Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Luís Vicente
Luís Vicente
12 Dez, 2019 - 13:11

BTL 2020: Turismo Porto e Norte mostra a sua força

Luís Vicente

Porto, Douro, Minho e Trás-os-Montes são as quatro zonas em destaque na BTL de 2020, promovidas pelo Turismo Porto e Norte.

Turismo do Porto e Norte é o destaque da BTL

Há muitos números que demonstram o desenvolvimento da região Porto e Norte. “É a região do crescimento a 10%”, concluiu o Presidente da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP).

Luís Pedro Martins mencionou as as percentagens de crescimento em dormidas, turistas, proveitos e chegadas ao Aeroporto Sá Carneiro para exemplificar o sucesso da região, no início do discurso de apresentação, esta quarta-feira, em Lisboa.

Os números são indicadores de orgulho para os responsáveis do Turismo Porto e Norte, que “com grande honra” aceitaram o convite da Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorre nos Pavilhões da FIL, em Lisboa, no mês de Março.

A honra é partilhada por Fátima Vila Maior, Directora de Coordenação de Exposições na Feira Internacional de Lisboa, frisando que a escolha foi baseada na “performance [da região] nos últimos anos.”

As razões desta performance prendem-se muito – ou completamente – com o trabalho feito pelos vários destinos que a região do Porto e Norte apresentam. Para Luís Pedro Martins, estes indicadores “servem apenas como motivação”, uma vez que “somos suficiente pequenos para não entrar em competição, mas suficiente diversos para articular e cooperar entre regiões.”

4 subdestinos em destaque do Turismo Porto e Norte

BTL recebe o Turismo do porto e Norte

E é de forma articulada que o Turismo Porto e Norte vai apresentar-se na Bolsa de Turismo de Lisboa. A aposta é feita em quatro “sub-destinos“: Porto, Douro, Minho e Trás-os-Montes.

Desta forma, o stand da região convidada vai apostar numa oferta e dinamização especializadas em quatro grandes zonas da extensa e rica região de turismo do Porto e Norte.

Porto

Trata-se provavelmente do subdestino que necessita de menos apresentações. No entanto, está completamente integrada nos planos de crescimento do Turismo Porto e Norte.

Como destaque turístico, a própria Entidade Regional de Turismo Porto e Norte sublinha “a zona comercial, bairros de vivendas senhoriais e um centro histórico classificado Património da Humanidade”, assim como “o ambiente fluvial, o casario, as pontes, as caves de Vinho do Porto.”

Douro

Património da Humanidade pela UNESCO desde 2001, esta é provavelmente o subdestino com maior potencial de crescimento.

As quintas, os miradouros, os passeios fluviais em barcos de cruzeiro, o artesanato genuíno, a gastronomia, os vinhos, o azeite, os frutos secos, o folclore e, ainda, as aldeias vinhateiras de grande riqueza cultural, monumental, histórica e paisagística são alguns dos elementos que fazem desta uma região única.

Minho

Um destino ecléctico que satisfaz interesses de várias ordens: aventura, religião, natureza, gastronomia e cultura. De tudo se encontra no subdestino do Minho.

Exemplos disso mesmo são os santuários marianos, as pontes medievais ou as aldeias típicas. A lista é vasta e acolhe ainda os tradicionais espigueiros, as quintas, os solares brasonados, os percursos pedestres, o Caminho de Santiago, as instâncias termais ou as ecovias.

Trás-os-Montes

Com características únicas, como a tradição dos Caretos de Podence, a língua mirandesa ou a dança dos Pauliteiros de Miranda, visitar Trás-os-Montes e o Alto Douro é uma experiência inesquecível.

Ainda desconhecido do grande público, a região divide-se turisticamente em Terra Fria e Terra Quente. As oliveiras, as amendoeiras, os sobreiros e os vinhedos são característicos da Terra Quente, ” bem como a raça autóctone ovina churra cujo leite dá origem ao famoso queijo ‘terrincho’,” explica a TPNP.

Já a observação de aves, os passeios a cavalo ou de burro, as montarias de caça ou as incursões em todo-o-terreno constituem elementos distintivos da rota da Terra Fria.

Presidente do Turismo do Porto e Norte
Luís Pedro Martins, presidente do Turismo do Porto e Norte

Turismo Porto e Norte com muita animação

Dentro da Bolsa de Turismo de Lisboa, o Presidente do Turismo Porto e Norte garante que se vão registar “mais de 600 acções de animação e mais de 200 produtos gastronómicos;” Luis Pedro Martins prevê ainda a presença na BTL de chefs conceituados da região nortenha, como António Loureiro e Vítor Matos.

Estão ainda programadas várias acções de campanha e activação da marca do Turismo Porto e Norte pela cidade. Luís Pedro Martins não quis desvendar do que se trata em concreto mas deixou a promessa de “invadir a cidade”.

Os desafios do Turismo Porto e Norte

Os indicadores acima apresentados são representativos mais de mercados estrangeiros e de faixas etárias superiores do que de jovens portugueses. E esse é um público-alvo que o Turismo Porto e Norte pretende alcançar.

O objetivo da presença na BTL e de todas as acções passa então por “dar escala à região e aproximá-la junto dos Millennials e da Geração z, nomeadamente lisboetas, e captá-los para o Norte”, rematou Luis Pedo Martins.

O responsável referiu ainda que os valores das gerações mais novas entram em simbiose com a região do Norte e exemplificou com a “aproximação à natureza, os hábitos de vida saudável” e, sobretudo, a “autenticidade”.

A Bolsa de Turismo de Lisboa 2020 decorre entre 11 e 14 de Março e volta a apresentar-se com o seu carácter duplo, reiterou Fátima Vila Maior. Trata-se de uma “feira que é um espelho de oferta turística, atraindo operadores internacionais para o desenvolvimento de negócio; mas que tenha grande actividade durante o fim-de-semana para que o público a visita”.

Veja também