Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Marvin Tortas
Marvin Tortas
14 Ago, 2020 - 11:49

Como tirar a carta de marinheiro: tudo que deve saber

Marvin Tortas

Se é um apaixonado pelo mar, barcos e motas de água, já se deve ter questionado como pode conduzir estes brinquedos. Conheça as condições e preços.

Barco

Tal como um condutor de automóveis ligeiros, pesados, ou motociclos, tem condições específicas e documentos necessários para conduzir estes veículos, também um barco exige a formação adequada. Se está interessado em ter aventuras em alto mar, e não só, saiba aqui como tirar a carta de marinheiro ou navegador recreio.

A própria carta de marinheiro tem algumas limitações, e tal como nos automóveis, por exemplo, está condicionada pela idade dos titulares, pelas distâncias a percorrer e pela potencia da embarcação.

Carta de marinheiro: tipos e condicionantes

Barco

A carta de marinheiro habilita o titular a comandar embarcações de recreio (não de pesca), até 6 ou 12 metros de comprimento (dependendo da idade do titular).

As embarcações habilitadas a conduzir poderão ainda ter uma potência instalada até 22,5kW ou potência instalada adequada à certificação (dependendo também da idade).

A navegação é permitida até à distância máxima de 3 milhas da costa e 10 milhas de um qualquer porto de abrigo. Só a condução diurna é permitida com este tipo de licença.

As restrições de acordo com a idade do titular são as seguintes:

  • Dos 16 aos 18 anos: embarcações de recreio até 6 metros de comprimento e potencia instalada de 22.5 kW (30 cavalos); motas de água e pranchas motorizadas sem limite de potência;
  • A partir dos 18 anos: embarcações até 12 metros de comprimento e potência instalada adequada à sua certificação.

Barcos inferiores a estas medidas e potência instalada não precisam de qualquer documento para serem conduzidos, apesar de dever ter sempre em conta medidas de segurança adequadas.

Normalmente, os cursos para tirar a carta de marinheiro incluem o tratamento de temas como os tipos de embarcações ou barcos de recreio que podem ser conduzidos, as suas especificidades mecânicas, noções de marinharia, regras de navegação, de acordo com RIEAM e IALA (Regulamento Internacional para Evitar Abalroamentos no Mar e Associação Internacional de Sinalização Marítima), estudos das marés, informações sobre âncoras e amarras, manobras da embarcação e segurança no mar e primeiros socorros.

É sempre estudada a legislação nacional em vigor. Normalmente, as formações ou cursos têm a duração de 3 a 5 semanas, dependendo da organização onde pretende tirar a carta.

Tome nota que são normalmente 20 horas de aulas teóricas e 10 horas de práticas.

Carta de marinheiro: onde tirar?

Barco na albufeira do Alqueva

Pode escolher tirar a carta em clubes navais, desportivos, escolas náuticas, marinas e entidades relacionadas da sua área de residência, que tenham a oferta formativa. É obrigatório que as entidades estejam credenciadas para tal pela Direção Geral Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos.

Deixamos-lhe já a informação que a documentação necessária para se inscrever será, à partida: ficha de inscrição e atestado em como sabe nadar e remar (emitidos pela escola), fotocópia autorizada do BI ou CC, fotografia tipo passe, atestado médico, certificado de habilitações literárias.

Os preços para tirar a licença rondam habitualmente os 250 a 350 euros.

Veja também