encontrar se viajar em junho.

Bussaco e Curia

Hotel palace do Bussaco

Quem não conhece a mata do Bussaco precisa de lá ir rapidamente. É apenas um dos espaços verdes mais fantásticos do país, só ultrapassada pelo esmagador Gerês. O hotel é encantador, os jardins lindíssimos e o museu militar nas redondezas uma excelente forma de passar um par de horas. Depois, quem desce serra abaixo, vem dar à Curia, uma antiga zona termal de excelência em Portugal.

O parque das termas é absolutamente relaxante e pode ainda dar uma volta pelos elegantes hotéis (nem todos a funcionar) que em meados do século passado recebiam a nata da sociedade para férias e diversão. Só para dizer ainda que entre o Bussaco e a Curia há uma imensa faixa de estrada, sempre em linha reta, onde porta sim, porta sim, se pode comer um extraordinário leitão. Isso, é a Bairrada.

Reguengos de Monsaraz

Vista áerea de Reguengos de Monsaraz

Se o seu destino de eleição para viajar em junho são as vastas planícies alentejanas, a escolha é longa e ilustre. A nossa sugestão é uma visita a Reguengos de Monsaraz, a área que alberga a antiga Vila da Monsaraz, e que promete um descanso absolutamente incomparável.

Também conhecido como Ninho das Águias (sem conotação futebolística, note-se), a vila fortificada tem poucas centenas de habitantes e é essencialmente pedonal. Mas em cada esquina se sente o peso de uma história que remonta há muitos séculos, como testemunham os monolíticos ou o imponente castelo. É ainda ali nas cercanias que está o Observatório do Alqueva, onde se pode aprender sempre mais alguma coisa sobre o maior lago artificial da Europa

Porto Côvo

Praia de Porto Côvo para viajar em junho

Este era talvez um dos segredos mais bem guardados do litoral alentejano, até que Carlos Tê (parceiro de Rui Veloso na escrita de canções) supostamente lá passou umas férias e escreveu uma letra que viria a tornar-se quase no hino oficial da terra. Toda a gente ficou a saber que havia um pessegueiro na ilha, plantado por vizir de Odemira, que dizem por amor se matou novo, aqui no lugar de Porto Côvo.

Mas a terra tem muito para oferecer. Praias fantásticas, alojamentos para todos os gostos e carteiras e a calma que só as falésias da costa vicentina conseguem inspirar. Mais uma excelente sugestão para viajar em junho.

Tavira

Pôr do sol em Tavira

Finalmente, se pensa viajar em junho e o seu destino tem que ser o Algarve, então a sugestão pode ser Tavira. Há quem lhe chame a Veneza do Algarve, o que é no mínimo estranho, uma vez que há outra Veneza a norte, Aveiro, e nenhuma delas se parece de todo com a original. 

Mas Tavira é uma cidade fantástica, um pedaço de Algarve que resistiu a tentações de massificação turística, mantendo parte substancial da sua identidade. Está no coração de uma costa algarvia menos conhecida, mas fascinante. Um destino absolutamente encantador e que o irá prender para sempre.

Veja também