Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Inês Pereira
Inês Pereira
07 Jun, 2018 - 12:00

Primeira sopa do bebé: tudo o que deve saber

Inês Pereira

Introduzir sopa na alimentação da criança pode ser uma verdadeira aventura, mas é um passo essencial no crescimento. Saiba tudo sobre a primeira sopa do bebé.

Primeira sopa do bebé: tudo o que deve saber

Não é novidade que a alimentação do bebé durante os seus primeiros meses de vida se deve resumir ao leite materno. Contudo, o tempo passa a correr e, a dado momento, é necessário começar a diversificar a alimentação da criança, de modo a garantir que as suas necessidades nutricionais são suprimidas. É nessa altura que surge a questão da primeira sopa do bebé e tudo o que ela implica.

Toda a ajuda é pouca quando se trata de tomar conta de um bebé, portanto, queremos que saiba tudo sobre esta mudança na alimentação da criança. Tome nota das dicas e comece já a colocar os legumes na panela.

A primeira sopa do bebé: quando e como preparar

saiba tudo sobre a primeira sopa do bebé

Em primeiro lugar, é importante saber que a introdução da sopa do menu deve ser feita quando o bebé tem entre 4 a 6 meses. No entanto, este assunto deve ser discutido com o pediatra da criança, de modo a garantir que todas as necessidades do bebé têm a resposta mais adequada.

Em segundo lugar, até a criança ter 1 ano de idade não deve ser adicionado sal à sua sopa. O azeite, por sua vez, é colocado no fim da cozedura, em cru. Este alimento traz benefícios ao sistema nervoso central e ao sistema imunitário do bebé.

Por último, é importante que nos primeiros dias opte por uma consistência um pouco mais líquida, de modo a não criar estranheza na criança. Com o passar do tempo, o puré de legumes deve começar a ter uma textura cremosa para que o bebé se adapte a diferentes consistências e treine a mastigação.

Dicas para fazer a primeira sopa do bebé

dicas para a primeira sopa do bebé

Geralmente, a primeira sopa do bebé deve conter quatro dos seguintes ingredientes: batata, cenoura, abóbora, cebola, courgette, alho francês, alface, brócolos e couve branca. No entanto, os pediatras costumam recomendar que as primeiras tentativas sejam feitas com creme de cenoura ou creme de abóbora.

A cenoura é um alimento muito completo e benéfico para a saúde, já que contém fibras vegetais, betacaroteno e vitamina A. Este vegetal melhora a digestão, promove o correto funcionamento intestinal e reduz o risco de doenças cardíacas e oculares.

Já a abóbora é rica em magnésio, fósforo, ferro, potássio, sódio e vitaminas (A, C e E). Dos seus benefícios fazem parte a proteção do sistema ocular e respiratório, bem como o melhoramento do sistema imunitário. Estimula também o funcionamento intestinal ao mesmo tempo que satisfaz as exigências energéticas da criança.

Os legumes não mencionados devem seguir a regra habitual de introdução de novos alimentos no menu do bebé: novas experiências a cada 3 ou 5 dias para testar quaisquer reações alérgicas que possam existir.

Com o passar dos meses, deve começar a introduzir carne nas sopas da criança. Inicialmente, a carne escolhida deve ser branca, como o caso do frango e do peru, e a pele é estritamente proibida. A carne trará benefícios nutricionais e estimulará a dentição.

Veja também: