Publicidade:

Intolerância à lactose: o que é, sintomas e tratamento

Fica indisposto sempre que bebe leite ou come derivados deste alimento? Então, talvez, sofra de intolerância à lactose. Conheça melhor este problema.

Intolerância à lactose: o que é, sintomas e tratamento
Saiba quais os ajustes que tem de fazer na sua alimentação

Só em Portugal, um terço da população sofre de intolerância à lactose, uma condição que, apesar de não ser grave, é algo incómoda. Os dados são da Sociedade Portuguesa de Gastroenterologia e deixam em evidência o motivo para a necessidade de tantos produtos sem lactose à venda nos supermercados – de certeza que já reparou neles.

Sim, este é um problema realmente comum e que obriga muitas pessoas a ajustar a sua alimentação diária.

Embora a lactose esteja maioritariamente presente no leite e seus derivados, como a manteiga ou os iogurtes, a verdade é que também pode ser encontrada noutros alimentos e até em medicamentos. Isto significa que quem sofre desta condição deve ter atenção redobrada aos rótulos para evitar problemas.

Conheça agora este tema de A a Z e descubra quais os sintomas a que deve estar atento.

Intolerância à lactose: tudo o que deve saber


intolerancia a lactose

A lactose, o açúcar predominante no leite e nos seus derivados, é decomposta pela lactase, uma enzima específica produzida por células presentes no intestino delgado. Ora, a intolerância à lactose nada mais é se não a incapacidade parcial ou total do organismo de digerir a lactose devido a uma deficiência da referida enzima.

Esta é uma condição mais comum do que aquilo que pode pensar. De facto, estima-se que à volta de 70% dos adultos a nível mundial sofram de intolerância à lactose, o que demonstra claramente a frequência do problema.

Posto isto, importa referir que existem 3 tipos distintos de intolerância à lactose:

  • congénita: neste caso a pessoa já nasce intolerante à lactose e o problema mantém-se ao longo da vida;
  • primária: de origem genética, a intolerância desenvolve-se ao longo da vida e tem origem na diminuição ou ausência total da lactase;
  • secundária: neste caso, a intolerância manifesta-se graças à redução temporária da enzima devido apenas a uma patologia passageira, como uma gastroenterite – assim que a pessoa estiver curada tudo volta ao normal.

Sintomas

conheça os sintomas da intolerância à lactose

Tal como acontece com qualquer outra condição médica, a intolerância à lactose manifesta-se sob a forma de um conjunto específico de sintomas. No entanto, a intensidades destes sinais varia de pessoa para pessoa, já que depende de fatores como o tipo de refeição, a quantidade de lactose ingerida e a tolerância da pessoa a este açúcar:

Tratamento

A verdade é que não existe uma cura para a intolerância à lactose. No entanto, existem formas de contornar o problema e evitar as más reações inerentes a esta doença.

Em primeiro lugar, pode excluir do seu cardápio diário os alimentos que contenham lactose, desde o leite à manteiga. Contudo, é importante que tenha atenção redobrada a todos os rótulos, na medida em que alguns produtos têm lactose na sua composição mesmo que não se tratem de lacticínios.

Como alternativa pode também tomar substitutos enzimáticos que lhe permitam tolerar a lactose. O melhor será aconselhar-se junto do seu médico para que lhe recomende a melhor alternativa.

Posto isto, não se preocupe porque atualmente o mercado está repleto de produtos sem lactose que tornam a vida das pessoas com esta condição muito mais fácil e menos condicionada.

Veja também:

Inês Pereira Inês Pereira

Licenciada em Jornalismo e Pós-Graduada em Branding e Content Marketing, sempre se deu bem com a escrita. Embora prefira escrever com um teclado, não acredita nessa ideia de ler um livro através de um ecrã: um livro lê-se em papel e tem um marcador. Gosta de fotografia, de história e de conhecer o mundo.