ebook
GUIA DO IRS
Patrocinado por Reorganiza
Olga Teixeira
Olga Teixeira
22 Nov, 2021 - 14:12

Adeus ao escudo: já não tem muito tempo para trocar notas antigas

Olga Teixeira

Se ainda tem escudos em casa, saiba que o prazo para trocar notas está a acabar. A partir de março só mesmo para recordação ou coleção.

Notas de escudos antigas

O prazo para trocar notas de escudo por euros está a acabar. Por isso, se ainda tem notas antigas em casa, o melhor é apressar-se, porque dentro em breve os escudos só vão ser úteis para colecionadores.

Tem sido um adeus progressivo, mas a despedida final já tem data: a 1 de março de 2022 deixa de poder trocar as notas de escudo por euros.

O melhor é procurar bem, porque o Banco de Portugal (BdP) calcula que ainda existam cerca de 11 milhões de notas de escudo, num valor estimado de 95 milhões de euros. Um terço corresponderá a notas de 5.000 escudos, o equivalente a 25 euros. Talvez já não se lembre, mas um euro equivalia a 200,482 escudos.

Estas notas guardadas não podem ser usadas e, caso não as troque até 28 de fevereiro, recebendo o equivalente em euros, perderão valor. A alternativa é mantê-las como recordação ou vendê-las a colecionadores, sendo que não deverá receber o seu valor facial.

Há 20 anos a trocar notas

1 de março de 2002 foi o primeiro dia em que passaram a circular apenas euros. Desde então, foi estabelecido um prazo para que fosse possível trocar notas que ainda pudessem estar guardadas ou esquecidas.

Assim, as notas continuaram a poder ser trocadas até 20 anos após a sua retirada de circulação. Ou seja, as séries mais antigas já não são aceites nos balcões do Banco de Portugal, restando agora as notas da série Descobrimentos. Foram lançadas entre 1996 e 1997 e mantiveram-se válidas até 1 de março de 2002.

O prazo para trocar moedas acabou em 31 de dezembro de 2002. Se ainda tiver alguma, pode tentar vender e fazer algum dinheiro, sobretudo se tiver raridades.

Quais são as notas que ainda pode trocar?

As notas da série Descobrimentos são, assim, as últimas que pode trocar. Em alguns casos por notas de euro; noutros, e dado o valor, apenas por moedas.

Esta é a lista do BdP com as notas que saíram de circulação a 28 de fevereiro de 2022 e que prescrevem a 1 de março de 2022:

  • 10.000 escudos (Efígie: Infante D. Henrique)
  • 5.000 escudos (Efígie: Vasco da Gama)
  • 2.000 escudos (Efígie: Bartolomeu Dias)
  • 1.000 escudos (Efígie: Pedro Alvares Cabral)
  • 500 escudos (Efígie: João de Barros)

Se tem dúvidas, pode ver na página do BdP imagens destas notas.

Onde trocar as notas de escudo?

Pode trocar as notas de escudo, até 28 de fevereiro, nas tesourarias do Banco de Portugal em Lisboa, Porto, Braga, Coimbra, Évora, Faro, Viseu, Ponta Delgada e Funchal. As moradas e os horários de funcionamento estão no site do Bdp.

Enviar pelo correio

Se morar longe destas cidades, pode enviar as notas pelo correio, mas neste caso terá de seguir os procedimentos definidos pelo BdP, de forma a garantir que recebe o valor correspondente em euros.

Assim, é importante ter atenção à data: o carimbo dos CTT deve ter, no limite, a data de 28 de fevereiro de 2022.

Além disso, tem de fazer o envio através de correio registado com valor declarado. Esta modalidade de envio é obrigatória sempre que os envelopes contêm objetos de valor realizável, notas ou outros títulos. Permite, também, receber uma indemnização em caso de perda, avaria ou espoliação total.

Para enviar pelo correio vai precisar de dois envelopes. Num deve colocar as notas e escrever a indicação “contém numerário” e a descrição do conteúdo. Por exemplo, três notas de 10.000 escudos, séria Descobrimentos.

Este envelope, depois de fechado, deve ser colocado dentro de outro, com o endereço do Banco de Portugal:

          Banco de Portugal

          Departamento de Emissão e Tesouraria

          Unidade Central de Operações com Numerário

          Apartado 2001

          1101-801 Lisboa

Deve também enviar elementos que permitam identificar-se, bem como o contacto e o IBAN ou swift code, para que o BdP possa fazer a transferência do valor em euros que corresponde às notas que enviou.

Notas estragadas

Também pode, até 28 de fevereiro, trocar notas de escudo da série Descobrimentos que estejam estragadas ou mutiladas. No entanto, estas têm de cumprir alguma condições.

Se estiver inteira ou for constituída por fragmentos, ao juntar todos os pedaços terá de se verificar que é, clara e integralmente, a mesma nota.

Caso esteja incompleta um fragmento deve representar, pelo menos, 75% de área total e integrar a metade direita ou a metade esquerda. Nos casos em que a nota está incompleta e fragmentada, ao juntar fragmentos, deve obter, pelo menos, 75% da área.

Os procedimentos para trocar notas estragadas são os mesmos: pode ir a uma tesouraria do BdP ou enviar pelo correio, seguindo as normas referidas.

Fontes

Veja também