Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ekonomista
Ekonomista
05 Jul, 2018 - 14:58

Sandra Santos: “Quando uma criança não come doces é [vista como] uma coitadinha”

Ekonomista

Sandra Santos é atriz, nutricionista e, agora, autora. A vontade de ajudar os pais a darem uma alimentação saudável aos filhos fez com que passasse os seus conhecimentos para o papel.

Sandra Santos: "Quando uma criança não come doces é [vista como] uma coitadinha"

A alimentação equilibrada e o estilo de vida saudável são escolhas que reúnem cada vez mais adeptos. E claro está que, geralmente, estes hábitos passam de pais para filhos, fazendo com que até os mais pequenos se adaptem ao estilo de vida e o aceitem como seu. O resultado é uma família mais saudável.

E se há pessoa que entende os benefícios de uma alimentação mais cuidada é Sandra Santos, atriz e nutricionista, que acaba de lançar o seu primeiro livro. A mãe da Xica decidiu que estava na altura de partilhar as receitas das papas que faz para a sua filha e, assim, ajudar pais e mães a darem a melhor alimentação possível aos seus filhos.

Sandra Santos e a nutrição infantil

livro papinhas da xica

“Papinhas da Xica” é o primeiro livro de Sandra Santos. Fonte: Divulgação

Os mais atentos certamente reconhecem Sandra Santos do pequeno ecrã. No entanto, a atriz é também nutricionista e mãe, duas características que decidiu unir para criar o seu primeiro livro, “Papinhas da Xica”, cujo título foi inspirado na filha. Para que não lhe falte nada, a atriz é também autora de um blog com o mesmo nome.

Não é novidade para ninguém que a alimentação infantil pode ser uma verdadeira dor de cabeça, especialmente no primeiro ano de vida da criança. Foi precisamente por esse motivo que Sandra Santos decidiu descomplicar a vida de todos os pais e reunir 100 receitas para bebés dos 4 aos 12 meses.

O objetivo é que esta obra seja um guia de alimentação para o primeiro ano do bebé, como se pode ler na capa. Para além das receitas, a autora promete ainda dar resposta a algumas dúvidas muito frequentes no que se refere à introdução de novos alimentos no dia-a-dia do bebé. E a melhor parte é que já não lhe vão faltar ideias para as papas do seu rebento.

Entrevista: os conselhos de Sandra Santos sobre nutrição infantil

sandra santos

Sandra Santos partilha conselhos sobre nutrição infantil. Fonte: Divulgação

1 – A Sandra é mãe, atriz e nutricionista. O que a levou a criar um blog e a escrever um livro sobre alimentação infantil?

Nunca como agora se falou tanto sobre alimentação e nutrição. Por vezes, esse excesso de informação, mas também desinformação, acaba por deixar os pais muito confusos.

O meu objetivo com o blog e o livro é ajudar a clarificar alguns conceitos e partilhar diversos conteúdos de forma simples e sustentada do ponto de vista científico, de modo a permitir aos pais terem a confiança necessária para tomarem decisões mais conscientes, nesta fase do ciclo de vida da criança.

2 – Quais os principais erros que vê pais e cuidadores cometerem relativamente à nutrição infantil?

Hoje em dia, quando um adulto tem uma alimentação saudável, isso é “cool”, já quando uma criança não come doces é uma “coitadinha”. Os doces parecem estar associados à nossa memória colectiva de felicidade na infância e, talvez por isso, sejam oferecidos em excesso à maioria das crianças.

Eu acredito que uma crianças pode excepcionalmente comer um doce, assim como acredito que existem alimentos que podem assumir esse mesmo papel. A minha filha tanto vibra com um gelado como com pepinos, cenouras, milho e melancia, entre outros.

Depende de nós associarmos determinados alimentos a momentos e memórias felizes e de facto aumentar o seu consumo, especialmente quando falamos de hortícolas e fruta.

“A minha filha tanto vibra com um gelado como com pepinos, cenouras, milho e melancia”.

3 – Que alternativas daria às papas instantâneas à venda no supermercado, que contêm uma alta taxa de açúcar?

É muito simples fazermos papinhas caseiras, até porque hoje em dia temos à nossa disposição centenas de possibilidades. Aconselho a começar por combinar um cereal (por exemplo, arroz, milho, aveia, etc.) com fruta da época e/ou leite do bebé.

4 – Existem diferentes correntes relativamente à alimentação infantil, por exemplo, as dietas vegetarianas ou veganas. Qual é a sua opinião sobre estes regimes alimentares na infância?

As dietas vegetarianas quando correctamente planeadas são saudáveis e nutricionalmente adequadas para todas as fases do ciclo de vida pediátrico.

Convém, contudo, não esquecer que, no primeiro ano de vida, o leite é o alimento principal da alimentação do bebé e, como tal, nos casos em que este não é amamentado, o leite materno deve ser substituído por uma fórmula apropriada. Ainda assim, considero vantajoso o recurso a um nutricionista para adequar a alimentação a cada caso específico.

5 – Cada vez mais, ouvimos falar de intolerâncias e alergias alimentares nas crianças. É possível prevenir? Que cuidados os pais devem adotar nestes casos?

Há uma série de fatores de risco que têm sido associados à alergia alimentar e estima-se que os fatores genéticos exerçam um papel fundamental na sua expressão.

Contudo, no que à alimentação do bebé diz respeito, o aleitamento materno em exclusivo, até os seis meses tem sido ressaltado como eficaz na prevenção do aparecimento de alguns sintomas alérgicos.

“… o aleitamento materno em exclusivo, até os seis meses tem sido ressaltado como eficaz na prevenção do aparecimento de alguns sintomas alérgicos.”

6 – Quais são os alimentos indispensáveis na dispensa de uma casa com bebés ou crianças?

Em qualquer casa, deveria ser obrigatória a presença de hortícolas e fruta. São dos maiores grupos da roda dos alimentos e como tal, são aqueles que devemos consumir em maior quantidade diariamente.

7 – Num país em que mais de metade da população tem excesso de peso, a educação alimentar assume um papel essencial. Quais os seus conselhos para os pais?

Os pais nunca se podem esquecer que as crianças aprendem sobretudo por imitação: eles são o principal modelo e exemplo para os seus filhos. Por isso, a adopção de hábitos alimentares saudáveis deve ser feita por toda a família e não apenas pelo bebé/criança.

8 – Se a criança não gostar de um determinado alimento, os pais devem insistir ou não?

Depende. Numa primeira instância, eu diria que sim: deve insistir mas sem forçar. Por vezes são necessárias 11 tentativas até que um bebé ou criança aceite determinado alimento.

Por outro lado, quando se trata de uma criança que come tudo mas que rejeita um alimento em específico, penso que tal deve ser respeitado.

Superpuré de brócolos

Ingredientes:

  • 200 g de batata-doce
  • 150 g de brócolos
  • 1 pêra-rocha
  • 1 colher de chá de azeite virgem extra (por porção)

Preparação:

  1. Lave bem todos os ingredientes;
  2. Descasque a pêra e a batata-doce;
  3. Corte todos os legumes em pequenos pedaços uniformes e leve-os a cozer, preferencialmente a vapor;
  4. Depois, é só triturá-los com o auxílio de uma varinha mágica ou outro processador de alimentos e adicionar uma colher de chá de azeite por porção.

Veja também: