Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ana Graça
Ana Graça
16 Ago, 2018 - 09:00

Alimentos como medicamentos: coma bem para viver melhor!

Ana Graça

Se todos encarássemos os alimentos como medicamentos certamente seriamos mais saudáveis e felizes. Conheça algumas vitaminas e minerais essenciais.

Alimentos como medicamentos: coma bem para viver melhor!

Pensar nos alimentos como medicamentos significa encarar a alimentação saudável com a mesma seriedade e rigor que uma prescrição médica para qualquer medicamento. O papel fundamental que a alimentação desempenha na saúde e no bem-estar é conhecido de todos nós, no entanto, nem sempre temos o devido cuidado com o que comemos e em que quantidades comemos.

Coma bem para viver melhor!

A alimentação é uma necessidade básica do ser humano e é através dela que recebemos a energia e os nutrientes necessários ao bom funcionamento do nosso organismo.

Uma alimentação saudável e equilibrada é aquela que contém nutrientes em quantidades adequadas para suprir as necessidades do nosso corpo. Uma alimentação saudável não é sinónimo de uma alimentação restritiva ou monótona, nem implica abdicar de todos os nossos prazeres alimentares.

Uma alimentação saudável tem imensos benefícios ao nível da nossa saúde, daí que possamos ver os alimentos como medicamentos:

1. Assegura a sobrevivência do ser humano;

2. Fornece energia e nutrientes necessários ao bom funcionamento do organismo;

3. Contribui para a manutenção do nosso estado de saúde mental;

4. Previne o aparecimento de algumas doenças (por exemplo, obesidade);

5. Contribui para o adequado crescimento e desenvolvimento da pessoa;

6. Aumenta a qualidade do sono;

7. Aumenta a qualidade de vida;

8. Possibilita maior longevidade, com saúde;

9. Fornece mais energia e disposição para as atividades diárias;

10. Ajuda a controlar o peso corporal.

Alimentos como medicamentos

As diferentes vitaminas e minerais que podemos encontrar em diversos alimentos desempenham funções importantes no nosso organismo, nomeadamente:

1) Fruta de cor vermelha (morango, framboesa, groselha, melancia e romã): prevenção de cancro da próstata, cancro do trato urinário, redução do risco de doença cardiovascular, proteção das células contra radicais livres e melhoria da memória;

2) Fruta de cor laranja/amarela (manga, papaia, melão, ananás, laranja, pera, limão e pêssego): benefícios para a saúde visual, para o sistema imunitário e para a saúde cardiovascular;

3) Fruta de cor roxa/azul (amoras, mirtilos, uvas tintas, figos e ameixas): melhoria de problemas cardiovasculares e da memória;

4) Fruta de cor verde (abacate, kiwi, uva verde e maçã verde): redução do risco de cataratas e degeneração macular;

5) Fruta de cor branca (banana, cereja branca, anona, meloa e pera): podem ajudar a reduzir o risco de cancro do estômago e de doença cardiovascular, pelo seu efeito na diminuição do colesterol e pressão arterial;

6) Cálcio (leite, laticínios, frutos secos, produtos hortícolas de folha verde-escura): essencial para a constituição de ossos e dentes;

7) Ferro (gema de ovo, vísceras, carnes, feijão e lentilhas, pescado, nozes, sementes de girassol): intervém no transporte de oxigénio pois faz parte de componentes do sangue. Ação no sistema imunitário, ao nível das enzimas e hormonas;

8) Magnésio (cereais, feijão, grão-de-bico, soja, frutos secos): papel importante nos processos que permitem a atividade muscular e do sistema nervoso;

9) Potássio (pistácio, amêndoa, avelã, amendoim, castanha, espinafres, banana, salsa): um dos minerais responsáveis pela manutenção do equilíbrio hidroeletrolítico que permite a manutenção do potencial de membrana, fundamental para a transmissão de impulsos nervosos, contração muscular e, ainda, função cardíaca;

10) Zinco (ovos, vísceras, carne de porco, mexilhão, ostra, feijão): essencial na produção de insulina e na formação do ADN. Papel importante no sistema endócrino e no sistema imunitário;

11) Selénio (vísceras, cereais, leite): antioxidante, atua na função da tiróide e intervém no sistema imunitário;

12) Vitamina K (espinafres, brócolos, manteiga, queijo, fígado, batatas): importante na coagulação sanguínea e calcificação óssea;

13) Vitamina E (cereais, caranguejo, funcho): intervém na regulação da síntese da hemoglobina e atua na prevenção de lesões celulares.

Veja também: