Valdemar Jorge
Valdemar Jorge
04 Jan, 2024 - 11:44

Alfa Romeo Milano: o novo SUV que é um regresso às origens

Valdemar Jorge

Milano é o nome do novo crossover que a Alfa Romeo apresentará, já me abril, em Milão. Conheça o novo SUV compacto italiano.

Alfa Romeo Milano

“O coração pulsante do estilo. O pulso vibrante da energia. O impulso incessante para a inovação. A cidade de Milão está entrelaçada no tecido da nossa alma: foi onde tudo começou há 113 anos – é onde tudo começa de novo com o novo Alfa Romeo Milano. O nosso ADN desportivo transformará a condução urbana numa experiência renovada: a Alfa Romeo dá à luz o primeiro Veículo Desportivo Urbano da sua história”.

É desta forma que a Alfa Romeo, uma das mais reputadas marcas de automóveis italiana, define o novo modelo Milano.

O nomereflete o carisma da Alfa Romeo. A ligação que a cidade tem à marca remonta a 24 de junho de 1910, data fundação da Alfa Romeo como marca automóvel. É como regressar às origens.

É isso que a marca pretende ao anunciar o seu primeiro Veículo Desportivo Urbano, que tem, como linha condutora, com os outros modelos, o ADN desportivo que caracteriza a Alfa Romeo.

A escolha do nome Alfa Romeo Milano

A marca italiana tem a sua identidade bem definida no logótipo com que se identifica.

A explicação tem raízes na história. Como refere a empresa “desde 1910, o brasão da Alfa Romeo contém dois símbolos que identificam Milão: a cruz, símbolo histórico da capital lombarda, e a cobra, brasão da casa nobre Visconti e um dos emblemas mais representativos da cidade. Durante mais de 60 anos (1910 – 1972) o próprio nome Milan esteve presente no logotipo, ocupando a parte inferior. Até 1918 era acompanhado pela sigla “ALFA” (Anonima Lombarda Fabbrica Automobili) e a partir de 1919 por “ALFA ROMEO”.

A Alfa Romeo refere ainda que escolheu Milão “a sua casa, para iniciar um novo, emocionante e ousado capítulo na sua história: reinterpretar o espírito desportivo no século XXI”.

Carroçaria hatchback de cinco portas

O Alfa Romeo Milano é um dos modelos mais esperados da marca italiana para este ano, constituindo o seu regresso ao segmento B.

O modelo, que combinará o design clássico e elegante com que a marca distingue os seus automóveis, com a tecnologia e o desempenho de um veículo moderno, posicionar-se-á, no portfólio da marca, abaixo do Tonale.

O Milano, segundo fotos que circulam na Internet, terá uma carroçaria hatchback de cinco portas, com linhas fluídas e aerodinâmicas, cuja estrutura base é a plataforma CMP, já utilizada por outros modelos do grupo Stellantis, como é exemplo o Jeep Avenger ou o Fiat 600.

O modelo será construído na mesma fábrica de Tychy, na Polónia. Embora a Alfa Romeo ainda não tenha divulgado detalhes específicos do Milano, este deverá ter uma configuração que não estará longe da do Jeep Avenger: 4,08 metros de comprimento, 1,78 metros de largura e 1,53 metros de altura e 2,56 metros de distância entre eixos.

Jean Philippe Imparato, CEO da marca do grupo Stellantis, que recentemente, anunciou a apresentação do novo modelo em Milão, revelou ainda que o novo Alfa Romeo estará disponível em versões híbrida e 100% elétrica, indo ao encontro da tendência automóvel da atualidade.

No entanto, as motorizações disponíveis deverão ter o ‘toque’ do ADN da Alfa Romeo, distinguindo-as dos restantes ‘irmãos’ do grupo Stellantis.

Para o CEO da Alfa Romeo, “o Milano é o primeiro marco no processo de transição da marca para a condução 100% elétrica e, tal como o Tonale, tem a importante tarefa de reforçar ainda mais a presença global da Alfa Romeo”.

Alfa Romeo Spider
Veja também Alfa Romeo Spider: o cabriolet que ainda faz virar cabeças

Alfa Romeo Milano disponível em três níveis de equipamento

O modelo será comercializado à escala global e deverá representar 40 por cento do volume de vendas da Alfa Romeo em todo o mundo.

O CEO da Alfa Romeo sublinhou na conferência de imprensa que no início do lançamento o Milano estará disponível em três níveis de acabamento: Performance, Veloce e Special Edition 1. Considerou ainda a possibilidade de produção de versão Quadriofoglio.

Jean Philippe Imparato anunciou também o desenvolvimento de novos modelos, elétricos, para os segmentos C e D, que usarão plataforma (mais larga) da Stellantis. Estes modelos deverão surgir em 2025 (o sucessor 100% elétrico do Giulia) e 2026, sendo que a partir de 2027 o portfólio da Alfa Romeo será composto apenas por viaturas 100% elétricas.

Crescimento da marca em 2023 é positivo

O desempenho comercial da marca em 2023 é o reconhecimento natural do trabalho de equipa e das estratégias de um plano de longo prazo.

A Alfa Romeo registou, antes do final de 2023, um aumento de 34% em relação a 2022, no acumulado do ano até ao mês de novembro. Valor que confirma o crescimento das vendas globais. Para este resultado, a Europa contribuiu com um aumento de 53%.

“O Médio Oriente e África confirma-se como a região que regista o crescimento mais rápido, com um aumento de 95%. Contribui também com um crescimento de 6%, a região da Índia Ásia-Pacífico, onde a Alfa Romeo está a reforçar a sua presença em Singapura e Hong Kong”, sustenta a marca italiana.

Sobre a mais recente novidade da Alfa Romeo, para 2024, o Milano, teremos de esperar até abril para aferir as suas qualidades e nível de desempenho.

Veja também

Artigos Relacionados