ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Maria Oliveira
Maria Oliveira
21 Set, 2015 - 08:45

Como desenvolver hábitos de estudo

Maria Oliveira

Desenvolver bons hábitos de estudo é essencial para ser bem sucedido na carreira académica, profissional e até nas pequenas coisas do dia a dia.

Como desenvolver hábitos de estudo

Os hábitos de estudo não fazem parte do plano curricular mas, na nossa opinião, deviam. Faz falta uma disciplina que ensine, desde tenra idade, os alunos a estudar já que sem trabalho e sem estudo será mais difícil alcançar os sonhos. O problema de estudar é que os resultados não são imediatos, naquele momento, é difícil entender para que vão servir os dez cantos dos Lusíadas e só mais tarde se percebe a falta que faz saber e entender a regra de três simples. 

Nunca é tarde para aprender bons hábitos de estudo e enquanto os ministros da educação não tratam disto, nós deixamos seis dicas para estudar melhor. Para começar, é importante pensar no estudo não como uma obrigação mas como uma oportunidade para aprender e crescer. 

6 Dicas essenciais para ter bons hábitos de estudo

1. Local de estudo

Os hábitos de estudo desenvolvem-se num local tranquilo, sem objetos ou pessoas que o possam distrair do objetivo principal. Pessoas aos gritos ao redor, a televisão ligada, o Whatsapp a um palmo e as notificações do Facebook sempre a saltar não fazem parte desta equação. O mais certo é  também precisar do computador que é uma poderosa fonte de distração, por isso, confirme se é realmente necessário ou se um caderno e algumas canetas chegam.

2. Revisão da matéria

No final de cada dia de aulas, é importante rever em casa aquilo que foi ensinado na escola, tirar notas, resumir e perceber se existem dúvidas para esclarecer na próxima aula. Ainda melhor do que isto é fazer o inverso, ou seja, se à partida já sabe a matéria que vai ser dada, estude-a antes da próxima aula e na hora da explicação do professor, tudo será mais fácil.

3. Planear os estudos

É fundamental definir o dia e a hora do estudo, mantendo uma rotina diária. Ao estudar todos os dias no mesmo horário, está a criar de hábitos de estudos regulares. Esta rotina faz com que esteja mentalmente preparado para estudar conseguindo assim ser mais produtivo. Se for necessário alterar a rotina não há problema, mas essa deve ser uma exceção, não a regra.

4. Tirar as próprias notas

Se por qualquer motivo, falhou alguma aula é natural que peça os apontamentos a um colega, porém, não faça disto regra. Cada pessoa tem a sua própria forma de tirar apontamentos, a maioria da matéria nem está lá, são apenas notas para auxiliar a lembrar a matéria dada. É muito natural que não entenda os apontamentos de um colega e, se assim é, não os use.

5. A prática faz o mestre

É importante que, amiúde, coloque em prática o que aprendeu seja com recurso a exercícios práticos, respondendo a questionários ou com a ajuda de cartões como um jogo de adivinhas, por exemplo. Se não é capaz de desenvolver exercícios, por certo que os encontrará online ou talvez possa pedir na escola exames de anos anteriores.

6. O descanso também é preciso

De nada serve estar a insistir no estudo se está cansado, com sono ou com fome. Não há forma de o seu cérebro se concentrar assim. Por isso é que é fundamental criar uma rotina de estudo diária que eliminam a necessidade de grandes maratonas de estudo. Estudar durante uma manhã inteira sem parar, dificilmente será produtivo ou divertido. Faça períodos de 60 minutos e descanse 5 minutos entre cada um.

Veja também: