Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
31 Out, 2019 - 12:57

Guia completo para vender a casa online

Mónica Carvalho

Na era digital, vender casa online é uma opção válida e que pode ajudar a divulgar o seu imóvel rapidamente. Saiba como criar o anúncio ideal.

casa de madeira

O processo de venda de um imóvel pode ser exigente, complicado e demorado. Todavia, ao optar por vender a casa online estará não só a facilitar o procedimento, como a torná-lo mais apelativo e interessante para uma geração que cada vez mais vive no mundo digital.

Atualmente não faltam plataformas para vender o seu imóvel online, muitas delas gratuitas, além de poder sempre contar com as redes sociais e com a partilha imediata de informação (a mais antiga e eficaz estratégia de Marketing no seu expoente: o passa a palavra que nunca foi tão facilmente disseminado).

Saiba como criar o anúncio perfeito

Em primeiro lugar, é preciso saber como criar o melhor anúncio possível. Um anúncio que ilustre bem o imóvel, que seja completo e que possua material ilustrativo de qualidade é meio caminho para uma venda bem-sucedida.

Conheça o passo a passo para a criação do melhor anúncio para vender a sua casa online.

agente imobiliário

Avaliar o imóvel

É a primeira coisa a ter em conta no processo de venda: quanto vale a minha casa? Até pode ter um número em mente, que vá de encontro ao que gostaria de receber pelo imóvel, mas esse não corresponder à realidade.

Como tal, pode pedir a ajuda de um especialista para avaliar devidamente a sua casa, pois este aspeto depende de muitos fatores: tamanho, estado, tipologia, localização, entre outros.

Definir o público-alvo

Para vender online, deve ter em conta que qualquer pessoa pode ser um potencial comprador. Mas será mesmo assim? Ou estará a perder tempo a comunicar para pessoas que não têm qualquer interesse no seu imóvel?

Por exemplo: dificilmente um jovem irá comprar um apartamento demasiado grande, com tipologia T3 ou mais. Da mesma forma que uma família de 4 pessoas não se deverá, à partida, interessar por um apartamento só com um quarto ou tipo studio.

Perceber quem são os reais interessados no seu produto e agir em conformidade, permitirá atrair as pessoas que realmente se identificam com o seu imóvel.

Utilizar uma linguagem corrente

A maior parte das pessoas não tem conhecimento da gíria associada ao mercado imobiliário, pelo que não ceda à tentação de usar palavras demasiado eloquentes, pois pode tornar toda a sua comunicação ineficaz. Antes use termos e expressões conhecidos por todos.

Além disso, deve fazer uma descrição o mais esclarecedora possível, com um título bastante apelativo e que leve as pessoas a interessar-se pelo seu imóvel.

Colocar o máximo de informação possível

Uma descrição completa e detalhada é primordial para que nenhuma dúvida fique por esclarecer.

Nas diferentes plataformas de vendas de imóvel online, encontrará diversos campos para preencher e por muito aborrecida que essa tarefa lhe possa parecer, não deve mesmo evitá-la.

Existe ainda a possibilidade de indicar outros pormenores importantes que não dizem diretamente respeito ao imóvel, mas que podem fazer a diferença, como a proximidade a serviços, escolas, supermercados, os acessos rodoviários e estacionamento.

Criar uma galeria de boas imagens

Antes de avançar com as fotografias, prepare a sua casa para a sessão fotográfica. Não precisa de ter tudo imaculado e a brilhar, mas convém arrumar e organizar o espaço, até para que os interessados fiquem com uma ideia mais exata sobre a potencialidade do espaço.

Depois sim, venha a sessão fotográfica. Se puder contar com a ajudar de alguém que perceba um pouco desta área, tanto melhor. Caso contrário, tenha em conta as seguintes dicas:

  • Fotografe sempre com boa luz, preferencialmente aproveitando a luz natural;
  • Mostre bem todos os ângulos de cada divisão;
  • Não deixe nenhuma divisão por fotografar;
  • Tenha cuidado com as imagens refletidas nos espelhos existentes em casa;
  • Não edite de forma a parecer que o espaço é maior ou com um pé direito mais alto do que tem na realidade.

As fotos são mesmo o cartão de visita da casa, pelo que criam um primeiro impacto que pode ser positivo ou negativo.

Fazer vídeos sobre o imóvel

Além das fotografias, fazer um pequeno vídeo sobre a habituação dará uma ideia mais real e concreta do espaço que pretende vender.

Atualmente, as câmaras dos smartphones já têm uma qualidade bastante aceitável para fazer um vídeo com um mínimo de qualidade.

Criar um blogue para o imóvel

Se perceber um pouco de informática e tiver tempo para se dedicar a isto, crie uma página web ou um blogue para o imóvel que pretende vender.

Não precisa de ser algo muito elaborado, mas é mais um meio de divulgação que tem à sua disposição de forma totalmente gratuita, como é o caso das plataformas Blogspot e WordPress.

Divulgar a casa nas redes sociais

Há quem diga: “se não está no Facebook é porque não aconteceu”, tal é a importância dada atualmente às redes sociais e a tudo o que por lá se mostra.

Tire vantagem disso e faça-o de diversas formas: crie um perfil apenas para a venda da casa e partilhe com os seus amigos e em grupos relacionados com a área imobiliária.

Ter disponibilidade para responder às questões

A compra de uma casa não é algo feito de forma espontânea e leviana. Antes é um processo bem ponderado, que leva a bastante tempo de pesquisa e isso implica que qualquer pessoa que esteja a vender um imóvel deve estar disponível para responder às questões que lhe forem sendo colocadas.

A ausência de resposta ou a demora na mesma pode levar a que um potencial comprador perca o interesse no imóvel.

Onde pode vender a casa online?

vender casa

Em Portugal, há várias plataformas dedicadas ao mercado imobiliário. Conheça algumas.

Casa Sapo

O site Casa Sapo permite colocar anúncios quer para vender a casa online, quer para arrendar. O preço do anúncio varia consoante a visibilidade desejada.

Imovirtual

Na plataforma Imovirtual o custo é de 10€ com a duração de um mês. Restantes extra têm um custo associado.

BPI Expresso

Também o BPI Expresso Imobiliário tem um custo que ronda os 10€ por anúncio online para o período de um mês. Se for cliente BPI, tem acesso gratuito.

OLX

O OLX é provavelmente o site de vendas online mais conhecido de todos. Permite a colocação de anúncios gratuitos, sendo apenas pago caso pretenda dar destaque e visibilidade.

Custo Justo

O site de classificados Custo Justo tem uma secção dedicada ao imobiliário e é totalmente gratuito.

Comprar Casa

Também gratuita é a utilização do site Comprar Casa e, por isso, uma opção a considerar para colocar o anúncio do seu imóvel.

Casayes

O portal Casayes está associado à Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP) e é também uma excelente opção para quem pretende vender a casa online.

Veja também