Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ekonomista
Ekonomista
23 Jun, 2020 - 12:43

Aproveite o sol, mas evite apanhar um escaldão

Ekonomista

O bom tempo está aí e a vontade de se estender ao sol também. No entanto, deve ter alguns cuidados para evitar um escaldão a danificar a sua pele.

Mulher com escaldão no peito

As temperaturas estão a subir e se convidam a apanhar um banho de sol, também podem esconder alguns perigos. E se há coisa que sua pele dispensa é mesmo um valente escaldão logo a abrir o verão. Por isso, tenho alguns cuidados.

Um escaldão é uma lesão que ocorre na pele após queimadura provocada por uma exposição excessiva à radiação ultravioleta (UV) do sol. Assim, podem ocorrer consequências graves, especialmente se não usar protetor solar e estiver ao sol durante os períodos de maior calor (entre as 11h00 e as 16h00).

Nem sempre é fácil saber que se está a apanhar um escaldão. Veja aqui os sinais que indicam que está a ficar com a pele queimada e fique alerta.

6 sinais que revelam que está a apanhar um escaldão

Mulher a colcar protector contra escaldão

1. Comichão na pele

É o primeiro aviso de que a pele está a queimar e deve servir como alerta para a pessoa sair de imediato do sol e ir para uma sombra. A comichão deve-se ao facto de haver uma inflamação que provoca a libertação de citocinas. Deve-se lutar contra a vontade de coçar para não piorar a lesão e para não ficar com marcas.

2. Pele vermelha

É o sinal mais típico do escaldão. A vermelhidão na pele é a garantia visível de que a pele está queimada. Bastam 10 minutos de exposição excessiva ao sol para se dar a queimadura e a pele ficar vermelha. A vermelhidão é consequência da dilatação dos vasos sanguíneos, devido ao aumento do fluxo de sangue.

Se a pele que estiver exposta começar a mudar de cor enquanto está ao sol, isto indica que a pele já está a sofrer danos. Deve-se ir de imediato para a sombra e proteger-se do escaldão. Qualquer parte do corpo pode ficar queimada, por isso, é importante proteger todas as partes do corpo.

3. Pele quente

Este é um sinal de escaldão fácil de ignorar porque, quando estamos ao sol, a pele fica sempre quente. Aqui o importante é perceber se a pele fica quente ao toque, especialmente depois de já não se estar ao sol.

Deve-se procurar de imediato uma sombra. Esta sensação de calor na pele pode durar até três dias. É fundamental diminuir esta sensação de calor, usando compressas de leite frio, por exemplo.

Escolher os melhores autobronzeadores
Não perca Pele de verão: 6 autobronzeadores para experimentar já

4. Pele fica branca ao toque

A pele queimada fica branca ao ser tocada porque, ao ser pressionada, está-se a bloquear temporariamente o fluxo sanguíneo nessa zona (o que, por sua vez, reduz a vermelhidão à superfície). Sim, este é um sinal de que está a caminho de um escaldão.

5. Pele inchada

Quando sofre queimaduras, o corpo aumenta o fluxo sanguíneo para essa área para ajudar a curar a lesão, o que faz com que a pele fique vermelha e inchada. Isto pode ser doloroso e desconfortável.

Tomar ibuprofeno ajuda com a dor e diminui a inflamação. Tomar banhos frios e usar compressas geladas também ajuda com a dor do inchaço e da queimadura, bem como usar roupas largas, para ajudar a pele a respirar.

6. Pele seca

Após uma queimadura, o corpo começa a desidratar. Isto faz com que a pele fique visivelmente seca. É aconselhável ingerir líquidos, tomar banhos de água fria e aplicar cremes hidrantes. Deve evitar-se aplicar produtos na pele que contenham álcool, bem como evitar consumir bebidas alcoólicas.

Veja também