Helena Peixoto
Helena Peixoto
20 Jan, 2020 - 11:40
mulher com pés no aquecedor e chávena de chá na janela

Cuidados a ter com o aquecedor dentro de casa: conheça os principais

Helena Peixoto

O aquecedor é muito útil durante o tempo frio e muito utilizado! No entanto, deve conhecer os principais cuidados a ter com o aquecedor dentro de casa.

O artigo continua após o anúncio

Não há qualquer dúvida que o frio chegou e veio para ficar. Usa aquecedor? Então atente aos cuidados a ter com o aquecedor dentro de casa.

Um pouco por todo o país surgem os alertas de frio extremo, sobretudo nas zonas mais interiores, frio esse que pode até em determinado ponto tornar-se uma ameaça para a saúde pública. Existem dias em que as temperaturas passam para o lado negativo!

Ora, uma das formas mais utilizadas (e bem) para combater este desafio passa pela utilização de aquecedores. No entanto, nem sempre se tem os devidos cuidados, o que pode dar origem a verdadeiras tragédias. 

Para evitar qualquer percalço e continuar bem quentinho e confortável durante o inverno, partilhamos consigo os principais cuidados a ter com o aquecedor dentro de casa. Está connosco? 

ALERTA: PRINCIPAIS CUIDADOS A TER COM O AQUECEDOR DENTRO DE CASA

vários tipos de aquecedores

Diferentes tipos e respetivos cuidados a ter com o aquecedor dentro de casa

Aquecedores a óleo

Os aquecedores a óleo eram, há umas décadas atrás, dos aquecedores mais utilizados pela maioria da população. Atualmente ainda são utilizados, mas com o surgimento de outras opções mais económicas ou mais eficazes, acabaram por não ser tão generalizados.

O preço de  aquisição é bastante acessível, são silenciosos, de fácil transporte e arrumação e sao dos sistemas mais seguros, uma vez que não secam o ar, não consomem oxigénio e não libertam CO2. 

A grande desvantagem deste tipo de aquecedor é o tempo que o óleo demora a aquecer, fazendo com que a emissão de calor não seja imediata. Por conseguinte, torna-se, também, mais difícil aquecer uma divisão completa.

Em termos de cuidados, este tipo de aquecedor é o que inspira menos cuidados, sendo apenas necessário cumprir as indicações do equipamento. 

O artigo continua após o anúncio

Aquecedores a gás 

Os aquecedores a gás, além de terem preços de venda muito em conta (o equipamento em si), conseguem aquecer áreas de dimensões relativamente grandes rapidamente e, sendo o preço do gás bastante acessível, torna o seu consumo bastante económico.

Para além disso, hoje, com a introdução de termostatos, da ignição elétrica, dos controladores de oxigénio e do sistema antiqueda, estes aquecedores tornaram-se mais eficientes e seguros. No entanto, ele não deixa de ser um dos tipos de equipamento que inspira mais cuidados a ter com o aquecedor dentro de casa. 

Para começar, e como estes modelos consomem oxigénio, devem conter um termostato (dispositivo que desliga o aparelho quando este começa a atingir temperaturas elevadas). E apesar de parecer do conhecimento comum, nunca é demais lembrar: para manter uma divisão quentinha tem que se manter o ambiente fechado, para que a eficiência do aquecimento não se perca. 

Um dos principais cuidados a ter com o aquecedor dentro de casa, especialmente no caso de aquecedores a gás, é manter sempre uma janela aberta, pois o gás poderá levar a uma morte silenciosa por inalação do monóxido de carbono, um gás sem cheiro e nem cor, altamente perigoso.

Uma intoxicação por este gás poderá conduzir a lesão cerebral ou morte. Estes equipamentos só devem, por isso, ser usados em divisões com uma boa ventilação e mais de 20m².

Tudo isto sem falar claro da necessidade de cumprir à risca todas as recomendações do fabricante quanto ao uso deste aquecedor, por forma a avitar que provoquem incêndios ou ouros desastres de maior dimensão. 

Aquecedores a água

Estes aquecedores são os que vemos muitas vezes instalados nas várias divisõess de uma casa, “aparafusados” à parede e ligados à caldeira. O seu calor é gerado pela caldeira, com o fornecimento de gás natural e o calor vai sendo gerado consoante a regulação que escolher.

Além disso, se instalar um termostato, quando as divisões atingirem determinada temperatura, o sistema desliga. 

O artigo continua após o anúncio

Com este tipo de solução deve assegurar que as inspeções periódicas estão em dia e que vai ventilando a casa. 

Aquecedores elétricos

No caso dos aquecedores elétrico, o ar é aquecido em detrimento da humidade, de modo que a atmosfera rapidamente fique mais seca.

Silenciosos, com equipamentos acessíveis e eficientes em termos de distibuição de calor, eles são no entanto dispendiosos no que toca ao consumo de eletricidade e devem ter a sua manutenção garantida.

Todos os invernos os aparelhos devem ser verificados por um técnico para averiguar se existem ou não falhas que possam provocar uma sobrecarga da corrente elétrica.

Termoventiladores

Finalmente, temos os termoventiladores. Muito utilizados em situações pontuais uma vez que aquecem rapidamente o ambiente e têm custos de aquisição muito acessíveis, eles não conseguem, no entanto, abranger áreas muito grandes e são dos aparelhos com maior nível de consumo energético

Um pouco ruidosos e com a produção de calor pouco duradoura, em termos de cuidados a ter com o aquecedor dentro de casa, uma vez que estes aparelhos não possuem termóstato, existe o real risco de sobreaquecimento, pelo que se recomenda a sua utilização por curtos períodos de tempo.

Por muito que ninguém aprecie ter um ambiente frio, sugerimos que, para qualquer tipo de aquecimento que tenha, esteja atento. Cumpra com atenção estes cuidados a ter com o aquecedor dentro de casa. Nestes casos, mais vale prevenir do que remediar. Previna-se.

Veja também