Afonso Aguiar
Afonso Aguiar
15 Mar, 2021 - 16:27

Cuidados com o carro parado: preparar o desconfinamento

Afonso Aguiar

Mesmo que tenha tido cuidados com o carro parado durante a pandemia, conheça todos os passos que deve seguir quando voltar a pegar nele.

carros estacionados numa rua estreita

Foram muitos os condutores que, durante a pandemia, utilizaram menos o seu automóvel, especialmente devido ao dever de confinamento imposto pelo Estado de Emergência. Ora, sabe-se que ausência de cuidados com o carro parado pode originar problemas futuros, pelo que se recomendou a manutenção dos veículos mesmo durante este período.

No entanto, a revisão e manutenção dos diferentes componentes durante o tempo de confinamento não invalida que cada condutor deva ter outros cuidados quando pretende voltar a circular com o carro.

Ora, numa altura em que o país começa, lentamente, a abrir, e considerando que o seu objetivo passa por “voltar ao ativo” e voltar a utilizar o automóvel recorrentemente, o conhecimento destes cuidados é da maior importância.

Para além disso, esta é também uma forma de garantir a sua segurança, a correta manutenção do seu automóvel e evitar surpresas desagradáveis.

Cuidados com o carro parado: o que verificar para voltar a conduzir em segurança

Como acima referido, depois de meses fechados, o país volta a desconfinar a partir do dia 15 de março. Isto significa, portanto, que muitos portugueses voltam a pegar no veículo.

Não obstante os cuidados com o carro parado no confinamento, voltar a circular exige, para além do cumprimento das regras de trânsito, que o veículo esteja em perfeitas condições para garantir tanto a segurança do condutor, como a saúde do automóvel.

Assim, é aconselhável zelo redobrado quando voltar a conduzir o mesmo.

Eis algumas dicas:

condutor a abrir porta depois de ter cuidados com o carro parado
1

Faça uma limpeza profunda no interior e exterior

Quer tenha o carro ficado estacionado na rua ou na garagem, importa fazer uma limpeza profunda no interior e exterior do mesmo.

No interior, sacuda bens os tapetes, aspire o automóvel e desinfete as superfícies com toalhitas desinfetantes. No exterior, uma lavagem com cera pode prevenir a degradação da pintura.

Caso faça uma lavagem automática, é importante que circule com o carro pelo menos uns 15 minutos antes de o estacionar. Isto serve para se certificar que não vai ficar com água acumulada na suspensão ou no chassi.

Desde 1 de novembro, com a entrada em vigor de modificações às inspeções automóvel, a sujidade do automóvel pode significar uma reprovação. Por isso, e para evitar o acumular de pós prejudiciais à saúde e o desgaste da pintura, importa fazer uma limpeza profunda no interior e exterior do mesmo.

2

Abasteça os depósitos de óleo e de água

Para o bom funcionamento de um automóvel é necessário que o mesmo seja lubrificado. Quando não há cuidados com o carro parado, quando este fica muito tempo inutilizável, algumas peças mecânicas poderão ficar secas e não funcionarem convenientemente, afetando o motor e a transmissão, por exemplo.

O óleo e a água são fulcrais para a lubrificação e, portanto, antes de voltar a pegar no automóvel mude e abasteça os recetáculos de água e óleo.

3

Verifique os pneus

Depois de terem estados paradas muito tempo, algumas outras componentes automóveis podem ser afetadas. Para garantir que não terá nenhum senão, procure verificar o estados dos pneus.

Lembre-se que, se os pneus estiveram muito tempo parados e na mesma posição, poderão ter perdido a pressão recomendada e estarem deformados. Portanto, coloque a pressão recomendada o quanto antes.

Caso os mesmos já estejam deformados, deverá trocá-los e adquirir uns novos.

4

Deixe o carro uns minutos ligados sem conduzir

Quando for a pegar no carro, ligue-o calmamente e deixe-o ligado um ou dois minutos sem circular com ele.

As baterias perdem a sua capacidade de armazenamento quando estão paradas meses e, eventualmente, deixarão de funcionar. Além disso, irá ajudar a voltar a lubrificar as componentes mecânicas.

Sem saber o estado da bateria e das componentes, não é aconselhável andar com o automóvel. Portanto, não os force. Primeiro ligue, deixe o veículo estar uns minutos ligados para ver se tem problemas e para voltar a lubrificar e, também, para reabastecer a mesma sem ter qualquer outro tipo de aparelhos elétricos ligados, como o rádio ou o ar condicionado.

5

Abasteça o combustível o quanto antes

Este é, talvez, um dos primeiros cuidados com o carro parado em que qualquer condutor pensa no momento em que o vai voltar a conduzir.

Pode parecer que não, mas todos os combustíveis têm um prazo de validade. Portanto, conduzir com combustível que pode ter expirado poderá provocar danos extremamente graves tanto na parte do combustível ou até do motor.

Para evitar um ida dispendiosa ao mecânico, abasteça o quanto antes o combustível de forma a garantir que o mesmo tem qualidade para permitir a circulação.

6

Comece a circular devagar

Há várias razões pelas quais deve circular devagar e utilizar um condução ainda mais defensiva do que o habitual. Primeiro, para voltar a lubrificar. Segundo, porque como esteve parado, o motor dificilmente aquecerá da mesma forma. Finalmente, serve também para verificar se tem algum problema na parte do combustível ou no travão, ou até noutros componentes.

Quando os automóveis ficam muito tempo parados, é natural que alguma das seguintes situações possam acontecer:

  • Aumento da condensação no depósito de combustível e dos perigosos vapores do combustível;
  • A sujidade provocada pelos resquícios da gasolina provocar saturação do filtro do combustível;
  • Uma colagem das pastilhas dos travões aos discos, provocadas quando a travão de estacionamento é acionado por período longos de tempo.

Caso note que o automóvel não reage minimamente à instrução do pedal do travão ou à aceleração, ou faça barulhos estranho, ou até apareçam sinais de alerta e esteja desconfiado que possa ter um problema, contacte imediatamente um mecânico.

Lembre-se, no entanto, que é normal, pelas razões vistas acima, que o mesmo não tenha a mesma capacidade de reação. Afinal, os automóveis também são feitos de hábitos.

7

Se continuar em teletrabalho, circule com o carro

Entre os cuidados com o carro parado que aqui mencionamos, circular com o veículo é dos mais pertinentes, mesmo que continue a passar mais tempo em casa.

Mesmo com o desconfinamento, muitas pessoas ainda vão continuar em casa, por isso, os carros vão continuar parados ou a circular casualmente. As pequenas deslocações ao supermercado, não são suficientes para assegurar a correta manutenção do seu automóvel.

Sabia, por exemplo, que uma viagem de 15 quilómetros a cada duas semanas é o suficiente para recarregar a bateria?

Para evitar uma série de problemas associados ao facto de o veículo estar parado, tente circular com o carro numa via rápida ou auto-estrada pelo menos durante 40 minutos.

Com este passeio poderá evitar problemas na embraiagem e acabará por lubrificar vários sistemas e peças, além de regenerar os filtros de partículas dos carros, no caso dos carros a diesel.

Veja também

Aviso Legal

O Ekonomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O Ekonomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].