Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Luís Vicente
Luís Vicente
15 Out, 2020 - 17:38

Uma aventura virtual pelo deslumbrante Caminito del Rey

Luís Vicente

Se não pode ir até ao fantástico Caminito del Rey, vem ele até si. Não perca um espetacular trilho virtual 360º para conhecer um caminho cheio de perigos.

Panorâmica do Caminito del Rey

Não está assim tão longe de Portugal mas, provavelmente, o percurso pedestre El Caminito del Rey ainda não tem entre os portugueses a popularidade que deveria.

Trata-se apenas de 7,7 quilómetros de itinerário no meio da Comunidade Autónoma espanhola da Andaluzia, mas já fez notícia em todo o mundo por ser “um dos caminhos mais perigosos do planeta”.

O diminutivo da palavra camino, em português caminho, adequa-se, apenas à sua extensão, porque, de resto, tudo é em grande escala: a beleza da paisagem e os cuidados a ter ao aventurar-se por este trajecto.

Com a pandemia global do novo Coronavírus, este património natural que é o Caminito del Rey, tal como todos os demais um pouco por toda a Europa, está mais condicionado ao público, mas disponibilizou trilhos virtuais 360º.

Tour virtual do Caminito del Rey

Caminito del Rey: sempre de norte para sul

Percurso do caminito del Rey

O Caminito del Rey é assim denominado por ter tido a presença de Alfonso XIII, em 1921, aquando da inauguração das barragens da zona. O percurso serpenteia o cenário natural do remoto Desfiladero de los Gaitanes.

Por isso mesmo, é preciso andar a pé para se começar a andar a pé. Confuso? Nós explicamos: o caminho é tão intrincado que só é possível chegar ao ponto de partida caminhando a partir de um dos estacionamentos ou da paragem de comboio mais próxima.

Como percorrer os passadiços a mais de 100 metros de altura

Ficando afastado de zonas acessíveis a veículos, o trajecto para chegar ao ponto inicial começa num de quatro locais.

Estes podem ser a paragem de comboio de Ardales ou um dos três parques de estacionamento existentes na zona, todos relativamente perto. Dois destes parques situam-se a norte, ao pé do Hotel Mesón La Posada del Conde e do Bar La Cantina, respetivamente, e outro a sul, perto do restaurante El Kiosko.

A distância entre o estacionamento e o ponto de entrada, que fica perto da barragem onde termina o Embalse (Reservatório) del Gaitanejo varia entre os 1,7 e 2,7 quilómetros.

Os participantes devem chegar ao ponto de entrada meia hora antes de começar o percurso, sendo que para isso é preciso acautelar também o tempo de percurso desses 1,7 ou 2,7 quilómetros.

A partir daí, há muitas indicações para os aventureiros iniciarem o percurso – que é único – até chegar ao acesso norte. Este é o único disponível para começar e o percurso (que é linear e não circular) só tem um sentido e faz-se sempre de norte para sul.

Ora o sentido único levanta a questão logística do transporte uma vez percorrido o itinerário até sul. Assim, os participantes têm de se assegurar que têm ou conhecem os meios necessários para regressar onde estacionaram o carro.

Por isso, há um serviço pago de autocarro shuttle entre Ardales e El Chorro, Álora, e viceversa.

Depois de ultrapassadas as questões logísticas, há que aproveitar as fantásticas paisagens que o Desfiladero de Gaitanes tem para oferecer.

Como acima mencionado , o percurso total são 7,7 quilómetros; desses, 4,8 são acessos e 2,9 quilómetros é que se trata efectivamente de passadiço. 

Mulher a percorrer o Caminito del Rey

Caminito del Rey: Um percurso que já foi mortal

O Caminito del Rey ficou mundialmente conhecido quando várias pessoas morreram ao tentar fazer esta travessia. Em 2001, o percurso teve de ser encerrado depois da morte de 5 aventureiros.

O itinerário esteve encerrado durante mais de uma década até que reabriu, em 2015, depois de um forte investimento em condições que garantissem a segurança.

Não é, por isso, de descurar as normas de segurança presentes no site oficial do percurso. Entre elas, a colocação do equipamento de segurança fornecido à entrada, o respeito pelas indicações dos líderes de grupo e pelo cumprimento das proibições estipuladas.

O que visitar nas redondezas

A zona envolvente ao Caminito del Rey tem uma beleza única, produto da natureza e da transformação humana.

Por isso, há vários pontos interessantes para conhecer, sobretudo observatórios e miradouros. No google, esses pontos estão bem indicados, e os principais são Zona Recreativa La Isla, Sillón del Rey e as Ruínas de Bobastro.

Ponte no caminito del Rey

Onde ficar

Dada a crescente procura por esta experiência, o local apresenta algumas soluções de alojamento, apesar de o percurso total demorar entre três e quatro horas.

Enquanto alguns alojamentos são mais tradicionais, há outros que exploram o conceito de turismo rural, com piscina e experiências gastronómicas aliadas, como é o caso do complexo turístico rural La Garganta.

Veja também