Publicidade:

6 decisões financeiras para serem tomadas em 2018

Já se encontra a meio do ano e ainda não cumpriu as decisões financeiras que tinha planeado para 2018? Não se preocupe, ainda vai a tempo. Saiba tudo aqui.

6 decisões financeiras para serem tomadas em 2018
Aproveite o resto do ano para melhorar a sua situação financeira

Chegou a pensar em elaborar uma lista com decisões financeiras para 2018 e, de repente, apercebeu-se de que já se encontra a meio do ano e ainda não conseguiu criar nem cumprir essa lista?

Calma, pois ainda pode ir a tempo de alcançar alguns objetivos para ver a sua vida financeira melhorada. Vamos dar-lhe uma ajuda ao definirmos uma lista de decisões financeiras que podem ser realizadas este ano.

Decisões financeiras: 6 para 2018


decisões financeiras

1. Elabore um plano financeiro

Uma das decisões financeiras para 2018 deve passar por criar um plano financeiro. Sem este plano, será difícil conseguir gerir o seu dinheiro, podendo facilmente perder o controlo dos gastos realizados.

O planeamento estratégico não é apenas importante para empresas, podendo servir também como uma bússola para pessoas singulares. Use esse plano para definir objetivos e pense em metas possíveis de cumprir ainda este ano, como poupar determinada quantia e evitar o uso do cartão de crédito.

2. Opte por usar dinheiro e não cartão de débito

Quando precisar de dinheiro para pagar algo é melhor levantá-lo no Multibanco do que usar continuamente o seu cartão de débito na altura do pagamento, a menos que sejam compras de elevadas quantias.

Isto porque custa muito mais ver as notas a serem gastas do que usar o cartão e não sentir tanto que está a gastar dinheiro, pois não o vê materialmente. Esta opção irá permitir-lhe, assim, controlar melhor os gastos e pensar duas vezes antes de gastar todo o dinheiro que tem na carteira.

3. Tire uma graduação ou pós-graduação

Apesar de haver pessoas com licenciatura e mestrado desempregadas, estudos e relatórios continuam a concluir que indivíduos com mais escolaridade têm melhores ordenados quando se encontram no ativo e são mais facilmente aumentados do que aqueles que possuem menos estudos. Por isso, aproveite para tirar uma nova graduação ou pós-graduação durante o seu tempo livre.

4. Pense em investir

Pode também aproveitar o seu tempo livre para adquirir algum conhecimento sobre o mercado financeiro e se tiver possibilidades para investir o seu dinheiro, arrisque. Ter dinheiro parado não serve de muito e há quem o aproveite para gerar mais lucro através de investimentos.

5. Use aplicações financeiras para controlar o seu orçamento

Outra das decisões financeiras para 2018 pode consistir em começar a usar aplicações financeiras que ajudem a gerir melhor a sua vida financeira e a poupar. Hoje em dia, existem inúmeras aplicações gratuitas para esse efeito, como por exemplo:

Yupee

Esta app, disponível para dispositivos móveis Android e iOS, faz parte da lista de melhores apps para poupar por ajudá-lo a organizar as suas finanças pessoais, ao possuir uma agenda e permitir consultar extratos. Também pode realizar uma lista de compras na aplicação.

Digit

Também disponível para Android e iOS, a Digit ajuda a poupar dinheiro através da examinação automática dos seus rendimentos e padrões de consumo, transferindo pequenas quantias de poupança que considere que não necessita para um conta separada gerida pela própria aplicação.

Há sempre a possibilidade de desistir da conta poupança em qualquer momento, mas saiba que se a mantiver não terá quaisquer juros com a mesma, uma vez que o programa é gratuito e se sustenta através dos juros gerados pelas contas poupança dos utilizadores.

Goodbudget

Esta app entra na lista das melhores apps para poupar, pois consegue categorizar o orçamento por ‘envelopes’, ou seja, os utilizadores podem criar ‘envelopes’ para cada uma das categorias de orçamento, entre elas compras, transportes, alimentação e saúde, entre outros.

Assim, poderão saber quanto estão a gastar em cada ‘envelope’. A Goodbudget, disponível para Android e iOS, permite manter, assim, alguma disciplina nas despesas ao fazer com que o utilizador esteja atento ao orçamento.

6. Poupe dinheiro

A realização desta medida pode ser, para algumas pessoas, uma das tarefas mais complicadas desta lista de decisões financeiras, uma vez que nem sempre é fácil ter um orçamento familiar que nos permita poupar, devido às contas mensais que são necessárias pagar e a outras despesas inesperadas.

No entanto, cortar em gastos supérfluos já é uma boa ajuda para conseguir economizar algum dinheiro e assim colocá-lo na conta poupança ou, quem sabe, usá-lo para lazer se não tiver outros gastos urgentes. É sempre bom fazer uma viagem ou outra atividade que nos faça felizes.

Agora que já tem uma lista de decisões financeiras para 2018, aproveite para colocá-las em prática e poder ver alguma diferença na sua vida económica ainda antes do final do ano. Boa sorte!

Veja também:

Cátia Tocha Cátia Tocha

Formada em Ciências da Comunicação pela Universidade Autónoma de Lisboa, onde concluiu Licenciatura e Mestrado, começou o seu percurso como jornalista na Rádio. Hoje, escreve sobre diferentes áreas e tem já alguns anos de experiência na escrita para meios online.