Catarina Mesquita
Catarina Mesquita
27 Abr, 2018 - 11:00
Como desenvolver a aprendizagem de crianças com deficiência?

Como desenvolver a aprendizagem de crianças com deficiência?

Catarina Mesquita

As crianças com deficiência possuem um percurso de aprendizagem particular, com ritmo próprio, que deve ser respeitado e compreendido.

O artigo continua após o anúncio

As crianças com deficiência necessitam de ser compreendidas e estimuladas. Na verdade, antes de mais, para que estas crianças possam ser ajudadas, os intervenientes no seu processo de aprendizagem necessitam de identificar o seu estágio de aprendizagem, para orientá-las ao longo da sua caminhada.

Neste contexto, é importante que, de seguida, confira algumas dicas muito importantes, que o ajudem na tarefa nobre de participação ativa no desenvolvimento de crianças com deficiência. Antes de mais, nunca se esqueça de que elas necessitam de tarefas e de uma orientação diferenciada no seu processo de aprendizagem e mediante a deficiência específica que possuem.

Crianças com deficiência: 5 dicas para estimular a aprendizagem

crianças-com-deficiência

1. Faça uma abordagem sensível e cuidadosa

As crianças com deficiência devem ter uma abordagem sensível. Independentemente do seu grau de deficiência, são, de facto, seres humanos dotados de sentimentos e sensibilidade. Por isso, devem ser encarados e ajudados com afeto e cuidado, procurando conhecer bem a criança com quem lida diariamente e fazê-la sentir que está sempre ali para a ajudar. É importante também que ela sinta que tem orgulho nela e na sua progressão.

2. Adapte as atividades ao ritmo da criança

Quando planeia atividades a desenvolver com uma criança com deficiência, tenha em conta o seu ritmo de aprendizagem e vá sendo gradual em níveis de exigência. É importante não desmotivá-la, dando-lhe atividades que possa concluir no tempo esperado, para que não se desenvolva nenhum sentimento de frustração que possa ser um obstáculo na progressão da aprendizagem.

3. Seja criativo nos recursos utilizados

Por vezes, cada criança necessita de uma abordagem original e com recursos diferentes. Desta forma, seja criativo e vá além dos recursos existentes. Se for necessário, pesquise até encontrar as ferramentas que considerar úteis e que promovam os resultados que pretende que sejam alcançados. Exige, de facto, bastante esforço e dedicação, mas vale a pena pelo resultado positivo que se faz sentir na evolução destas crianças.

4. Exemplifique como se faz cada tarefa

Isto significa que não deve só usar explicar o que deve ser feito. Na verdade, deve fazê-lo para demonstrar e servir de modelo, para que a criança perceba bem o que deverá realizar e o que é esperado com aquela tarefa específica.

5. Use linguagem simples e objetiva e seja compreensivo

É importante que a forma como se dirige a uma criança com deficiência e a orienta numa dada tarefa seja simples e objetiva, para que fique claro o que a criança deverá fazer. Repita as vezes que for necessário, sendo sempre muito paciente e compreensivo. Use também o pensamento concreto em vez do abstrato.

Estas são algumas dicas que podem ser usadas para estimular a aprendizagem de crianças com deficiências. Poderão ser muito úteis e ajudar imenso neste processo.

O artigo continua após o anúncio
Veja também