Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
07 Dez, 2021 - 08:11

8 erros cometidos na venda de uma casa

Catarina Milheiro

Tem o seu imóvel anunciado, mas não consegue vender? Saiba quais os erros cometidos na venda de uma casa e esteja preparado para mudanças.

erros-cometidos-venda-casa

Se colocou a sua casa à venda, mas verificou que não existe muito interesse no anúncio significa que, muito provavelmente, poderá não estar a par dos erros cometidos na venda de uma casa.

Isto porque o processo de venda de um imóvel pode ser bastante complexo e moroso. Desde a burocracia associada, às visitas de potenciais compradores até à ponderação das propostas, a verdade é que as etapas são várias.

No momento em que se insere um anúncio do género no mercado imobiliário existem alguns erros que os proprietários dos imóveis e até mesmo alguns profissionais contratados têm tendência a cometer.

Assim, e com o objetivo de o ajudar a vender a sua casa de uma forma rápida e eficaz, reunimos alguns erros cometidos na venda de uma casa que mais acontecem aos vendedores das habitações em geral.

8 erros cometidos na venda de uma casa: garanta o sucesso do seu negócio

casal jovem visita imovel

Quando a procura aumenta, vender um imóvel pode parecer uma tarefa ligeiramente mais simples. Contudo, existem alguns erros cometidos na venda de uma casa que dificultam a concretização de um negócio rápido e bem sucedido.

1. Avaliação incorreta

Fazer uma avaliação incorreta do imóvel é sem dúvida um dos erros mais frequentes cometidos na venda de uma casa.

A verdade é que muitos proprietários têm um carinho muito especial pelas suas habitações – afinal, foi nelas que passaram momentos felizes nas suas vidas em que criaram memórias.

Por esse mesmo motivo, a tendência é sobrevalorizar emocionalmente o imóvel. Contudo, é um erro pensar que o valor sentimental que criou pela sua casa fará com que outras pessoas pagam um preço acima do valor de mercado.

Não se esqueça que os compradores procuram o local ideal para morar, sem que sejam guiados por sentimentos de forma a que tomem uma das maiores decisões das suas vidas.

2. Não fazer as obras necessárias

Para muitos, a ideia de realizar algumas obras numa casa que deixarão em breve pode parecer inútil. No entanto, a verdade é que consertar algumas partes da casa mais danificadas, pode ajudá-lo a vender a sua casa mais rapidamente.

Assim, se se tratar de reparações muito superficiais e económicas, o nosso conselho é efetivamente, para as fazer. Repare, apesar de estar a despender algum dinheiro na casa, estas alterações podem melhorar bastante a avaliação do imóvel e agilizar todo o processo de venda.

3. Referir características menos positivas da casa

Se numa primeira abordagem abordar as falhas do imóvel aos potenciais compradores, vai ser muito difícil fazer com que se afastem dessas ideias, acabando mesmo por perderem o interesse.

No fundo, a sua casa deve ser dada a conhecer com todas as suas vantagens. O importante é cativar os potenciais compradores antes que estes reparem nas falhas (ou nos pontos fracos), dando a conhecer cada uma das potencialidades que a casa tem para oferecer. Por exemplo:

Quando sentir que chegou o momento certo para referir as características menos positivas, as pessoas já estarão encantadas com os pontos fortes da habitação.

4. Utilizar fotografias desadequadas nos anúncios

As fotografias são um dos fatores principais para o sucesso da venda do seu imóvel. Por isso mesmo, é crucial apostar em imagens com qualidade, realistas e bastante atrativas.

Fotografias escuras das divisões, de espaços desarrumados ou em ângulos menos favoráveis podem fazer com que afaste os potenciais compradores sem que queiram sequer uma visita.

Para resolver esta questão, pode começar por tirar uma fotografia à sua sala durante o dia, com bastante luz – desta forma, vai ajudar a que a divisão pareça mais espaçosa e iluminada.

5. Vender “apenas” a habitação

Os interessados em comprar um imóvel não o fazem só em função da habitação, como também da sua localização.

Ou seja, é importante referir algumas características como os transportes, proximidade do centro, comércio e serviços. Para além disto, durante as visitas converse sobre a sua experiência: da farmácia que fica a 2 minutos a pé ou do pão fresco que compra todas as manhãs.

6. Não apostar no home staging

A técnica de home staging consiste na descaracterização do espaço, a fim de minimizar a quantidade de objetos na habitação para a preparar para receber as visitas dos potenciais compradores.

No fundo, o objetivo é garantir que não se distraiam com as suas recordações pessoais espalhadas pela casa e que possam sentir que aquele pode vir a ser o seu novo lar.

Para além disto, quando retira alguns elementos pessoais dos ambientes, está também a garantir uma visão mais abrangente do imóvel, dando a sensação de que as divisões são mais amplas.

7. Não dar espaço às visitas para explorarem a casa

Tem uma visita marcada e quer realmente fazer a diferença desta vez? Experimente deixar os potenciais compradores à vontade pela casa, para que reparem nos detalhes e possam fazer questões.

Repare: se estiver sempre atrás deles e não permitir que exista essa liberdade, as pessoas vão sentir-se pressionadas e terminarão a visita rapidamente.

Por isso já sabe, dê espaço aos interessados para que se apaixonem pela casa e aproveite para trocar impressões.

8. Falhar na burocracia

Um dos erros cometidos na venda de uma casa é falhar na burocracia e papelada associada. Afinal, vender a habitação é um processo que exige muita burocracia e é fácil perder-se ou deixar escapar algum detalhe.

Por isso, se não se sentir muito seguro, o ideal é procurar alguém especializado e habituado a agilizar este tipo de processos.

Veja também