Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Bárbara do Carmo
Bárbara do Carmo
01 Mai, 2020 - 00:00

Pelos vinhos do Algarve: as melhores praias do sul ao sabor das vinhas da região

Bárbara do Carmo

A produção vinícola no Algarve está a crescer exponencialmente em qualidade. Aliar as praias únicas aos vinhos ímpares da região é a proposta que lhe fazemos.

Pelos vinhos do Algarve: as melhores praias do sul ao sabor das vinhas da região

O Algarve é sinónimo de bom tempo e longos areais banhados por águas tépidas, mas é também uma região vinícola em expansão e muito especial, onde não faltam vinhos com forte influência atlântica resguardados pela vegetação de várias serras.

A produção de vinhos da região algarvia remonta à ocupação muçulmana, onde o vinho era usado para trocas comerciais. Com o desenvolvimento do turismo, as vinhas deram lugar a empreendimentos turísticos, mas vêm agora reivindicar o seu espaço na região e no panorama vínico nacional.

Vinhos com aromas ‘a frutos bem maduros e sabor aveludado e quente’ é o que pode esperar dos vinhos do Algarve (Região demarcada desde 1980), onde predominam as castas Arinto e Síria (brancos), Castelão e Negra Mole (tintos) e onde existem 4 Regiões de Denominação de Origem: D.O. Lagos, D.O. Portimão, D.O. Lagoa e D.O. Tavira.

De Lagos a Tavira entre vinhos e mergulhos 

1. D.O. Lagos

A região correspondente à Denominação de Origem Controlada ‘Lagos’ é conhecida por vinhos leves e pouco encorpados (tintos), cor cítrica e sabor delicado e suave (brancos). Aqui, pode visitar o Monte da Casteleja, produtora de vinhos biológicos que faz provas de vinhos harmonizadas com petiscos regionais, onde pode também passar a noite, com preços a começarem nos 60€.

Praias

vinhos algarve

Fonte: Wikimedia Commons/Steven Fruitsmaak

Entre provas de vinho e a visita ao Monte, aproveite para usufruir da Praia da Dona Ana, uma das mais bonitas do Algarve.

2. D.O. Portimão

A cerca de 20 quilómetros, chegamos a Portimão e estamos prontos para provar os vinhos tinto carregados e bem encorpados. A Quinta Vale Morgado da Torre, agora conhecida por Villa Alvor, oferece várias provas de vinhos, bem com uma visita à Adega e à Quinta.

Praias

vinhos algarve

Fonte: Flickr/Freebird

A proximidade da Quinta com a costa garante que termina  dia a mergulhar na Praia dos Três Irmãos o na extensa e sossegada Praia do Vau.

3. D.O. Lagoa

A próxima paragem desta rota pelas regiões demarcadas de origem do Algarve é Lagoa (a pouco mais de 10 quilómetros de Portimão. Esta região oferece vinhos brancos mais robustos e com uma excelente capacidade de evolução, e tintos encorpados, mas muito leves e fáceis de beber. Uma vez aqui, uma visita à Quinta dos Vales é imperdível – provas de vinhos e workshops estão entre as muitas atividades que pode fazer neste espaço, onde também pode ficar para dormir em pequenos e charmosos chalés.

Praias

vinhos algarve

Fontes: Flickr/Heribert Bechen

Em Lagoa, a praia do Carvoeiro é de visita obrigatória, bem como um passeio pelo porto de pesca de Ferraguno.

4. D.O. Tavira

A terminar esta rota pelas vinhas algarvias –  a Região D.O. de Tavira, com vinhos tintos essencialmente frutados e brancos suaves e delicados. Nesta zona, não há nenhuma quinta para visitar, mas existem vários locais que vendem os deliciosos vinhos da região.

Praias

vinhos do algarve

Fonte: Flickr/José Carlos Casimiro

Em Tavira, não se fique pelos vinhos e usufrua das praias de Cabanas de Tavira, da zona de Cacela Velha e Fuseta, que não pode perder.

Dicas práticas para passear pelos vinhos e praias do sul

Como chegar?

Quem vem de Lisboa deve apanhar a A2 e em Albufeira a A22 até Lagos. De Lagos a Tavira, passando por Portimão e Lagoa a A22 é a estrada que deve seguir.

Onde ficar?

Opções para dormir não faltam. Desde hotéis, a resorts de luxo, até Airbnb’s, há opções para todos os bolsos. Marque com antecedência para garantir lugar e tenha em atenção que época alta é sempre bem mais cara que os meses de época baixa.

Onde comer?

No Algarve a gastronomia é riquíssima – peixe e marisco fresco não faltam numa mesa algarvia. Aproveite os restaurantes locais e fuja dos sítios mais turísticos, e vai conseguir chegar à essência deste paraíso tão perto de África.

Veja também: