Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Miguel Pinto
Miguel Pinto
07 Out, 2020 - 14:37

Caretos de Podence são Património da Humanidade

Miguel Pinto

A Unesco proclamou os Caretos de Podence Património Cultural Imaterial da Humanidade. É o reconhecimento de uma tradição que se perde no tempo.

Caretos de Podence

Os Caretos de Podence são Património Cultural Imaterial da Humanidade. A decisão, tomada no decurso da 14.ª Reunião do Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial que decorreu em Bogotá (Colômbia), “enche de orgulho o Município de Macedo de Cavaleiros e todo o país”, assegura o presidente da Câmara Municipal, Benjamim Rodrigues.

“É o ponto alto de uma caminhada iniciada em 2014 sob a excelente batuta da Patrícia Cordeiro, que coordenou todo o processo, em conjunto com António Carneiro”, salienta Benjamim Rodrigues.

caretos de podence: tradição secular

Caretos de Podence distinguidos

Os Caretos representam imagens diabólicas e misteriosas que todos os anos desde épocas que se perde no tempo saem à rua nas festividades carnavalescas de Podence, Macedo de Cavaleiros.

Interrompendo os longos silêncios de cada inverno, como que saindo secretos e imprevisíveis dos recantos de Podence, surgem silvando os Caretos e seus frenéticos chocalhos bem cruzados nas franjas coloridas de grossas mantas.

No momento actual mais que uma tradição, são o símbolo da Cultura Nordestina tornando-se um dos Grupos mais emblemáticos a nível nacional. 

Constituído em 1985 dentro de uma associação cultural, com o objectivo de preservar a tradição carnavalesca, o grupo assume-se como etnográfico, sendo constituído por cerca de 20 elementos, todos homens, e por onde passam deixam um fascínio sedutor.

Visite a casa dos Caretos de Podence

A Casa do Careto foi inaugurada no dia 22 de Fevereiro de 2004. Este espaço proporciona a realização de vários eventos culturais e recreativos enquadrados no Roteiro Turístico do Nordeste Transmontano e de apoio ao Parque de Natureza do Azibo.

O espaço é composto por sala de exposições (mostra permanente da tradição carnavalesca dos Caretos), salão multiusos para a realização de vários eventos, seminários, exposições e reuniões, a tasquinha regional ‘O Careto’, com vista panorâmica para a Albufeira do Azibo, e um espaço para venda de merchandising dos caretos.

Candidatura exemplar

Esta casa será agora ainda mais visitada com esta elevação a património da Humanidade, que o município não deixa de enaltecer

Benjamim Rodrigues salienta que “o apoio do Município a esta candidatura foi total, mas o mérito de todo o trabalho é de quem não deixou morrer uma tradição secular em Podence e de quem compilou todas as informações necessárias para entregar uma candidatura que a própria UNESCO veio a classificar como exemplar”.

No entender de Benjamim Rodrigues, “a inscrição na Lista de Representantes do Património Cultural Imaterial da Humanidade da UNESCO é o início de uma responsabilidade maior que teremos de assumir a partir de hoje. Com a classificação do Entrudo Chocalheiro como Património da Humanidade tudo devemos fazer para preservar e fortalecer uma tradição única no nosso território, mantendo aquela que é a essência das festividades de Inverno”, frisa o autarca.

Benjamim Rodrigues adianta que “há vários projetos em mente e a própria Associação dos Caretos de Podence já desafiou o arquiteto Souto Moura para a elaboração de um projeto de arranjo urbanístico da rua onde tudo acontece e do largo da Queima do Entrudo, bem como de um Museu do Careto”.

Albufeira do Azibo em Macedo de Cavaleiros
Não perca Albufeira do Azibo: conheça o oásis do nordeste transmontano

O arquiteto vencedor de um Prémio Pritzker já está a analisar a proposta e Benjamim Rodrigues assegura que “o município está disponível para ser parceiro nesta ação e para encontrar uma solução para os terrenos necessários para a implementação da infraestrutura”.

“Não deixamos de ter os olhos postos no futuro, que vamos preparar de forma estruturada e com serenidade”, assegura Benjamim Rodrigues.

Veja também