Teresa Campos
Teresa Campos
22 Dez, 2021 - 00:01

Descarte de medicamentos: onde deixar a medicação de que não precisa?

Teresa Campos

O correto descarte de medicamentos é essencial para o bem-estar do planeta e ambiente. Saiba onde deixar a medicação de que não precisa.

frasco de comprimidos espalhados

A primeira ideia importante a reter, no que respeita a esta matéria, é que o descarte de medicamentos deve obedecer a algumas regras e procedimentos, de modo a proteger o nosso planeta e, por conseguinte, a nossa saúde.

Assim, estes resíduos não devem ser colocados no lixo comum, independentemente de serem fármacos que estejam ou não dentro do prazo de validade. Apesar de serem cada vez mais os medicamentos devidamente descartados, ainda há muitos hábitos a alterar no que concerne a este assunto. Fique, então, a perceber exatamente como funciona o descarte de medicamentos.

Como e por que fazer um correto descarte de medicamentos?

Os fármacos são substâncias químicas. Por isso, o descarte dos medicamentos no lixo comum, nos ecopontos ou nos esgotos pode prejudicar o meio ambiente. Assim, eles devem ser deixados num local capaz de os encaminhar e tratar de modo a evitar qualquer dano ambiental.

Portanto, sempre que precisar de fazer o descarte de medicamentos, deve fazê-lo nas farmácias que tenham contentores próprios, onde podem ser deixados resíduos de fármacos fora de uso ou de prazo de validade.

comprimidos
bacterias-multirresistentes
Veja também Bactérias multirresistentes causam morte de 1160 portugueses por ano

Então, o que podemos entregar na farmácia?

Na farmácia, podemos fazer o descarte de medicamentos de uso humano ou veterinário e de que já não precisamos ou cujo prazo de validade expirou. Assim, pode deixar na farmácia os seguinte elementos:

  • fármacos;
  • materiais usados no acondicionamento e embalagem dos medicamentos;
  • acessórios utilizados na administração da medicação.

E o que não podemos entregar na farmácia?

Contudo, também há itens de saúde que não podem ser decartados nas farmácias. É o caso de:

  • agulhas ou seringas;
  • termómetros;
  • aparelhos elétricos ou eletrónicos;
  • gaze;
  • pensos e material cirúrgico;
  • produtos químicos;
  • fraldas;
  • radiografias.

O que acontece com os medicamentos que deixamos na farmácia?

O descarte de medicamentos na farmácia permite que esses itens sejam encaminhados para os locais devidos. Assim, os itens de cartão, plástico e vidro seguem para reciclagem, enquanto os fármacos em si são incinerados, de forma segura para a saúde e para o meio ambiente.

Este é um procedimento que apenas pode ser executado por operadores de gestão de resíduos, licenciados e autorizados pelas autoridades competentes do nosso país.

receitas médicas no telemóvel
Veja também Receitas médicas no telemóvel: como obter e qual a validade

Balanço do correto descarte de medicamentos no nosso país

Apesar de ainda haver muitas pessoas que não fazem um correto descarte de medicamentos, já foram milhares as toneladas de resíduos perigosos que foram devidamente tratados e incinerados, evitando a sua entrada no lixo comum, com todos os danos que tal pode ter para a nossa saúde e planeta.

É importante lembrar que sempre que é feito o descarte de medicamentos para os esgotos, por exemplo, a probabilidade de os virmos a ingerir, indiretamente, é enorme, já que eles podem retornar a nós, através do ciclo da água.

Por isso, aproveite para ver quais os medicamentos que tem em casa e ponha de parte aqueles que estão fora de prazo e, também, aqueles que, ainda que não tenha usado na totalidade, já não precisa.

Depois, informe-se junto da farmácia mais próxima sobre a possibilidade de aí fazer o descarte de medicamentos. Deste modo, estará a proteger a sua saúde e o planeta, além de estar a evitar um outro problema claro na nossa sociedade que é o da auto-medicação, ou seja, a toma de fármacos sem supervisão, nem acompanhamento médico.

Veja também