ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
10 Nov, 2020 - 14:43

4 oportunidades para fazer voluntariado no Natal

Catarina Milheiro

Quer adquirir competências profissionais e ao mesmo tempo ser socialmente útil? Damos-lhe a conhecer 4 sítios para fazer voluntariado no Natal.

pessoa a fazer embrulhos como forma de voluntariado no natal

Por norma, a época de Natal é de longe a mais propícia do ano para realizar voluntariado. Um pouco por todo o país, surgem iniciativas com vários programas de ação social e voluntariado no Natal.

E a verdade é que mesmo durante uma pandemia, continuam a existir diversas iniciativas para ajudar o próximo, seja de que maneira for. Por isso, se gostava de fazer parte de ações de voluntariado no Natal, deixe-nos auxiliá-lo na sua procura.

Não sabe como ajudar? Conheça as nossas sugestões e lembre-se que o voluntariado não deve ser exclusivo da época natalícia.

Onde fazer voluntariado no Natal

Tendo em consideração a situação atual referente ao coronavírus, preparamos uma série de iniciativas de solidariedade social e voluntariado no Natal em vigor no país inteiro.

1

G.A.S. Porto

G.A.S. Porto realiza voluntariado social, com periodicidade semanal/quinzenal, ao longo de todo o ano, no distrito do Porto.

Esta instituição organiza a campanha “Um Postal, Uma Refeição”, há já 12 anos e tem, ao longo destes anos, permitido o apoio ao funcionamento do Pfuka U Famba – Centro de Reabilitação Nutricional.

Pfuka U Famba significa, no dialeto local, “Levanta-te e anda” e é um centro que combate a subnutrição infantil, preparado para acolher 20 bebés. No entanto, o Pfuka U Famba está neste momento, em virtude da pandemia da COVID-19, a apoiar 30 crianças subnutridas.

Por isso mesmo, nada melhor do que poder ajudar a partir de sua casa. Como? Este ano há uma grande novidade: para além dos postais físicos, têm ainda os postais disponíveis em versão animada digital (ecards). O preço por postal é de um 1€, sendo este valor menor para encomendas superiores a 100 postais. 

Consulte os postais da edição 2020 da Campanha e faça a sua encomenda aqui.

2

Campanha Voluntariado no Natal EDP

A EDP promove a prática de voluntariado, sendo que as principais áreas de atuação são a inclusão social, cidades e comunidades sustentáveis, inclusão energética e acesso à energia, eficiência energética, energias renováveis e descarbonização e a proteção da biodiversidade.

Os projetos de voluntariado são promovidos durante todo o ano, mas a empresa conta também com projetos de voluntariado no Natal em todo o país.

Conforme divulgado no site da EDP,

“O Programa de Voluntariado, dado o contexto atual, vai desenvolver ações para a Campanha de Natal que tocam em 3 áreas que considera urgente a necessidade de resposta: combate ao isolamento social, combate à fome e pobreza, apoio a crianças, jovens e idosos que estejam em instituições de acolhimento”.

Se tem interesse em participar, saiba que entre os dias 16 e 27 de novembro, poderá propor uma ação de voluntariado para este Natal. Depois de submeter as suas respostas será contactado por um membro da Equipa de Gestão da Campanha de Natal que lhe dirá se a sua ação foi ou não aprovada, e quais serão os próximos passos.

3

Programa de apadrinhamento de crianças Remar Portugal

Todos os anos, a Associação Remar organiza uma Ceia de Natal para os sem-abrigo. Esta iniciativa nasceu em 2008 de forma a dar continuidade ao trabalho desenvolvido há vários anos pelo Projeto Anjos da Noite, no qual é feito um acompanhamento muito próximo à população de sem-abrigo das grandes cidades portuguesas.

Dado o enorme sucesso desta iniciativa e a volumosa participação de voluntários, a Ceia de Natal Remar foi alargada nos anos seguintes a outras cidades como Porto e Setúbal, onde é cada vez maior o número de voluntários e pessoas que usufruem desta iniciativa da Associação Remar Portuguesa.

Contudo, este ano é possível que esta Ceia de Natal seja um pouco diferente do habitual. Todos sabemos que a pandemia exige alguns cuidados específicos que poderão alterar alguns aspetos nesta ação social.

Independentemente disso, poderá sempre optar por aderir ao Programa de Apadrinhamento de Crianças da Remar, que funciona há mais de 10 anos. Desta forma, estará a ajudar uma criança em todos os aspetos.

Conforme se lê no site,

“Fornecemos a cada uma das crianças a base para a sua autonomia futura, sem arrancá-las da sua cultura, porque, graças ao apoio financeiro, material e moral, as crianças podem iniciar os seus estudos, melhorar a sua alimentação e receber cuidados de saúde pelos Centros das suas localidades. E com estas condições, estas crianças também podem manter um estilo de vida normal como qualquer outra criança na sociedade”,.

4

Campanha Presentes Solidários da Fundação Fé e Cooperação (FEC)

A Fundação Fé e Cooperação, da Conferência Episcopal Portuguesa, vai promover uma nova edição dos seus “Presentes Solidários” até ao dia 6 de janeiro de 2021. Estes presentes são destinados a comunidades dos 8 países lusófonos, com especial atenção ao impacto da COVID-19.

A campanha dos Presentes Solidários traduz o slogan “Dar a duplicar!”, ou seja, os presentes são postais de Natal que se podem oferecer a um amigo ou familiar, ao mesmo tempo que se oferece um bem concreto a uma comunidade dos países lusófonos.

Existem 10 presentes entre os 6 e os 180 euros, como sabão e lixívia para a Guiné-Bissau, água para Angola, material escolar para Moçambique ou ainda uma cesta básica para idosos de Cabo Verde.

Em Portugal, o presente solidário é um cabaz de alimentos, sendo que para o Brasil, este ano a escolha é um kit musical. Já para Timor-Leste podem ser oferecidos produtos de higiene e para São Tomé e Príncipe uma bolsa para artesãos.

mãos a segurar coração

VOLUNTARIADO DE COMPETÊNCIAS EM REGIME DE HOME OFFICE

Como sabemos, devido à situação atual que o mundo vive, algumas ações de voluntariado empresarial em que diversas pessoas se juntam para realizarem iniciativas, já não são viáveis, até mesmo porque a maioria das empresas já estão a funcionar em regime de home office.

Contudo, isto não significa que todas as ações de voluntariado tenham obrigatoriamente que parar. Ou seja, mesmo que esteja a trabalhar a partir de casa, pode ajudar ONGs virtualmente, através de voluntariado de competências.

Por exemplo: dar formações por videoconferência, construir websites para as ONGs, fazer diagnósticos sobre as estratégias de marketing, rever estratégias financeiras, sugerir formas para melhorar, corrigir problemas atuais dos websites e redes sociais ou até mesmo criar conteúdo para os mesmos.

De uma forma geral, tudo aquilo que possa ser feito em home office é uma excelente oportunidade para fazer voluntariado no Natal e em qualquer altura do ano. Desta forma, estará a ajudar quem precisa e ainda conseguirá colocar os seus conhecimentos ao serviço da comunidade e das organizações que necessitam.

Para além destas existem muitas outras iniciativas para ser solidário nesta época do ano. Se já pensa em fazer voluntariado mas ainda não se aventurou, aproveite estes projetos e a época do Natal para começar. Depois aproveite e continue durante o resto do ano.

Veja também

Aviso Legal

O Ekonomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O Ekonomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].