Publicidade:

Visitar Monchique: a perspetiva de um Algarve diferente

Visitar Monchique, uma aldeia pitoresca que oferece o máximo de contacto com a natureza é conhecer um Algarve diferente. Saiba tudo!

Visitar Monchique: a perspetiva de um Algarve diferente
Conheça a tranquilidade do Algarve rural

O Algarve não é só composto por praias incríveis, mas também zonas interiores com frescos bosques montanhosos, como o exemplo que lhe apresentamos. Assim, visitar Monchique é a oportunidade perfeita para fugir das multidões do litoral, das praias cheias de gente, de trânsito e confusão. E, ao mesmo tempo, conseguir desfrutar dos encantos que o Algarve tem para quem o visita.

Visitar Monchique: um guia para ter vontade de viajar cá dentro


Monchique encantada

monchique

Na pitoresca aldeia de Monchique, encontrará sempre algo para fazer. Não se deixe iludir pelo facto de ser uma zona mais calma, de interior. Poderá fazer caminhadas, passeios de bicicleta, canoagem ou até visitar as suas famosas termas – o luxo ideal para umas férias relaxantes.

Dado que a cidade está situada na florestal Serra de Monchique, a grande cordilheira do Algarve, infelizmente, esta zona é bastante afeta por incêndios na altura do verão. Todavia, a prevenção parece surtir cada vez mais efeito, sendo, assim, minimizar os danos generalizados e a frustração decorrente dessa situação.

Como tal, tem sido possível preservar as colinas florestadas, os pomares aromáticos e as fontes naturais, que convidam a esquecer, ainda que temporariamente, a areia e as praias, em detrimento da beleza e tranquilidade do Algarve rural.

A paisagem arrebatadora, o ambiente tranquilo de Monchique, que faz fronteira com o delicioso Alentejo, a quem parece ter ido buscar inspiração, bem como o ritmo da vida quotidiana é bem diferente da agitação das zonas costeiras. É possível ainda ver a perícia dos artesãos, que conseguem manter vivas várias tradições seculares; agricultores a cuidar das hortas e laranjais, enquanto o gado se alimenta nas pastagens. Este Algarve com calma existe e é verdadeiramente encantador. Visitar Monchique é a oportunidade perfeita para ver isto em primeira mão.

Gastronomia de Monchique

À boa moda portuguesa, a gastronomia é sempre algo importante nos novos locais a visitar. Em Monchique, tal como no restante Algarve, poderá deliciar-se com várias especialidades locais, como o presunto defumado e outros enchidos.

Em termos de pratos típicos, então, as seleções são outras, nomeadamente Frango na Púcara e Assadura. O primeiro é preparado com frango, presunto, chouriço, tomate, cebola, cenoura, manteiga, vinho do Porto, aguardente velha, mostarda, alho, louro, sal e pimenta. Os ingredientes são todos colocados numa púcara, colocada no lume ou forno, que deve ser tapada com a tampa de barro, até que o frango esteja alourado. Por sua vez, a Assadura consiste em pequenas fatias de carne de porco grelhada temperadas com alho, sumo de limão e azeite.

Depois do prato principal, chegam as sobremesas e, em Monchique, a especialidade são os deliciosos doces de amêndoa, que devem ser acompanhados por um pequeno copo de Medronho, a típica aguardente da região.

Visitar Monchique: conheça os principais pontos de interesse

serra de monchique

São vários os pontos de interesse que encontra ao visitar Monchique. Deixamos aqui algumas sugestões.

Caldas de Monchique

As Caldas de Monchique são o local das únicas nascentes termais do Algarve e localizam-se num local de extrema beleza, por entre a exuberante vegetação das colinas vizinhas.

Prepare-se para banhos de 32º, algo que tem atraído visitante já desde os tempos em que os romanos reconheceram as propriedades curativas da região. O espaço é conhecido pelos efeitos terapêuticos em doenças respiratórias, musculares e reumáticas.

A zona das termas estão rodeadas de elegantes casas do século XIX e de um parque florestal repleto de acácias, camélias e árvores centenárias. Aqui respira-se paz, apenas interrompida pelo som constante da água a correr pelos ribeiros, debaixo de pontes pedonais e nos fontanários.

Miradouro de Fóia

É o ponto mais alto do Algarve e ergue-se, orgulhosamente a 902 metros acima do nível do mar. Nos dias de céu limpo e sem nuvens, quase é possível visualizar toda a linha costeir. Desde o sul, que se estende de Faro até ao Cabo de São Vicente, até à zona norte, que prossegue até à Serra da Arrábida, situada cerca de 40 km a sul de Lisboa.

Igreja Matriz

A Igreja Matriz de Monchique é um edifício com um bonito patamar manuelino, em formato de estrela, decorado com colunas retorcidas, fazendo lembrar corda com nós – uma notória referência ao mundo marítimo que tanto impacto teve nesta região.

O interior da igreja é bastante simples, possuindo uma capela lateral que contém bonitos azulejos do século XVII, que mostra São Francisco, os pecadores no inferno e São Miguel a abater o diabo.

Na parte traseira da igreja ainda existe um pequeno museu de arte sacra, que é um “must-see” para apreciadores do género.

Parque da Mina

Esta quinta do século XVIII dá-lhe excelentes perspetivas sobre as antigas técnicas agrícolas desta zona rural, nomeadamente testemunhar a reconstituição de uma destilaria tradicional do Medronho. Mas as atrações deste espaço, em Vale do Boi, não ficam por aqui: poderá ainda visitar uma mina antiga e ver centenas de animais de quinta, incluindo póneis, cabras anãs, porcos do Vietname, ovelhas e várias espécies de aves.

A melhor maneira de visitar Monchique ao seu ritmo é de carro, numa road trip que ficará para sempre na sua memória. E, claro, percorrendo os trilhos disponíveis, para paisagens de tirar o fôlego a qualquer um.

Veja também: