Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
02 Set, 2020 - 11:29

O impacto da pandemia nos jovens portugueses: checklist de bem-estar

Mónica Carvalho

O mundo dos jovens ficou do avesso com a pandemia e isso teve forte impacto nas suas vidas. Avalie o estado dos seus filhos com esta checklist de bem-estar.

checklist de bem-estar

Jovens e adolescentes foram dos mais afetados psicologicamente pelo impacto da pandemia: ficaram sem aulas, sem atividades extracurriculares, sem ver os amigos, sem a liberdade a que estavam habituados. Para avaliar melhor tudo isso, a Ordem dos Psicólogos criou uma checklist de bem-estar.

Afinal, a situação de pandemia provocada pela COVID-19 continua a afetar-nos a todos, ainda que de formas diferentes, mas é uma época desafiante e exigente, principalmente com o regresso iminente às aulas com todas as limitações impostas, para prevenção de eventuais surtos. Tal tem um forte impacto no comportamento diário dos mais novos e hoje, mais do que nunca, é importante estar atento à Saúde Psicológica e ao bem-estar.

Checklist de bem-estar: como avaliar os seus filhos

Qualquer família poderá utilizar esta checklist para re­fletir sobre como os jovens se têm sentido nas últimas duas semanas, pelo que as respostas devem ser o mais sinceras possível e com base na experiência pessoal de cada um.

Nesse sentido, a Ordem dos Psicólogos alerta para o facto de não existiram respostas “certas” ou “erradas”, visto que a checklist de bem-estar serve para reconhecer e refletir sobre os pensamentos, sentimentos e comportamentos recentes.

família jovens

Se achar que os seus filhos têm maturidade suficiente para tal, então, deixe-os realizar esta cheklist de bem-estar e podem depois analisar os resultados em família. Atente, então, às questões e assinale aquelas que se verifiquem na maior parte das vezes.

1

Sinto-me muito cansado, com falta de energia e/ou sinto que tudo é um esforço para mim.

2

Sinto-me muito nervoso, ansioso.

3

Estou constantemente preocupado com alguma coisa.

4

Estou mais irritável e zango-me mais facilmente.

5

Sinto-me triste, nada me anima.

6

Sinto-me pessimista, sem esperança no futuro.

7

Distraio-me facilmente, tenho dificuldade em concentrar-me numa tarefa ou atividade.

8

Não tenho motivação ou interesse em fazer as atividades que antes me davam prazer e/ou parece que não sou capaz de me divertir como antes.

9

Sinto-me sozinho e/ou não tenho a quem pedir ajuda ou apoio se precisar.

10

Discuto com a minha família ou amigos mais vezes que o habitual.

11

É difícil relaxar e descontrair.

12

Sinto que não sou útil para ninguém.

13

Sinto que não consigo lidar com esta situação e/ou que não controlo a minha vida (o meu comportamento, pensamento e emoções).

14

O meu padrão habitual de sono e/ou apetite alterou-se (ex. não consigo dormir, durmo mais; como mais, como menos).

15

Consumo mais tabaco ou álcool do que era habitual.

Compreenda melhor os resultados obtidos

A Ordem dos Psicólogos alerta para o facto de os resultados desta checklist de bem-estar não constituírem uma avaliação ou diagnóstico psicológico, mas é uma grande ajuda para que os jovens pensem mais neles próprios e como se têm vindo a sentir nas últimas duas semanas.

Se foram assinalados entre 1 a 3 pontos, então, o jovem parece estar a lidar bem com a situação. A Ordem refere “é natural sentires ansiedade e preocupação nesta situação exigente e de incerteza. Mantém-te ativo e conectado com familiares e amigos, cuida da tua Saúde Psicológica e do teu bem-estar.”

Se o jovem assinalou entre 4 a 8 pontos, então, os resultados indicam que é “natural sentires ansiedade e preocupação nesta situação exigente e que é igualmente natural teres dificuldades em lidar com este momento desafi­ante. Fala com pessoas em quem confi­as sobre aquilo que te preocupa, reserva tempo para cuidares de ti e procura ajuda – um Psicólogo pode ajudar.”

Se o número de respostas registadas é entre 9 a 15 pontos, a situação pode ser um pouco mais preocupante. “Quando temos de lidar com experiências difíceis e os nossos sentimentos interferem na nossa vida e no nosso bem-estar, devemos procurar ajuda. Um Psicólogo pode ajudar-nos a pensar de forma mais clara e a encontrar estratégias para resolvermos as nossas di­ficuldades. Liga para a Linha de Aconselhamento Psicológico SNS24” (808 24 24 24).

A importância de uma boa noite de sono

Tal como acontece com os adultos, também as crianças e jovens podem revelar níveis mais elevados de stress, ansiedade e medo em resposta à situação de pandemia, o que pode ressentir-se na qualidade e horas de sono, algo tão importante para contribuir para o bem-estar geral, a avaliar pelos conselhos da Ordem dos Psicólogos na interpretação da checklist.

Nesses casos, os pais deverão estar atentos a um aumento da frequência dos despertares noturnos e, “em crianças mais pequenas, poderá mesmo verificar-se uma regressão de alguns comportamentos adquiridos anteriormente, nomeadamente ao nível da autonomia na hora de adormecer”, e tal pode ser, por exemplo, medo de adormecer, necessidade de adormecer ou até mesmo de dormir acompanhado.

Como tal, os responsáveis pelos mais novos devem ter em conta que todo este processo acarreta uma enorme exigência para todos, pelo que as crianças e jovens podem registar uma perda significativa no seu sentido de segurança e confiança, assim como no aumento da dependência do cuidador.

Assim, o ideal, sempre que possível, é mesmo manter ou recuperar as rotinas habituais e que trazem estabilidade e bem-estar e, sem dúvida, que um sono de qualidade é uma das melhores formas de o conseguir:

  • Habitualmente, as crianças e adolescentes em idade escolar precisas entre 8 a 10 horas de sono todas as noites;
  • Deve-se manter um horário de sono regular;
  • Preparar adequadamente o espaço do sono;
  • Criar, em conjunto com a criança ou jovem, uma rotina de adormecer e acordar;
  • Estabelecer horários para acesso a ecrãs;
  • Proporcionar oportunidades para a prática de exercício físico;
  • Transmitir confiança.

Fonte

Veja também