Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
André Freitas
André Freitas
11 Ago, 2020 - 16:50

Carros com motores de origem inesperada: 8 casamentos de sucesso

André Freitas

McLaren e Nissan? Ford e Volvo? Na indústria automóvel, os rivais são por vezes os melhores amigos, e estes casamentos inesperados revelaram-se grandes sucessos.

McLaren

O setor automóvel vive de colaborações entre marcas diferentes. São várias as razões que motivam estes “trabalhos em equipa” para desenvolver e escolher os melhores motores para cada modelo.

Estas colaborações fazem com que os carros cheguem ao cliente da melhor forma possível para satisfazer as suas necessidades. Para isso, é preciso ter em conta: a fiabilidade do motor, durabilidade, especificidades como potência, cilindrada, e ainda o preço.

Certamente, já ouviu falar que a Mercedes usa motores em alguns dos seus modelos. Provavelmente, já leu o artigo que mostra que o novo Toyota Supra tem muito do BMW Z4, ou que a Audi usa motores Volkswagen.

No entanto, neste artigo apresentamos 8 colaborações/alianças estratégicas um pouco mais surpreendentes.

Casamentos entre carros e motores de marcas diferentes: 8 testemunhos com final feliz

1. Land Rover Defender 

Land Rover Defender

A Land Rover comercializou, em exclusivo, no mercado da África do Sul, um Defender equipado com um motor de uma outra marca. Essa marca era a BMW.

Entre 1997 e 2001, os Defender 90 e 110 poderiam ser equipados com um motor a gasolina BMW, em alternativa ao tradicional motor Tdi.

Esta opção foi criada após o término de produção do V8 Defender.

Este motor BMW era o M52 com 2793 de cilindrada, 192 cavalos e seis cilindros em linha, que podia também ser encontrado nos BMW 328i, 528i, 728i e Z3.

Esta parceria era tão pública que quando se abria o capô, viam-se as letras BMW no motor e acessórios do mesmo.

2. Ford Focus ST

Ford Focus RS

Com esta, provavelmente, não deveria estar a contar: um Ford com motor… Volvo.

É verdade. O grande fabricante de automóveis americano recorreu à empresa sueca para equipar nada mais, nada menos, que o seu Ford Focus ST.

O motor 2.5 litros, cinco cilindros em linha, do Ford Focus ST é, na realidade, o motor modular B5254T3 da Volvo.

Mais tarde, este motor foi ainda utilizado como base para a segunda geração do Ford Focus RS.

3. Ford Galaxy

Ford Galaxy

O Ford Galaxy foi criado pela Ford em parceria com o Grupo Volkswagen.

Este projeto foi a base para a criação de três veículos de diferentes marcas, mas muito semelhantes: o Ford Galaxy, o Volkswagen Sharan, e o SEAT Alhambra.

O Ford Galaxy podia estar equipado com um motor a gasolina VR6 de 2.8 litros utilizado nas versões superiores do Volkswagen Golf, ou com um motor TDI de 1.9 litros, também desenvolvido pelo Grupo Volkswagen. 

Caso não saiba, e a título de curiosidade, este automóvel foi produzido na AutoEuropa em Palmela, Portugal.

4. McLaren 570S

McLaren 570S

Tal como os outros modelos anunciados, o McLaren 570S também utiliza um motor de uma outra marca. Neste caso, uma fabricante nipónica: a Nissan.

É de facto uma realidade surpreendente. Uma marca tão cara e exclusiva como a McLaren recorrer a um motor de uma outra fabricante.

Inicialmente desenvolvido para o 390 GT1 racing, o motor de 380 cavalos, 3.8 litros, V8, também usado nos McLaren 650S, 675LT e P1, tem como base um motor Nissan, sendo que os turbocompressores são fornecidos pela Mitsubishi.

5. Lotus Exige S

Lotus Exige

Em 2011, em Frankfurt, foi apresentada a versão 2012 do Lotus Exige S.

Esta versão vinha equipada com um motor V6 de 3.5 litros e 350 cavalos. Para além do Lotus Exige S este motor equipava, pelo menos, mais 4 modelos. Sabe quais? O Toyota Avalon, Camry, Sienna e o Lotus Evora.

A utilização de motores Toyota em Lotus não eram novidade, pois já a segunda geração do Lotus Exige, de 2004, contava com um motor 1.8 da Toyota.

Depois deste modelo, vários outros da Lotus foram equipados com motores produzidos pela marca nipónica.

6. Jaguar F-Type 

Jaguar F-Type

O fabricante do poderoso motor supercharged V8 utilizado no Jaguar F-Type é a Ford. Quem conhece o mundo automóvel reconhece que a Ford tem motores e modelos potentes, bem como a capacidade de desenvolver motores de qualidade.

Mas, se pensava que este motor só equipava o F-Type, vai ter uma pequena surpresa porque ele também equipava Land Rovers, o Aston Martin V8 Vantage, o Lincoln LS e o Ford Thunderbird.

No futuro, é muito provável que estes motores deixem de ser produzidos pela Ford e passem a ser produzidos… pela BMW.

7. Maserati Quattroporte

Maserati Quattroporte

Uma vez que desde 1997 que 50% da Maserati é propriedade da Ferrari, não será de estranhar que o motor V6, 2.9 litros que equipa o Maserati Quattroporte seja projetado pela Ferrari.

O mais surpreendente poderá ser o facto de que, apesar de ser um motor Ferrari, este tenha sido produzido pela Chrysler, uma marca que pertence também ao Grupo FCA, tal como a Maserati.

Os blocos do motor foram montados na fábrica da Chrysler no Indiana (Estados Unidos da América) e, mais tarde, enviados para Maranello (Itália) para serem concluídos.

Este motor equipa também o Maserati Ghibli e o Maserati Levante e até… o Alfa Romeo Giulia e Stelvio Quadrifoglio.

Uma verdadeira partilha de plataformas.

8. Noble M600

Noble M600

O Noble M600 tem um motor turbocharged V8 de 4.4 litros que equipa, igualmente, o Volvo XC90 e o Volvo S80.

Sim, o motor deste super-desportivo foi projetado pela Volvo.

Construído pela Yamaha no Japão, o motor é depois enviado para a Suécia para a montagem final.

Veja também