Elsa Santos
Elsa Santos
25 Nov, 2018 - 12:46

Empregos para pessoas criativas: 12 boas apostas

Elsa Santos

Da gestão à arquitetura, passando pela cozinha, são muitos os empregos para pessoas criativas, que valorizam a capacidade de criação. Conheça alguns.

O artigo continua após o anúncio

Das áreas clássicas a profissões relativamente recentes, são muitos os empregos para pessoas criativas. Ao contrário do que muitos possam ainda pensar, a criatividade, apesar de ser algo inerente a qualquer ser humano, dá muito trabalho, sobretudo para quem encontra nela a sua principal competência profissional e procura destacar-se num determinado meio.

A criatividade não é um fonte inesgotável, ela exige conhecimento, pesquisa, treino. Ou seja, muito trabalho aliado a um talento natural já presente em algumas pessoas é algo natural. Há empregos para pessoas criativas ou mais adequados a esse perfil, mas todos beneficiam dessa capacidade.

Quem é realmente muito criativo consegue ver algo que a maioria não vê, é capaz de criar novas soluções para antigos problemas, de transmitir ideias de uma forma inusitada, de traduzir e provocar emoções a partir de uma obra, de prender a atenção e de mudar hábitos, modos de pensar… Marcar a História.

É de criatividade que se fala sempre que pensamos em mudança, em evolução ou revolução, em descoberta. Alguém teve uma capacidade extraordinária de ir mais além, de querer fazer, de arriscar e acreditar. A criatividade é muito isso, é querer e poder fazer algo diferente, independentemente da sua relevância ou estética.

É possível exercitar a criatividade em diversos ambientes profissionais, mesmo que timidamente. Ela pode manifestar-se através de uma maneira nova de expor os produtos à venda, de uma atividade pedagógica criada pelo professor ou mesmo de uma forma inovadora de apresentar os relatórios de custo de uma empresa.

As pessoas criativas costumam destacar-se em qualquer profissão. No entanto, existem alguns trabalhos que dependem muito da criatividade e exercitá-la faz parte das atividades diárias. Por isso, há empregos para pessoas criativas, adequados a esse perfil e que vale a pena considerar no momento de escolher ou mudar de profissão e construir uma carreira de sucesso.

Tirar partido do poder criativo e fazer algo que se gosta é uma combinação de ingredientes perfeita para que um profissional se destaque no mercado, como o melhor ou entre os melhores.

Para quem a criatividade encabeça a sua lista de skills, apresentamos alguns empregos para pessoas criativas que deve considerar. Pode ser uma ajuda para traçar o caminho a seguir.

O artigo continua após o anúncio

12 Empregos ideais para pessoas criativas

1. Artista Plástico

artosta plastico

O artista plástico lida com materiais visuais para criar obras de arte – cerâmica, escultura, desenho, pintura, fotografia, gravura, colagem, vídeo ou outros.

Trata-se de um profissional que entende as técnicas de manipulação de diferentes materiais, mas, sobretudo, possui uma grande criatividade para desenvolver obras únicas e imprimir seu próprio estilo.

Para além da criação de peças de arte, o artista plástico pode restaurar obras e objetos antigos e também colaborar noutros projetos, como a ilustração de livros e revistas e muito mais.

2. Professor

Ser professor é uma profissão em constante mudança, pela necessidade de adaptação a novas realidades, novas exigências e necessidades. Ensinar ou transmitir conhecimentos – numa vertente mais teórica ou prática – é uma missão com especial relevância em qualquer sociedade. Para o efeito, há que cativar. Cada vez mais, é importante (e difícil) prender a atenção dos alunos, motivá-los, despertar neles o desejo saber. Os ingredientes para uma nova fórmula de sucesso está no uso de um ingrediente quase mágico, nada fácil de manejar e de manter vivo, a criatividade.

A par do conhecimento, da ciência, da lógica, de todas as regras, certezas e dúvidas, é a capacidade de recriar, reinventar, de improvisar ou mesmo de dramatizar, é a capacidade criativa que distingue um bom professor, daqueles que ficam na memória dos seus alunos. Em algumas áreas, essa criatividade assume um papel absolutamente determinante, como a Matemática, por exemplo.

3. Chef de cozinha

Estes são os chefs mais famosos de Portugal

Ser Chef de cozinha é muito mais do que saber cozinhar bem. A capacidade de reinventar receitas, de dar novos usos aos ingredientes, a criação de novas receitas e o design da apresentação final do prato, estimulam e exercitam a capacidade criativa. É, essencialmente, trabalho e dedicação o que caracteriza um grande profissional de cozinha, mas é a criatividade que marca diferença e o coloca no top dos melhores.

4. Marketeer

Um profissional de Marketing é responsável, sobretudo pela estratégia de marcas, produtos, instituições e empresas, de modo a destacarem-se no mercado, a aumentar o seu volume de negócios, fazendo uso de campanhas eficazes, entre outros objetivos. Para criar uma estratégia é necessária informação, visão e criatividade. Apenas pessoas criativas conseguem ver para além do óbvio e traçar o caminho a seguir para atingir objetivos concretos.

5. Coordenador/Gestor

Muitas pessoas enganam-se ao pensar que empregos para pessoas criativas são apenas aqueles que envolvem produção de conteúdos. Porém, só o facto de ter uma ideia para resolver um problema, num curto espaço de tempo e de forma eficaz, já é um exercício de criatividade e isso, está presente em muitas profissões e cargos, nomeadamente na coordenação e gestão de pessoas e empresas.

O artigo continua após o anúncio

6. Designer de Interiores

Resultado de imagem para site e-konomista.pt Designer de Interiores

Atualmente vive-se uma grande tendência de recuperar casas antigas e de as adaptar ao estilo de cada pessoa ou família. O redesenhar do espaço, a sua reconstrução – escolha de materiais, formas, cores e texturas – e a decoração final determinam o sucesso de qualquer projeto.

O designer de interiores é o profissional que determina como será organizado um ambiente para que fique bonito e funcional.

Um bom designer de interiores alia a uma grande dose de criatividade o sentido estético, assim como as capacidades de planeamento e gestão de orçamento e de pessoas, fixar prazos e lidar com as expectativas do cliente.

7. Designer de Videojogos

Para pessoas que dominam a tecnologia, este pode ser o trabalho ideal. O design de videojogos permite desenvolver a imaginação e o talento artístico, para além da parte técnica de fazer um jogo funcionar.

O designer de videojogos é o profissional que desenvolve jogos para plataformas eletrónicas, nomeadamente consolas, computadores e telemóveis, entre outros dispositivos. Ele conhece todas as etapas da criação de um jogo, do conceito à modelação 3D. Além de jogos de entretenimento, o designer de videojogos pode criar ambientes digitais destinados à aprendizagem e treino. Exemplo disso são os simuladores de voo.

Este é um dos empregos para pessoas criativas que gostam de tecnologia. Apesar de já não ser uma profissão nova, é uma área que continua a crescer e pode ser, sem dúvida, uma excelente opção de carreira a seguir.

8. Makeup Artist

Makeup Artist

Seja para quem gosta de teatro, cinema e moda ou simplesmente das mil e uma possibilidades oferecidas pela maquilhagem, ser makeup artist é um trabalho que convida ao exercício criativo. De trabalhos mais elaborados, premiados nos Óscares, passando por criações especiais para desfiles de moda ou outros, esta é uma profissão que exige um apurado sentido estético, aliado ao gosto e conhecimento do vasto mundo da maquilhagem e que pode ser apaixonante.

9. Arquiteto Paisagista

É um desafio cada vez maior, traçar a arquitetura paisagista tendo em consideração as novas tendências relacionadas com o ambiente – em especial a água – o uso de plantas e espécies adequadas a cada espaço, os novos materiais e exigências de mobilidade, entre outros aspetos que compõem a paisagem, uma habitação ou um espaço urbano.

O artigo continua após o anúncio

Um bom arquiteto paisagista precisa de ter noções de estética para criar ambientes que sejam bonitos e ao mesmo tempo confortáveis e funcionais. A Arquitetura deve aliar design e arte com engenharia de construção, pois cada ambiente é único e precisa satisfazer as necessidades de quem o vai usar.

Arquitetos que possuem uma criatividade especialmente aguçada conseguem- através da sua beleza ou inovação – transformar espaços em verdadeiras obras de arte ou pontos turísticos.

10. Storyteller

Storytelling: a competência mais valorizada em contexto profissional

Esta é uma profissão relativamente nova, especialmente no mercado nacional. Não é algo absolutamente distinto do que o que já fazia um redator, copywritter ou mesmo um escritor. Porém, é uma designação mais recente para um trabalho especializado essencialmente na criação de histórias no âmbito da comunicação e promoção de marcas e empresas.

Um storyteller procura informação ou cria uma ideia e trabalha-a dando-lhe a forma de uma história, na maioria das vezes apresentada em partes, em pequenos episódio. Por vezes esses episódios desdobram-se em meios de comunicação distintos, assumindo diferentes contornos em cada um deles, dependendo a narrativa de uma continuidade que o utilizador/leitor é convidado a seguir ao longo de um determinado tempo, convidando à interação.

Assim, é uma profissão exercida sobretudo nas áreas de Marketing e Publicidade.

4 formas de escolher a profissão de acordo com a sua personalidade
Veja também 4 formas de escolher a profissão de acordo com a sua personalidade

11. Gestor de redes sociais (social media)

A importância que as redes sociais – Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn, entre outras – assumem na sociedade atual é inegável e todas as marcas e empresas, das maiores às mais pequenas, quiseram tirar partido dessa capacidade rápida e eficaz de comunicação. Nesse sentido, com o objetivo de fazer um uso adequado e capaz de gerar resultados, nasce uma nova profissão, o de gestor de redes sociais.

Um profissional especializado em conteúdo breve que obedece a regras muito próprias como o uso de palavras-chave fundamentais para garantir a sua visibilidade, capaz de chamar a atenção e apelar à ação do público-alvo. Um gestor de redes sociais pode especializar-se em determinadas plataformas ou desenvolver um trabalho integrado e que tem em conta não apenas o tipo de conteúdo, mas as horas das publicações e a gestão atenta dos comentários que possam surgir.

12. Freelancer

Esta profissão ou condição profissional é muito comum entre as pessoas mais criativas que preferem trabalhar sozinhas e pode abranger diferentes talentos. Quer seja um trabalho a tempo inteiro, por conta própria, quer seja um extra, ser freelancer depende não só do talento individual, mas também da capacidade de gerir trabalho, clientes e a sua fonte de rendimento. Para tudo isso, a criatividade é fundamental.

Estes são apenas 12 entre muitos outros possíveis empregos para pessoas criativas. Há tantos trabalhos quantos a criatividade permita, ainda que essa marque presença constante – ténue ou não – até nas atividades mais simples e rotineiras.

Veja também
Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp