Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
André Freitas
André Freitas
30 Out, 2020 - 20:11

10 Coisas que deve saber sobre o novo Toyota Mirai

André Freitas

O novo Toyota Mirai, movido a hidrogénio, deve chegar a Portugal ainda este ano. Conheça 10 coisas sobre o automóvel que quer revolucionar o mercado.

Toyota Mirai

O Toyota Mirai é muito mais do que um automóvel. Este é um modelo que representa um marco e mais um passo por uma mobilidade ecológica.

Foi em 2014 que a Toyota apresentou a primeira geração deste modelo ao mundo. No entanto, o início desta aventura remota para 1992. Foi neste ano que a fabricante começou o desenvolvimento da tecnologia de Pilha de Combustível (FC – conjunto de células que formam a pilha).

Em 2017 a marca anunciou que desde o seu lançamento em 2015, tinham sido vendidas 3500 unidades deste modelo em vários lugares do mundo (Japão, Califórnia, Alemanha, Reino Unido, Dinamarca, Bélgica, Holanda e Suécia e Noruega).

Com a chegada do novo ano, também nos chega uma nova geração do Toyota Mirai. Conheça agora 10 curiosidades sobre este modelo.

10 coisas que deve saber sobre o novo Toyota Mirai

toyota mirai

1. Origem do nome

A fabricante nipónica tem escolhido criteriosamente o nome dos seus modelos, especialmente, daqueles que são inovadores e disruptivos. 

Foi em 2000 que a Europa viu a chegar o primeiro automóvel híbrido – o Toyota Prius. A palavra Prius em latim significa “ir à frente”, e foi isso mesmo que este modelo fez. 

O Prius foi um modelo inovador e pioneiro, que veio mudar a forma como vemos a tecnologia usada para gerar a mobilidade dos automóveis.

Tal como o Prius, o Mirai é um automóvel inovador e único. Isto porque é o primeiro automóvel sedan movido a hidrogénio de produção em série da história.

Esta tecnologia parece daquelas que só vemos nos filmes e que está a anos luz de ser alcançada, certo? E que nome poderia ser dado a uma tecnologia tão inovadora?

A Toyota apostou nas suas origens (japonesas) e escolheu a palavra Mirai. Assim, Mirai significa em japonês “futuro”.

2. Tecnologia do motor

Como referido anteriormente, o Mirai utiliza o hidrogénio como combustível para fazer trabalhar o seu motor.

Esta tecnologia inovadora utilizada neste automóvel é denominada de Toyota Fuel Cell System (TFCS).

Este sistema surge como uma alternativa aos combustíveis fósseis e representa mais um enorme passo num caminho por uma mobilidade mais ecológica.

De forma resumida, temos uma pilha de combustível de hidrogénio. Posteriormente, há um processo onde o hidrogénio reage com o oxigénio.

Este processo gera energia elétrica que será utilizada para fazer mover o carro.

Outro factor interessante é que o Mirai não liberta CO2, apenas vapor de água (puro).

3. Como se carrega o novo Toyota Mirai?

Este automóvel não se carrega. Este automóvel abastece-se. 

Apesar de não ser um automóvel que utiliza combustíveis fósseis para se mover, o Toyota Mirai também precisa de ser abastecido, mas com hidrogénio.

O abastecimento de hidrogénio é muito mais rápido do que a tecnologia elétrica. Em 5 minutos irá conseguir abastecer, por completo, o novo Mirai.

Para isso, deverá deslocar-se até a um posto de abastecimento. Neste posto, tal como os modelos de combustão, deverá utilizar uma “pistola” para injetar o hidrogénio nos tanques de armazenamento.

A única diferença é que em vez de injetar gasóleo ou gasolina nos tanques, envia hidrogénio.

Atualmente, em Portugal, ainda não há postos de abastecimento para este tipo de veículos. No entanto, prevê-se a criação de dois postos: um em Gaia e outro em Lisboa.

4. Autonomia

Para além do impacto ambiental e tempo de abastecimento reduzidos, a autonomia é outra vantagem deste tipo de veículo.

O nova geração do Toyota Mirai é constituída por três tanques que armazenam 6,5 kg de hidrogénio. Estes 6,5 kg serão suficientes para lhe conceder uma autonomia de até 650 km

A Toyota acredita que esta tecnologia irá dominar a mobilidade no futuro por várias razões:

  • impacto ambiental reduzido
  • tempo de abastecimento reduzido
  • autonomia bastante elevada
  • excelente relação de tempo gasto a abastecer / autonomia

5. Design Exterior

Toyota Mirai

A nova geração deste modelo é praticamente irreconhecível.

A primeira geração era mais quadrada e menos dinâmica. Em alguns aspectos, sobretudo na frente, tinha algumas semelhanças ao Prius.

A segunda geração, por sua vez é mais atrativa, desportiva e elegante.

As óticas mais rasgadas e compridas fazem desta frente, sem dúvida alguma, mais imponente e requintada. 

A traseira também foi aperfeiçoada e moldada para novas formas. Aqui temos um enorme vidro traseiro e umas linhas bastantes mais suaves quando comparadas com a geração anterior. 

Destaque ainda para as luzes que quase ligam por completo as extremidades do veículo, tal como tem sido feito pela Seat, Porsche e outras marcas.

6. Design Interior

Para a marca ser bem sucedida mundialmente precisava de trabalhar vários componentes deste modelo. E, o design interior era um desses aspetos.

Ao contrário da geração anterior, a nova geração irá contar com a capacidade para 5 pessoas, ao invés de 4 pessoas.

No interior, encontra um gigante e amplo tablier que se estende de ponta a ponta. No entanto, ao contrário dos modelos mais recentes existentes no mercado, o Mirai não nos transmite uma sensação de leveza.

A forma como os dois ecrãs estão dispostos, as linhas do tablier, o tipo de volante e a quantidade de botões existente no carro, gera uma confusão no campo visual.

Enquanto os modelos mais recentes caminham num sentido minimalista, este modelo caminhou no sentido inverso. O que não quer dizer que seja errado ou mau, mas sim diferente.

A qualidade dos materiais está em sintonia com o que a Toyota nos tem habituado.

Comparando com a geração anterior, a evolução é notória e significativa.

7. Tecnologia

A tecnologia é um elemento presente e crucial em qualquer veículo na atualidade.

O sistema de infoentretenimento é através de um ecrã de 12,3 polegadas. Aqui, poderá interagir e modificar algumas configurações do veículo.

Também poderá conectar e controlar os seus dispositivos através deste sistema.

Certamente, existirão outras tecnologias, principalmente de segurança, que poderão equipar este automóvel.

8. Motorização

Relativamente à motorização, ainda não existem informações oficiais. 

A versão atual está equipada com um motor que produz 151 cv de potência e está limitado a 170 km/h.

Nos últimos anos, a Toyota tem vindo a desenvolver a tecnologia do Mirai. 

Estes desenvolvimentos fizeram com que a tração dianteira passa-se a tração traseira. E, para além disso, a eficiência do motor no que à autonomia diz respeito, aumentou em cerca de 30%.

9. Lançamento

Ao contrário do que sucedeu com a primeira geração, a segunda geração deste modelo será lançada em Portugal. 

O novo Toyota Mirai será o primeiro automóvel movido a hidrogénio em Portugal. 

A marca anunciou que pretende lançar o novo modelo até ao final deste ano.

10. Preço

Relativamente ao preço, ainda não há informações oficiais e não há termos de comparação com o passado, uma vez que será a estreia deste modelo em Portugal.

No entanto, se formos pesquisar à nossa vizinha Espanha, um veículo destes custa mais de 80.000€.

Veja também