ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Ekonomista
Ekonomista
09 Dez, 2020 - 15:03

Governo propõe aumento do salário mínimo para 665 euros

Ekonomista

Face aos atuais 635 euros, o Executivo propõe um aumento de 30 euros para 2021.

Trabalhadores em linha de produção de fábrica

O salário mínimo nacional deverá subir para 665 euros brutos por mês em 2021. Este é o valor que consta da proposta que será apresentada, esta quarta-feira, aos parceiros sociais pela ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Recorde-se que, atualmente, o salário mínimo está fixado nos 635 euros. Nas negociações para o Orçamento do Estado para 2021, o Governo já se tinha mostrado disponível para aumentar o valor em 23,75 euros, o que equivale à média de aumentos dos últimos anos.

Ainda assim, o Executivo decidiu apresentar um aumento de 30 euros face ao valor que está atualmente estabelecido, o que se traduz num aumento de 4,7%.

As confederações patronais já deram sinais de alguma resistência face ao valor proposto pelo Governo, até porque, devido à pandemia, as contas de muitas empresas estão comprometidas. O Governo, porém, quer mitigar estes resultados e o aumento do salário mínimo com outras medidas de apoio às empresas.

Os sindicatos, por sua vez, têm pedido subidas mais expressivas: a UGT aponta para 670 euros, a CGTP quer chegar aos 850 euros no curto prazo.

Recorde-se que um dos objetivos do Executivo é o de chegar aos 750 euros brutos mensais de salário mínimo até 2023, ou seja, até ao final da legislatura. Este objetivo, tal como o Governo já teve oportunidade de confirmar, mantém-se.

Veja também