Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Inês Pereira
Inês Pereira
19 Set, 2018 - 11:04

Dentes dos cães: tudo aquilo que precisa de saber

Inês Pereira

Nem só de vacinas e boa alimentação se faz a saúde do seu amigo de 4 patas. Por isso mesmo está na hora de saber tudo sobre os dentes dos cães.

Dentes dos cães: tudo aquilo que precisa de saber

Dos passeios diários às idas ao veterinário, passando pela alimentação adequada e pela escovagem do pelo, os cuidados com o seu fiel companheiro parecem não ter fim. Mas, no meio de tanta preocupação, não pode negligenciar a atenção dada aos dentes dos cães. A realidade é que, tal como acontece consigo, também a dentição canina precisa de cuidados específico e rotineiros.

Dentes dos cães: saiba tudo

Talvez nunca tenha pensado seriamente sobre isso, mas a saúde oral de um cão vai muito para além do bom hálito. Doenças gengivais e periodontais são comuns e podem originar graves problemas de saúde para o canídeo. Isto significa que ao cuidar dos dentes dos cães está a garantir-lhes mais anos de vida.

Em primeiro lugar, importa compreender como se apresenta a dentição canídea. Tal como a maior parte dos mamíferos, os cães não possuem dentes aquando do nascimento – é aos poucos que vão surgindo os primeiros dentes de leite. Esta dentição, afiada e pontiaguda, é constituída por 32 dentes e é apenas temporária.

Aproximadamente entre os 4 e os 7 meses o cão começará a perder os dentes de leite, que serão substituídos pela dentição definitiva. Quando surgirem, os 42 dentes definitivos do seu companheiro de 4 patas serão mais arredondados, grossos e fortes do que os iniciais. Prepare-se porque este pode ser um processo doloroso para o cão e stressante para si.

Já não deve ser novidade que as mordidelas serão uma constante – um comportamento normal nesta fase. O importante é que consiga ensinar o que é ou não permitido morder: móveis e pessoas estão fora de questão, claro. Compre brinquedos apropriados e que aliviem o desconforto do animal.

Não se assuste caso verifique que existe sangramento. Afinal, quando lhe caíram os dentes de leite também sangrou, certo? É absolutamente normal e não há motivo para alarme. Claro está que é provável que o cão sinta algumas dores.

Cuidados de higiene

cuidados de higiene com os dentes dos cães

A saúde oral do seu amigo de 4 patas não deve ser esquecida em nenhum período do seu desenvolvimento. Isto significa que o animal tem de ser regularmente acompanhado por um veterinário para que não lhe falte aconselhamento sobre os cuidados de higiene necessários.

O primeiro passo será habituar o cão a que lhe toquem na boca e nos dentes, para que não reaja com estranheza quando este procedimento de tornar rotineiro. Depois deve dirigir-se a uma loja de animais e escolher a escova e pasta de dentes mais adequada ao seu cão (nunca use a sua pasta de dentes no animal). O ideal será escovar os dentes do seu fiel amigo praticamente todos os dias.

É muito importante que tenha atenção à saúde oral do seu cão. Se o animal desenvolver doenças orais ou tártaro as consequências podem ser gravíssimas, uma vez que algumas bactérias podem estender-se a outros órgãos do organismo canino.

Veja também: