ebook
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Prático e Descomplicado
Ekonomista
Ekonomista
15 Set, 2021 - 11:14

Barriga inchada: o que fazer para evitar o desconforto abdominal

Ekonomista

A barriga inchada é um problema que afeta, diariamente, muitas pessoas e que pode ter diferentes causas. Conheça algumas delas.

homem com barriga inchada

Geralmente, a barriga inchada é um um sinal de flatulência, o que muitas vezes está associado a obstipação e indigestão. Contudo, há que estar atento há existência ou não de outras manifestações, como hemorragia anal, hemorróidas ou icterícia pois, nestes casos, a barriga inchada pode ter origem noutros problemas. Perceba melhor.

Barriga inchada: principais causas e tratamentos

mulher com barriga inchada

Flatulência

Como dissemos, esta é uma causa muito recorrente da barriga inchada e pode ser provocada por uma dieta rica em gorduras, frituras, doces e alimentos muito temperados ou condimentados. Este tipo de comida favorece a formação de gases intestinais, os quais, por sua vez, dilatam a zona abdominal inferior.

Portanto, para evitar esta condição, deve comer devagar, mastigar bem e não engolir ar, enquanto come. Na farmácia, já é possível encontrar vários medicamentos destinados a evitar a formação de gases intestinais.

Obstipação

O problema da prisão de ventre pode ter várias causas, nomeadamente: consumo insuficiente de fibras, sedentarismo e desidratação. Como consequência, pode haver flatulência e inchaço abdominal.

Neste caso, é recomendada a ingestão de alimentos ricos em fibras, como aveia, muesli, trigo, produtos integrais, frutas e verduras.

Obesidade

Quem tem peso em excesso verifica uma acumulação de gordura na zona abdominal, a qual pode contribuir para uma sensação geral de barriga inchada.

Para combater este quadro, é necessário diminuir a massa gorda, o que pode ser conseguido através de uma alimentação saudável e da prática regular de atividade física. Em alguns casos, o acompanhamento nutricional por um profissional pode ser aconselhável.

Mulher a fazer exercício para conseguir a barriga lisa
Veja também Guia para uma barriga lisa: os melhores exercícios e alimentos

Menstruação

Durante a menstruação ou mesmo durante o período conhecido como tensão pré-menstrual, é comum as mulheres sentirem a barriga inchada. Tal deve-se à acumulação de líquidos na região abdominal e é uma situação passageira que se resolve, assim que o ciclo menstrual termina.

Ainda assim, as mulheres que sofrem deste problema durante a menstruação podem aliviar este sintoma através da ingestão de alimentos e de bebidas particularmente diuréticas.

Gestação

Por vezes, as mulheres só suspeitam que estão grávidas quando registam um atraso na menstruação e verificam que a zona inferior do seu abdómen está ligeiramente inchado.

Isso pode acontecer logo no 1º trimestre de gestação. Esta é uma situação normal, mas aconselha-se a realização de um teste para confirmar o mais rapidamente possível se a mulher se encontra ou não grávida.

Além do volume na barriga ser causado pelo crescimento do útero, também há que ter em conta que existe uma acumulação geral de líquidos durante a gestação, os quais se concentram, sobretudo, em zonas como os tornozelos, as mãos e mesmo o nariz.

Portanto, durante a gravidez, é especialmente recomendada a ingestão frequente de água e a redução do consumo de produtos com sal e sódio.

Receitas com limão para perder barriga: livre-se dessa barriguinha
Veja também Receitas com limão para perder barriga: livre-se dessa barriguinha

Ascite

Em determinadas situações, a barriga inchada pode ser um sintoma de problemas mais complicados, como a ascite, quadro em que existe uma acumulação de líquido na zona abdominal, devido a complicações no figado, como a cirrose hepática.

Assim, em certos casos, a barriga inchada pode ser um indício do mau funcionamento de órgãos, como o fígado ou o baço. Nestes casos, é fundamental a consulta de um especialista.

Obstrução intestinal

A obstrução intestinal carateriza-se pela dificuldade das fezes em passarem pelo intestino. Consequentemente,  há lugar a obstipação, flatulência, náuseas, desconforto abdominal e barriga inchada. Este é um problema grave que carece de avaliação e tratamentos hospitalares.

Veja também