Miguel Pinto
Miguel Pinto
30 Jun, 2023 - 12:08

São Salvador do Mundo: uma varanda sobre o grandioso Douro

Miguel Pinto

São João da Pesqueira possui alguns fantásticos miradouros, como São Salvador do Mundo. Deixe-se encantar pelo Douro, os socalcos e os montes xistosos.

São Salvador do Mundo

São João da Pesqueira fica nas margens do imenso Douro, um nome que advém de uma albufeira natural que ali existia e que possuía muito peixe, daí ser uma boa “pesqueira” para quem vivia da atividade piscatória. Tudo vigiado a partir de São Salvador do Mundo.

Tratando-se de uma área de águas revoltas, com fragas e a queda de águas do Cachão da Valeira, foi uma zona responsável por vários naufrágios.

Com a construção da barragem, o rio foi domado e as águas ficaram “mais calmas”. Mas a região não perdeu o seu encanto.

São Salvador do Mundo: o Douro aos pés

A história de São João da Pesqueira já é longa, havendo registo de um castro lusitano e de um castelo medieval que ali terá sido construído por volta de 900, por D. Afonso III de Leão. Também se diz que por estas terras terá morado o Marquês de Pombal, quando ainda era jovem.

Contudo, aquilo que mais se destaca em São João da Pesqueira é mesmo a sua paisagem natural, bela e imensa. O rio Douro, os montes xistosos, as casas típicas rurais e senhoriais, os socalcos de vinhas, amendoeiras e olivais são tudo ingredientes que compõem um cenário idílico e encantado que é marca identitária desta região.

Santuário

Para observar e admirar estas vistas pujantes, existem vários miradouros e pontos de interesse, embora seja incontornável falar, logo à cabeça, do Santuário de São Salvador do Mundo. Um imponente cone granítico, com 493 metros de altitude, e um acentuado declive rumo ao rio, proporcionam uma panorâmica fabulosa.

Ao fundo vislumbra-se a Barragem da Valeira e o histórico Cachão da Valeira, famoso por ter sido o local da morte do Barão de Forrester, de que já falaremos. Daqui também se descobrem alguns povoados e outros miradouros que dão cor a alguns pontos mais altos dos montes.

Considerado o maior santuário do Alto Douro Vinhateiro, São Salvador do Mundo é constituído por um conjunto de capelinhas que se erguem ao longo do monte, remontando as mais antigas ao século XVI.

Nas últimas décadas do século XVI, o ermo foi habitado por Frei Gaspar da Piedade que, depois de ter peregrinado pela cidade de Roma e pela Palestina, regressou e construiu uma capela onde depositou uma relíquia que trouxe do Oriente, um osso do braço de São Jerónimo.

Além da história propriamente dita, existem as estórias e as tradições legadas pela oralidade. Por exemplo, diz-se que se uma jovem for até ao Ermo e conseguir dar um nó na rama de uma giesta com a mão esquerda sem parar, isso significa que ela se irá casar no espaço de um ano.

Claro que a sua valência como miradouro é, talvez, a que mais encanta. A partir deste monte consegue obter duas vistas esplêndidas. Uma sobre o lugar da Ferradosa e outra sobre a Valeira e a sua barragem. Todo o cenário é enriquecido por uma fauna e flora ricas e pujantes.

Capela em São Salvador do Mundo

Barragem da Valeira

Esta barragem foi inaugurada em 1976 e é a segunda mais alta barragem do Douro. Fica a montante da Foz do Tua, junto do local onde se localizava o Cachão da Valeira. Por aqui passam muitos navios de cruzeiro que, assim, podem admirar esta paisagem imponente, marcada por elevados rochedos.

Mas nem sempre foi assim tão sereno. O Cachão da Valeira encerra uma história trágica e que tem como protagonistas duas das mais marcantes figuras do Douro do século XIX, D. Antónia, a célebre Ferreirinha, e o Barão Forrester.

Corria o ano de 1861, quando numa viagem no rio, o barco onde seguiam se virou no Cachão da Valeira. O barão acabou por ser arrastado para o fundo do Douro, culpa de um cinto com dinheiro que transportava. O seu corpo nunca foi encontrado.

Dona Antónia Adelaide Ferreira, reza a lenda, salvou-se graças às saias de balão que usava nesse dia e que a fizeram flutuar em segurança até à margem. Tudo sob o olhar das capelas de São Salvador do Mundo.

Barragem da Valeira em São João da Pesqueira

Aldeia de São Xisto

Se demandar à região, vale ainda a pena visitar a aldeia de São Xisto, classificada pela UNESCO como Património Mundial. Fica no Vale de Figueira e tem uma paisagem deslumbrante! Montes e vales, o rio Douro, os muros de pedra, os socalcos das vinhas, tudo contribui para um conjunto encantador e deslumbrante.

Depois de se deixar maravilhar, aproveite para visitar alguns pontos de interesse da aldeia, como a Capela de São Xisto, o Mirante Anjo Arrependido, a Fonte Centenária e as várias casas típicas em xisto.

Aproveite para ir até aos lagares de azeite e de vinho e fique a conhecer o cais fluvial do Douro e a estação ferroviária de Ferradosa.

Aproveite para petiscar e provar as iguarias locais. Além do bom vinho, pode contar com cabrito assado em forno de lenha ou peixes do rio fritos, de cebolada ou de escabeche.

Como chegar a São Salvador do Mundo

Vindo da cidade do Porto, apanhe a A4 e saia em Amarante, apanhe a N15 em direção a Mesão Frio/Régua.

Na Régua atravesse a ponte e apanhe a N222, siga a estrada marginal ao rio Douro e quando chegar ao território de S. João da Pesqueira, encontrar-se-á nas Bateiras. Siga a EN222 em direção a S. João da Pesqueira. Siga pela N222-3 em direcção à ferradosa, e saia na CM1121 em direcção à Barragem da Valeira.

Vindo da cidade de Lisboa, apanhe a A1 até Coimbra, saia para a IP3. Continue até a A24 na direção a Vila Real e após passar Lamego, deixe a A24 e entre na N313 em direção Régua, apanhe a N222, siga a estrada marginal ao rio Douro e quando chegar ao território de S. João da Pesqueira, encontra-se-á nas Bateiras.

Siga a EN222 em direção a S. João da Pesqueira. Siga pela N222-3 em direcção à Ferradosa, e saia na CM1121 em direcção à Barragem da Valeira.

Vindo de Espanha ou da cidade de Vila Nova de Foz Côa para se dirigir ao miradouro de S. Salvador do Mundo, apanhe a EN222 em direção a S. João da Pesqueira. Siga pela N222-3 em direcção à Ferradosa, e saia na CM1121 em direcção à Barragem da Valeira.

Veja também

Artigos Relacionados