Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Luísa Santos
Luísa Santos
16 Jan, 2019 - 15:58

Como escolher um cartão micro SD

Luísa Santos

O cartão micro SD ideal é aquele que vai ao encontro das suas necessidades – precise dele para uma câmara, um telemóvel ou outro qualquer gadget.

Como escolher um cartão micro SD

Apesar de parecer relativamente simples escolher e comprar um cartão micro SD, isso nem sempre significa que esteja a fazer a escolha correta. Pode acontecer que esteja a pagar mais do que devida, a escolher mais (ou menos) memória do que precisa ou, no pior dos casos, o cartão comprado nem sequer funcionar.

Cartão micro SD: 3 fatores a considerar para escolher o melhor

Para o ajudar a fazer uma escolha acertada, sem incorrer nos erros mais comuns, preparámos um guia simples que irá evitar que faça uma compra errada. Um cartão micro SD tem mais especificações do que aquelas que possa imaginar. Percorra este guia para saber como fazer a melhor compra.

cartao micro SD
Fonte: Pexels/pixabay.com

1. Como escolher um cartão micro SD: o formato

Deve ter em consideração o uso que quer dar a esse cartão, bem como o seu formato. É que, na verdade, existem quatro tipos de micro SD. Como tal, pode achar que está a comprar o correto e estar, na verdade, a incorrer num grande erro e, consequentemente, a gastar dinheiro desnecessariamente. Conheça, então, os quatro tipos de formatos disponíveis no mercado:

  • micro SD: tem uma capacidade máxima de 2GB e é compatível com qualquer entrada micro SD;
  • micro SDHC: tem uma capacidade mínima de 2GB e uma máxima de 32GB, sendo compatível com entradas SDHC e SDXC;
  • micro SDXC: tem 32GB de capacidade mínima e pode alcançar 1TB de capacidade máxima. Um cartão deste género só é compatível com entradas SDXC;
  • micro SDUC: tem 128TB de capacidade máxima e só funciona em dispositivos compatíveis com este formato.

Com base nestes formatos, perceberá agora a importância de, em primeiro lugar, saber para que dispositivo precisa de um micro SD e, em segundo lugar, qual a capacidade de que precisa. Ou seja, se precisar de mais de 2GB de memória, terá de comprar um cartão micro SDHC e não um simples SD.

Ainda assim, existe um outro fator a ter em consideração: a compatibilidade entre dispositivos. Com isto queremos dizer que, por muito que tenha um smartphone compatível com cartões SDXC, isto não significa que esse dispositivo seja compatível com todas as memórias (neste caso, com as de maior capacidade).

Assim sendo, mesmo que o seu smartphone aceite a utilização de cartões SDXC, por exemplo, pode ter um limite predefinido que não pode ser ultrapassado. Se esse limite for, por exemplo de 400GB, isso significa que não poderá utilizar um cartão 512GB.

2. Como escolher um cartão micro SD: a velocidade

Este é outro dos principais erros que facilmente se comete quando se compra um cartão micro SD. Saber a velocidade que esse cartão oferece é fulcral em qualquer compra, isto porque tudo depende, uma vez mais, da finalidade que lhe quer dar e do dispositivo que o irá receber.

Em primeiro lugar, deve ter em conta a classe de velocidade na qual determinado cartão se insere. Esta classe estabelece a rapidez de um cartão em megabytes por segundos, dividindo-a em quatro tipos:

  • Classe 2: pelo menos 2MBps;
  • Classe 4: pelo menos 4MBps;
  • Classe 6: pelo menos 6MBps;
  • Classe 10: pelo menos 10MBps.

Tendo por base esta divisão, facilmente se percebe que um cartão de Classe 10 funcionará, à partida, com mais velocidade em comparação com as restantes classes. Ou seja, este tipo de informação ajuda-o a perceber se determinado cartão é suficientemente rápido para completar a tarefa para a qual precisa dele, mas isso não significa que ele seja, necessariamente, o mais rápido de todos.

Existe, por isso, outro fator a ter em conta: a classe de velocidade UHS, que define a velocidade de escrita a partir da qual um cartão funciona. Existem duas classes: a U1, que tem uma velocidade de escrita de, pelo menos, 10MBps; e a U3, com velocidade de escrita de, pelo menos, 30MBps.

Após analisar ambas as classes, deve ainda saber qual a classe de velocidade de vídeo, sobretudo se procura um cartão micro SD para efeitos mais profissionais. Neste caso, quanto mais resolução utilizar para filmar, de mais velocidade vai precisar. Existem cinco classes para o efeito:

  • V6: velocidade mínima de escrita de 6MBps;
  • V10: velocidade mínima de escrita de 10MBps;
  • V30: velocidade mínima de escrita de 30MBps;
  • V60: velocidade mínima de escrita de 60MBps;
  • V90: velocidade mínima de escrita de 90MBps.

Em termos da gravação de vídeo propriamente dita, a SD Card Association faz algumas recomendações que o poderão ajudar a escolher o cartão ideal, de acordo com a sua capacidade e velocidade.

3. Como escolher um cartão micro SD: a autenticidade

É normal procurarmos sempre o melhor negócio possível e, na maior parte das vezes, os preços mais baixos são encontrados na Internet. Ainda que isso possa acontecer com qualquer artigo, os cartões de memória são um dos principais exemplos onde se encontram falsificações.

Por isso, duvide de preços que sejam muito baixos que lhe apareçam na Internet, porque muito provavelmente poderá estar a ser enganado. É, por isso, mais fiável comprar um cartão deste género numa loja física, com quem pode, inclusive, contactar diretamente com um assistente que o possa ajudar.

Veja também