ebook
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Prático e Descomplicado
Paula Pereira
Paula Pereira
16 Set, 2021 - 10:35

Robôs de cozinha: alternativas à Bimby que deve conhecer

Paula Pereira

Não há dúvida que, quando se fala em robôs de cozinha, há um nome que nos vem à cabeça de imediato, mas há alternativas à Bimby que deve conhecer.

mulher a cortar legumes para a bimby

Estas máquinas culinárias “tudo em um” trituram, amassam, batem, emulsionam, pesam e cozinham, permitindo poupar muito tempo na preparação das refeições, além de ajudarem na planificação das ementas semanais, contribuindo para uma alimentação mais variada e equilibrada. O mais conhecido robot de cozinha é, de facto, a Bimby. Mas queremos que saiba que há alternativas à Bimby que pode considerar.

E encontra várias vantagens nesse tipo de equipamento, como têm várias funções, permitem dispensar vários utensílios de cozinha, poupando espaço na cozinha – e dinheiro, pois claro.

MELHOR RELAÇÃO QUALIDADE/PREÇO

Por um terço do preço da Bimby, o Monsieur Cuisine Connect afigura-se como a escolha acertada na relação qualidade/preço, reunindo muitas das funções da Bimby TM6.

Assim, por cerca de 360 euros (a Bimby está à venda por 1.299 euros), o robot de cozinha da Silvercrest, a marca de eletrodomésticos do Lidl, pica, frita, tritura, cozinha, pesa, refoga, amassa, mistura, coze, bate, passa, emulsiona e coze a vapor.

Este modelo dispõe de um ecrã táctil a cores de sete polegadas e está equipado com wireless, o que permite aceder a várias receitas online.

A função cookingpilot permite ao utilizador seguir, passo a passo, mais de 200 receitas pré-instaladas na memória do equipamento.

Com acessórios para cozer, copo de medição, tampas, lâminas, batedor, espátula e uma vaporeira (utensílio para cozinhar a vapor), tem três programas automáticos, 10 níveis de velocidade, função turbo complementar, temporizador de 99 minutos e potência de 1.800W, o robot do Lidl possui ainda uma balança incorporada.

A capacidade do copo, ou seja, o tamanho do “tacho”, é de três litros, contra 2,2 litros da Bimby.

cozinhar

Outra opção económica

Com um preço de referência de 469 euros, a Yammi 2 XL, do Continente, beneficia, normalmente, de uma promoção, que baixa este valor para os 375 euros. Relativamente ao robô do Lidl, a Yammi 2 XL destaca-se pela capacidade do copo, de 3,7 litros, mas não dispõe de ligação wi-fi, perdendo, assim, as funções inteligentes de que a Bimby e a Monsieur Cuisine dispõem.

Materiais mais resistentes

Com um valor de referência que ronda os 900 euros, o Moulinex i-Companion destaca-se pela capacidade do copo, com 4,5 litros, o que permite preparar refeições para seis pessoas.

Construído em materiais mais resistentes, como o aço inox, o Moulinex i-Companion tem a vantagem de poder ligar-se à app digital Companion, onde encontra mais de 500 receitas disponíveis.

Todas as definições são enviadas diretamente do telemóvel ou tablet para o robot de forma automática, nomeadamente tempo, velocidade e temperatura. Depois só precisa de colocar os ingredientes e dar início à receita.

Com quatro programas automáticos, esta versão não dispõe da opção velocidade turbo.

Para cozinhar como um chef

Com um preço de 1.349 euros, o Cooking Chef  XL, da KenwoodD, é o robô mais caro aqui apresentado, mas, além do copo com maior capacidade (6,7 litros), é o que apresenta mais programas automáticos: 20.

Com programas que lhe permitem executar algumas das tarefas mais delicadas da doçaria, como temperar chocolate, esta nova versão do robot da Kenwood permite estabelecer ligação à app, selecionar as receitas e enviar o método de preparação diretamente para o robot.

Como escolher o robô de cozinha mais adequado para si

Estas são apenas algumas das (muitas) opções disponíveis no mercado, que está em constante evolução e, sempre, com novas versões de modelos antigos.

Se está a pensar comprar um robot de cozinha, tenha atenção à capacidade do copo: quanto maior for a família, maior terá de ser o “tacho”, ou terá de preparar a mesma refeição duas ou três vezes.

Se até prefere seguir as receitas através do tradicional livro, a questão da conectividade poderá nem fazer grande sentido para si, mas, se pretende fazer uso de todas as potencialidades das novas tecnologias, então deve optar por um modelo que lhe permita ligar-se em rede, descarregar receitas e, até, dar instruções online.

A função balança integrada é quase já uma “obrigação”, mas poderão ainda existir alguns modelos sem esta função que, refira-se, é bastante prática. Se tiver que optar por um modelo sem balança integrada, que seja por um preço bastante compensador.

Uma dica que vale para todos os eletrodomésticos é a de ter em atenção a garantia que lhe é oferecida e como funciona a assistência técnica. Não adianta nada comprar um equipamento de uma marca que, perante uma avaria, não responde com celeridade.

Os modelos descontinuados podem ser uma boa opção em termos de preço, mas podem sofrer da síndrome do “já não há peças”, portanto, é importante que, antes da compra, se certifique que a marca assegura um acompanhamento eficaz aos seus equipamentos.

Peça uma demonstração

Sabemos que o sucesso das vendas da Bimby assenta muito no método de venda, nomeadamente, pelas demonstrações culinárias que são feitas.

Este método não é tão comum nas outras marcas, mas não custa tentar e pode sempre pedir, na loja, onde vai comprar, que lhe façam uma demonstração do funcionamento.

Veja também