Miguel Pinto
Miguel Pinto
09 Fev, 2024 - 15:05

Vinhais: escapadinha até à capital do fumeiro

Miguel Pinto

Vinhais é sinónimo de Capital do Fumeiro, mas há muitas outras razões para visitar e ficar a conhecer este concelho de Bragança.

Pods no parque biológico de Vinhais

Podíamos falar de enchidos. Ou de vinhos magníficos. Mas vamos já arrancar com uma das mais interessantes atrações turísticas da região. O Parque Biológico de Vinhais (PBV) é um equipamento público, incluído no perímetro Florestal da Serra da Coroa.

Está a um passo do centro de Vinhais (são perto de três quilómetros) e situa-se em pleno Parque Natural de Montesinho. Mais transmontano era difícil.

Por isso, nada como um passeio, ou uma escapadinha, até Trás-os-Montes para conhecer de perto a região e experimentar as originais propostas de alojamento que o parque disponibiliza.

O ecoturismo é uma das valências deste Parque Biológico de Vinhais, uma área em que a vegetação envolvente é dominada pelos bosques de carvalhais, presentes em grande parte do território.

Desta forma, é o local ideal para uma correta interpretação da paisagem da região, podendo ainda marcar uma dormida numa das diferentes propostas de alojamento disponibilizadas.

Vinhais: Bungalows, Pods e Glamping

Há bungalows para 4,6 ou 8 pessoas, há uma tenda de glamping para 2 pessoas, há um hospedaria (num antigo solar setencentista) com espaços que podem levar entre 8 e 14 pessoas.

E há os já famosos Pods. Com os nomes Toca do Coelho, Toca do Esquilo, Toca do Ouriço e Toca da Raposa, são ideais para duas pessoas e prometem uma experiência único, com, todo o conforto.

Se escolher tempos mais quentes para visitar Vinhais e o seu parque, saiba que pode ainda usufruir de uma piscina exterior biológica.

Pods no parque de Vinhais
Os Pods são uma experiência única no Parque Biológico de Vinhais

Vinhais: o verdadeiro fumeiro

Vinhais situa-se no distrito de Bragança e a Feira do Fumeiro é um dos principais eventos da região, que orgulhosamente se intitula “Capital do Fumeiro”.

Trata-se um evento que ocorre anualmente, em fevereiro, que capta a curiosidade de muita gente e que tem feito a fama, e proveito, de Vinhais no panorama nacional e internacional.

Se estiver pelas redondezas nesta altura, não deixe de dar um salto à feira. A única garantia que lhe deixamos é que vai experimentar os melhores enchidos que alguma vez provou e até alguns de que desconhecia por completo a sua existência.

O que ver na região

O Pelourinho de Vinhais foi construído no período Manuelino e está presente no recinto amuralhado do Castelo de Vinhais. É delimitado por casas de um ou dois pisos e é um ponto de atração que gera grande interesse.

O Solar da Corujeira é um edifício barroco e o Solar de Vilar de Ossos e o Solar de Estêvão de Mariz são outros exemplos de arquitetura que captam os olhares atentos dos curiosos que visitam esta região, assim como a ponte de Arranca, que é provavelmente medieval.

Esta última é constituída por cinco arcos distintos, estando presente na estrada que faz a ligação de Vinhais a Nunes, atravessando o rio Tuela.

O Castelo de Vinhais e a sua muralha medieval dão um encanto muito particular à localidade. A Fonte do Cano também é merecedora de uma visita pois, além do brasão que apresenta enorme valor artístico, possui dois painéis de azulejo nacional nas laterais.

O que fazer

Um dos pontos que gera interesse neste concelho é o artesanato. Há trabalhos em madeira (máscaras, fusos, rocas, piões), mas também cestos de vime e piorno (giesta) e, ainda, as típicas colchas, rendas e meias de lã.

Os amantes de cultura podem sempre fazer uma visita a um edifício datado do século XVIII, o Centro Cultural Solar dos Condes de Vinhais. Aí, poderá ver uma série de obras de António Palolo (coleção permanente), diversas exposições temporárias e beneficiar de um programa cultural interessante. É um espaço com internet, biblioteca, teatro e cafetaria.

Onde comer

Existem em Vinhais diversos restaurantes que podem demonstrar a qualidade da gastronomia local.

Os fantásticos fumeiros, carnes da melhor qualidade e doçaria transmontana inigualável, são a receita para a perdição em qualquer um dos muitos restaurantes de Vinhais

Onde dormir

Para além do já referido Parque Biológico, existem algumas opções para descansar, nomeadamente alguns espaços de alojamento local que serão os mais indicados para passar as suas noites em Vinhais.

O Alojamento Local Madre de Cima, o agroturismo Casa de Brito, a Casa de Santiago, a Casa do Regadio, a Hospedaria do Parque Biológico de Vinhais, a Quinta da Barca ou a Quinta dos Castanheiros, são alguns dos lugares que irão de certeza proporcionar uma estadia inesquecível.

Veja também

Artigos Relacionados