ebook
GUIA DO IRS
Patrocinado por Reorganiza
Teresa Campos
Teresa Campos
31 Mai, 2022 - 12:33

11 benefícios da cerveja que o vão surpreender

Teresa Campos

Os benefícios da cerveja são diversos e até podem surpreender. Se gosta desta bebida, perceba as suas vantagens.

De norte a sul do país, e em todo o mundo, não faltam apreciadores. A cerveja é uma verdadeira paixão nacional, daquelas capazes de juntar amigos, relaxar, fazer rir. Mas será que sabe que as vantagens do seu consumo não ficam por aí? Quando de qualidade, os benefícios da cerveja podem ser vários – e quem o diz é a ciência.

De forma moderada, a cerveja pode revelar-se uma bebida não só fresca e agradável, como saudável e cheia de vantagens para a saúde. Ora, confira.

festa da cerveja

Beber cerveja é um ritual quase tão antigo como o tempo e é saudável. Por isso, é pertinente conhecer quais os benefícios da cerveja para a saúde.

11 benefícios da cerveja (ditos pela ciência)

1.

É rica em componentes benéficos

A cerveja possui muitos ingredientes benéficos para quem quiser ter uma dieta saudável. Ela possui cereais como a cevada maltada, o lúpulo, o trigo, o arroz ou o milho, bem como água.

Assim, a cerveja é uma fonte de vitaminas essenciais, de fibras solúveis e de sais minerais, sendo rica em potássio, fósforo, selénio, magnésio e pobre em sódio, o que regula a tensão sanguínea.

2.

É diurética

Há vários estudos que já comprovaram os efeitos diuréticos da cerveja. Após beber cerveja é normal que o corpo excrete mais urina, o que promove o funcionamento renal, a dilatação da urina e a eliminação de sódio e de cálcio.

A explicação para tal está na presença de compostos fenólicos na cerveja e no bloqueamento da hormona anti-diurética. Portanto, a cerveja pode evitar problemas, como o aparecimento de cálculos nos rins.

3.

É hidratante

A cerveja possui mais de 90% de água, pelo que é uma bebida rica neste componente fundamental para a hidratação do nosso corpo. Todavia, ao mesmo tempo, a cerveja tem álcool, elemento que contribui para a desidratação. Portanto, há que ter cautela na quantidade de cerveja ingerida.

4.

Previne AVC e ataques cardíacos

Há estudos que demonstram que a cerveja preta evita em cerca de 50% os ataques cardíacos e o AVC, uma vez que previne a aterosclerose, ou seja, a acumulação de gordura nas artérias. Além disso, melhora o fluxo sanguíneo e torna as artérias mais flexíveis.

5.

Fortalece os ossos

A cerveja possui silício, um composto que contribui para o desenvolvimento ósseo. Assim, a cerveja, quando consumida moderadamente, pode ajudar a evitar as fraturas ósseas, em caso de queda, por exemplo.

6.

Previne a diabetes

O álcool existente na cerveja eleva a sensibilidade à insulina, pelo que ajuda a evitar a diabetes, sobretudo a diabetes tipo 2. Pelo menos, esta foi a conclusão de um estudo, que teve como amostra homens de meia idade.

7.

Evita demências

Ainda não é certo o motivo que está na base desta tese. Algumas hipóteses são a presença de álcool e de silício na cerveja, os quais protegem o cérebro e melhoram o fluxo sanguíneo cerebral.

Certo é que segundo determinados estudos, a cerveja pode evitar o desenvolvimento de danos cognitivos, doença de Alzheimer, entre outros tipos de demência.

8.

Trata as insónias

Apenas uma colher de sopa de cerveja contribui para a produção de dopamina, substância emitida pelo cérebro e que induz o sono, ao ajudar-nos a sentirmo-nos mais calmos e relaxados.

9.

Previne cataratas

A cerveja é rica em antioxidantes. Por isso, quando consumida com moderação, ela pode ajudar a evitar o desenvolvimento de cataratas no olho. Porém, o consumo da cerveja deve ser sempre moderado.

10.

Ajuda no combate ao cancro

A cerveja possui ácidos humulones e lupulones, os quais contribuem para o combate do cancro, assim como de outras doenças inflamatórias. Estes compostos evitam o desenvolvimento de bactérias e fortalecem o sistema imunitário.

11.

Pode ajudar a emagrecer

Apesar de muito associada à chamada “barriga de cerveja”, afinal a cerveja pode ajudar a perder peso. A justificação pode estar no xanthohumol, uma substância presente na cerveja. Contudo, para atingir esse efeito, seria necessário consumir uma quantidade demasiado elevada de cerveja.

Apesar dos benefícios da cerveja que referimos, há que recordar que o consumo excessivo desta bebida pode estar na origem de problemas de saúde, como a cirrose, o cancro do fígado, o alcoolismo, a obesidade, entre outras patologias.

Assim, para usufruir das vantagens desta bebida refrescante e adorada, o seu consumo não deve ultrapassar os cerca de 65 cl diários.

Veja também