Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ana Luisa Santo
Ana Luisa Santo
14 Nov, 2017 - 13:02

Fígado gordo: um perigo silencioso

Ana Luisa Santo

Com o tempo, a acumulação de gordura no fígado pode evoluir para doenças hepáticas graves. Conheça as causas, os sintomas e tratamentos para o fígado gordo.

Fígado gordo: um perigo silencioso

Fígado gordo ou esteatose hepática é uma acumulação de gordura nas células do fígado, correspondendo a 5-10% da sua massa total.

É uma situação clínica muito frequente em Portugal, afetando cerca de 15% dos adultos portugueses.

Pode não chegar a evoluir para uma lesão do fígado mais preocupante ou, pelo contrário, pode causar inflamação do tecido hepático, degenerescência do órgão, causando cirrose.

Portanto, a esteatose hepática constitui, assim, a fase anterior ao desenvolvimento de lesão permanente do fígado.

Causas do fígado gordo

  • Ingestão excessiva de gorduras na alimentação, sobrecarregando o fígado na sua transformação de modo a ser eliminada, acumulando-se o excedente nos tecidos hepáticos;
  • Excesso de peso ou obesidade;
  • Consumo de álcool;
  • Diabetes e colesterol elevado;
  • Perda de peso rápida;
  • Certas doenças metabólicas genéticas;
  • Uso de alguns medicamentos;
  • Ingestão de toxinas e cogumelos.
placeholder-1x1

Sintomas do fígado gordo

A maioria das pessoas não apresenta sintomas ou complicações. Por vezes, pode ocorrer:

As alterações são detetadas através de análises ao sangue, onde se revela aumento das enzimas hepáticas (transaminases) e através da ecografia abdominal, encontrando-se aumento do tamanho do órgão (hepatomegalia).

Tratamento do fígado gordo

Não existem medicamentos específicos para tratar a gordura no fígado. O tratamento é feito através de alterações no estilo de vida, fazendo uma alimentação com pouca gordura, perdendo peso, praticando exercício físico regular.

Infusões e plantas medicinais

placeholder-1x1

Alcachofra: planta que pode ser consumida sob a forma de infusão, em xarope ou incluindo na alimentação (coração de alcachofra em conserva). Uma das suas principais propriedades é regeneração e proteção hepática, ajudando ao bom funcionamento do fígado, facultando as digestões difíceis. Ajuda também a baixar os níveis de colesterol e melhora toda a função hepática e biliar.

Cardo-mariano: a infusão desta planta medicinal tem benefícios terapêuticos muitos notáveis nível hepático. Ajuda a manter o fígado saudável, através da sua importante ação protetora e regeneradora, tal como a alcachofra.

Dente-de-leão: esta planta muito comum, usada como infusão, possui diversas propriedades benéficas à saúde. É um tónico hepático, melhorando o funcionamento do fígado e da vesícula biliar. Muito usado nas digestões difíceis, especialmente após refeições exageradas. Ajuda a desintoxicar o fígado.

Alimentação

placeholder-1x1

Para eliminar a gordura no fígado, deve-se evitar o consumo de alimentos ricos em gorduras e açúcares, como carnes vermelhas, enchidos (bacon, salsicha, chouriço, salpicão, alheira, presunto), bolos, biscoitos, doces, uma vez que aumentam o colesterol e o açúcar no sangue, o que favorece a acumulação de gordura nesse órgão.

Além disso, é importante eliminar o consumo de bebidas alcoólicas, pois o álcool é responsável pelo aumento de absorção dos ácidos gordos no fígado. Aumentar o consumo de frutas, legumes e cereais como linhaça, chia e aveia, pois são ricos em fibras, que ajudam a diminuir a absorção de gordura no intestino.

Atividade física

placeholder-1x1

O exercício físico ajuda a aumentar o metabolismo e a queimar a gordura acumulada. Essencial para perder e controlar o peso, deve ser feito com regularidade entre 3 a 4 vezes por semana, cerca de 40 a 60 minutos.

Controlar doenças

As doenças como diabetes e colesterol elevado aumentam o risco de fígado gordo e mais tarde, lesões hepáticas mais graves. O excesso de açúcar no sangue, obriga o organismo a transformar o açúcar em gordura para manter os níveis de glicemia. O colesterol elevado, por si só, já é um sinal de excesso de gordura no organismo.

Veja também: