Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
21 Mai, 2018 - 12:15

Conheça 8 dos destinos mais inacessíveis do mundo: aventura até ao limite

Mónica Carvalho

O mundo está cheio de lugares notáveis que a maioria das pessoas desconhece ou tem dificuldade em visitar. Descubra os destinos mais inacessíveis e comece já a planear a sua próxima aventura.

Conheça 8 dos destinos mais inacessíveis do mundo: aventura até ao limite

Adora conhecer lugares notavelmente remotos ou obscuros de que poucos ouviram falar? Então, vai adorar conhecer a nossa lista dos destinos mais inacessíveis da terra. Estes lugares incríveis estão à sua espera. Vai arriscar numa viagem diferente?

Os 8 destinos mais inacessíveis do mundo

Estão espalhados pelo mundo e revelam-se como viagens verdadeiramente surpreendentes. Descubra tudo sobre os destinos mais inacessíveis do mundo.

Ponte do Diabo, Bulgária

ponte do diabo bulgária

Fonte: Max Pixel

Esta é a ponte mais impressionante sob o rio Arda e que ainda carece de atenção por parte dos turistas. Possui uma extensão de 185 metros de comprimento, 11,5 metros de largura, e o seu arco central, que parece desafiar a gravidade, fica a 37,7 metros de altura.

Mas de onde vem o interesse neste local? Pelas lendas que existem sobre ela. Reza a história que a esposa de um dos construtores faleceu durante a construção, ensombrando o local desde então. Há também quem diga que a pegada do Diabo pode facilmente ser encontrada nas rochas.

Igreja Afundada de Potosi, Venezuela

A antiga cidade de Potosi foi inundada devido à construção de uma represa. Durante mais de duas décadas (de 1985 a 2008), esta igreja estava quase completamente submersa e tudo o que era visível era uma cruz solitária e que parecia querer sair da água a todo o custo.
Mas, entretanto, algo curioso aconteceu: devido a secas severas e à escassez de água na Venezuela levaram a uma drenagem efetiva do reservatório, e, em consequência, a cruz começou a subir mais e mais para fora da água, revelando mais da estrutura gótica abaixo.

Atualmente, toda a igreja está à superfície, revelando um local que tem tanto de interessante quanto de assustador.

Margalef, Espanha

margalef espanha

Fonte: Max Pixel

Margalef é uma pequena aldeia rústica na Espanha, aninhada em uma formação rochosa conglomerada remota e fantasticamente escalável. Até aqui não parece nada de especial, mas se lhe dissermos que a cidade está literalmente escondida nas fendas das rochas montanhosas que a cercam, então, apostamos que prendemos a sua atenção. É o sonho dos viajantes mais aventureiros.

Super-Kamiokande, Japão

Os neutrinos são algumas das mais abundantes e misteriosas partículas do nosso universo, que não possuem carga elétrica e que interagem com outras partículas apenas por meio da gravidade e da força nuclear fraca. São igualmente difíceis de encontrar, estando, então, localizados em zonas protegidas dos raios cósmicos. É exatamente por este motivo que o detetor Super-Kamiokande do Japão está escondido numa mina a três mil pés de profundidade, no subsolo do Monte Kamiokakō.

O Super-K não é um lugar fácil de visitar, no entanto, por vezes, é permitido aos grupos fazerem um tour pelo laboratório para fins educacionais ou pesquisas científicas, podendo ver a incrível máquina que resolve alguns dos mistérios do universo. Trata-se de um enorme tanque de aço com 50 mil toneladas de água, abrigado por um conjunto impressionante de mais de onze mil tubos fotomultiplicadores usados para detetar a luz produzida quando os neutrinos interagem com a água circundante.

Milky Seas, Mares Árabes

milky seas

Fonte: Max Pixel

Os Milky Seas são a maior área bioluminescente do mundo. Porém, para ver este fenómeno incomum e tão raro há que ter alguma sorte e paciência, pois muitos desacreditam a sua existência, por ser difícil de ver e rara de acontecer.

Acredita-se que o fenómeno seja causado pela bactéria bioluminescente Vibrio harveyi, que cubra mais de quinze mil quilómetros quadrados. Geralmente apenas é visto à noite, no final de janeiro – vale a pena arriscar!

Restos enterrados da Little Compton Street, Inglaterra

É um dos locais esquecidos da velha Londres, e, na verdade, muitas pessoas já o visitaram, mesmo sem saber. Os restos da Little Compton Street estão escondidos à vista sob uma grade de esgoto bem no meio de uma das ruas mais movimentadas de Londres: a Charing Cross Road.

Para descobri-la, deve olhar para a grade de metal que cobre a ilha e verá dois nomes de ruas vitorianas lado a lado. Uma delas tem o nome desbotado de Little Compton Street e ainda é possível ver dois sinais de trânsito perfeitamente preservados, se souber onde procurar.

Piscinas de Cerveja Starkenberger, Áustria

cerveja

Sim, leu bem: na Áustria existem piscinas de cerveja, cheias de vitaminas e cálcio e que são famosas pelas suas propriedades. São boas para a pele e para ajudar a curar feridas abertas e psoríase, por exemplo. Não pode, contudo, beber dessa água, mas pode pedir um copo num dos spas mais originais e menos frequentados do mundo.

As piscinas de cerveja Starkenberger são inacessíveis porque são apenas sete piscinas, com 3,96 metros quadrados cada, e desde que foram abertas ao público em 2005, tornaram-se muito populares e estão esgotadas na maior parte dos dias.

Para os amantes da cerveja, o Starkenberger’s Castle é um dos poucos lugares no mundo onde eles podem literalmente mergulhar em cerveja, logo um destino de viagem desejável.

Mount Athos, Islândia

mount athos islândia

Fonte: Max Pixel

Existem partes da paisagem no interior da Islândia, que parecem retiradas de outro planeta que apenas podem ser acedidas por excursão com alguém que conheça bem a área.

As pistas que levam até ao destino estão abertas ao tráfego apenas no verão e é um local com pouca vida, pelo que não conte com nenhum espaço de comércio nem vegetação comestível. Nesta zona, o clima é frio ou frio o ano todo com muita humidade, vento e neve e é, igualmente, uma das áreas mais vulcanicamente ativas do mundo, onde as erupções vulcânicas e inundações glaciais, denominadas Jokulhlaups são riscos a considerar.

Veja também: