ebook
           
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Patrocinado por Escola Virtual - Grupo Porto Editora
Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
18 Jan, 2022 - 08:55

30 empregos bem pagos e sem curso superior

Catarina Milheiro

As profissões técnicas são cada vez mais valorizadas. Saiba quais os empregos bem pagos sem curso superior.

empregos bem pagos sem curso superior

Ter uma licenciatura não é significado de ter um emprego bem remunerado. A procura por talentos leva as empresas a valorizar cada vez mais os salários de profissões técnicas e o “canudo” já não é o único fator determinante. Por isso mesmo, se não tem uma licenciatura, fique a saber que existem empregos bem pagos sem curso superior.

Sabia que os fundadores das maiores empresas do setor tecnológico como o Steve Jobs, Michael Dell, Mark Zuckerberg e Bill Gates nunca chegaram a concluir as suas licenciaturas?

E não é por acaso que as suas empresas (que lideram o mercado), se diferenciam pelo seu modelo de recrutamento, que favorece o potencial de desenvolvimento dos candidatos dentro da empresa, sem olharem para o seu grau de formação.

Não queremos dizer que não deve apostar na formação académica, isto se a sua profissão de sonho passar por ter uma licenciatura ou mestrado.

No entanto, não podemos deixar de sublinhar que as profissões ditas técnicas são cada vez mais procuradas e bem remuneradas, por isso, representam uma alternativa apetecível no mercado de trabalho.

São várias as empresas a adotar este método, tendo em conta que existem cada vez menos profissionais qualificados disponíveis no mercado, para darem resposta àquilo que as empresas procuram. O que faz com que estas contratem profissionais com um perfil mais técnico e, posteriormente, os qualifiquem internamente.

Empregos bem pagos sem curso superior: 30 exemplos

construção civil

De acordo com os dados do INE, a remuneração mensal bruta por trabalhador (por posto de trabalho) aumentou 2,6% no 3º trimestre de 2021, findo em setembro de 2021, face a igual período de 2020, para 1.300 euros.

Estes dados dizem respeito a cerca de 4,2 milhões de postos de trabalho, correspondendo aos beneficiários da Segurança Social e aos subscritores da Caixa Geral de Aposentações.

Eis uma lista de 30 empregos bem pagos sem curso superior, tendo por base a remuneração média mensal base nacional (dados INE) – 1.300 euros em valores brutos. Tome nota:

  1. Tripulante de cruzeiros (salário entre 1.800€ e 2.500€);
  2. Programador (salário entre 1.800€ e 2.100€);
  3. Especialista em reparação e instalação de elevadores (salário entre 1.800€ e 2.300€);
  4. Instalador de sistemas solares e/ou eólicos (salário entre 1.800€ a 2.000€);
  5. Técnico de maquinação e programação (salário entre 1.300€ e 1.800€);
  6. Técnico de manutenção aeronáutica (salário entre 1.500€ e 1.900€);
  7. Técnico de análise laboratorial (salário entre 1.300€ e 1.800€);
  8. Técnico de audiovisuais (salário entre 1.300€ e 1.500€);
  9. Técnico de multimédia (salário entre 1.300€ e 1.500€);
  10. Técnico de comunicação (salário entre 1.300€ e 1.500€);
  11. Técnico de marketing (salário entre 1.300€ e 1.500€);
  12. Técnico de mecatrónica (salário entre 1.300€ e 1.500€);
  13. Técnico de manutenção industrial (salário entre 1.200€ e 1.800€);
  14. Técnico de eletrónica industrial (salário entre 1.200€ e 1.800€);
  15. Técnico de informática (salário entre 1.200€ e 1.800€);
  16. Soldadores e serralheiros (salário entre 1.200€ e 1.500€);
  17. Assistentes de bordo (salário entre 1.200€ e 1.500€);
  18. Eletricistas (salário entre 1.200€ e 1.500€);
  19. Técnico de instalações elétricas (salário entre 1.200€ e 1.500€);
  20. Técnico de desenho de construção civil (salário entre 1.200€ e 1.500€);
  21. Secretariado de administração (salário entre 1.000€ e 1.200€);
  22. Técnico de contabilidade (salário entre 1.100€ e 1.300€).
  23. Influenciador digital (o salário depende da sua notoriedade, contudo para os que têm menos visibilidade, a média ronda os 120€ e os 1.500€ mês);
  24. Especialista SEO (salário entre 1.200€ e 2.000€);
  25. Técnico Especialista em Cibersegurança (salário entre 1.200€ e 1.800€);
  26. Gestor de Redes Sociais (salário entre 1.200€ e 1.800€);
  27. Estivador (salário entre 3.000€ a 3.500€);
  28. Modelador têxtil (salário entre 2.500€ e 3.000€);
  29. Sushiman (salário entre 2.000€ e 2.500€);
  30. Ferramenteiro (salário entre 2.500€ e 3.000€).
emprego eletricista

Que tipo de qualificações procuram as empresas?

Afinal, que qualificações querem as empresas? Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), no relatório do Inquérito à Identificação das Necessidades de Qualificações nas Empresas realizado entre 13 de março e final de junho de 2020 (dados mais recentes), as qualificações de ensino profissional continuam a ser as mais procuradas. Para além disto, pouco mais de 30% diz ter intenções de contratar profissionais com ensino superior até 2022.

A verdade é que a procura por competências técnicas tem vindo a aumentar significativamente e a escassez de talento agrava-se – o que faz com que os salário destes profissionais aumente.

Ou seja, empregos especializados como os de serralheiro mecânico, eletricista, canalizador, modelador têxtil, estivador ou ferramenteiro são bons exemplos de áreas onde a mão-de-obra é cada vez mais escassa, o que faz com que quem trabalhe por conta própria tenha possibilidade de receber um salário alto.

Quantos de nós já precisamos de um profissional destas áreas para nos resolver algum problema em casa e tivemos dificuldade em encontrar? A questão resume-se precisamente ao aumento da procura e à escassez de talento – que resulta num aumento dos salários destes empregos bastante especializados.

Trabalhar por conta própria pode ser uma boa solução

Agora que já sabe quais são os empregos bem pagos sem curso superior, aproveite para refletir e pensar sobre as hipóteses que tem à sua frente. Já pensou que muitos destes empregos permitem que trabalhe por conta própria?

Por um lado, estamos perante um mundo cada vez mais digital e são precisos profissionais com competências técnicas para dar resposta às necessidades dos clientes. Falamos em empregos como os de gestor de redes sociais, técnico de contabilidade, influenciador digital ou especialista SEO.

Se pensarmos bem, todas estas profissões permitem que seja o seu próprio patrão, desde que arranje a sua própria carteira de clientes e comece já a trabalhar na sua marca pessoal. E acredite que são cada vez mais os profissionais que optam por trabalhar nestas áreas como trabalhadores por conta própria.

Por outro lado, o facto de o mundo estar cada vez mais digital faz com que existam cada vez menos profissionais especializados em determinadas áreas. De facto, empregos como os de pedreiro, eletricista, canalizador, serralheiro mecânico, joelheiro, estofador, marceneiro ou soldador são cada vez mais procurados pelas pessoas em geral.

Seja porque precisam de fazer remodelações em casa, porque se estragou o autoclismo, avariou o cilindro ou as persianas, pretende mandar fazer um móvel personalizado ou até porque precisa de soldar uma peça antiga que tem em casa, os motivos são vários e os profissionais escassos. O que faz com que este tipo de profissionais que trabalhem por conta própria tenham oportunidade de receber um salário acima da média em Portugal.

Por isso já sabe! Se tem alguma destas qualificações ou competências técnicas, pense bem sobre a melhor forma para conseguir ter um bom salário – se trabalhando para uma empresa ou como trabalhador por conta própria.

Veja também