Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Inês Pereira
Inês Pereira
25 Ago, 2018 - 10:00

Tem uma espinha na garganta? Saiba como resolver

Inês Pereira

Comer peixe faz bem à saúde, mas também pode trazer inconvenientes. Quem nunca ficou com uma espinha na garganta? Saiba agora como resolver este problema.

Tem uma espinha na garganta? Saiba como resolver

Poucas devem ser as pessoas que nunca passaram pelo incómodo de ter uma espinha na garganta após uma bela refeição de peixe. Seja pequena, e quase impercetível, ou grande, e bastante dolorosa, uma espinha presa quando tentamos engolir é sempre motivo para algumas dores de cabeça. E a verdade é que muitos são os truques caseiros para resolver o problema. Mas será que resultam e, mais importante, são seguros?

Descubra agora o que deve fazer quando se deparar com este cenário e evite problemas mais graves. Acima de tudo tenha atenção ao peixe que tem no prato e procure retirar todas as espinhas atempadamente.

Espinha na garganta: como tirar

saiba como tirar uma espinha na garganta

Leva uma garfada à boca, depois outra e, pelo meio, bebe um bocado de água. E, de repente, lá está a sensação de espinha na garganta – e depois já não consegue esquecer o incómodo enquanto não tiver a certeza de que a espinha seguiu caminho. Pior mesmo só quando, para além da sensação incómoda, vem também a dor e a garganta arranhada.

Então, afinal, como pode resolver o problema? Desde a segura e aconselhável ida ao hospital até às soluções caseiras, fique a conhecer algumas opções.

Tossir

De forma geral, tossir é o mecanismo automático de defesa quando sente algo estranho na garganta ou nas vias respiratórias. A tosse empurra ar com força que, em situações normais, é capaz de expulsar o corpo estranho – neste caso, a espinha. Assim, esta deve ser a sua primeira opção.

Ir ao hospital

Talvez lhe pareça exagerado mas a verdade é que uma deslocação ao hospital é mesmo a opção mais segura, especialmente se a espinha na garganta for de tamanho considerável e capaz de fazer estragos. Só um médico otorrino poderá observá-lo e retirar o objeto com a máxima segurança.

Isto significa que, no caso de a espinha não desaparecer naturalmente, não deve tentar retirá-la você – seja com os dedos ou com uma pinça, por exemplo. Deste modo, evita o risco de lesionar ainda mais a zona e de uma possível infeção.

Comer uma banana

Comer banana é uma das soluções caseiras para conseguir ver-se livre da espinha na garganta. Trata-se de um alimento macio e que não magoa o esófago ao ser engolido. O objetivo é que a banana consiga empurrar a espinha até ao estômago sem provocar qualquer tipo de lesões. Por este motivo, esta opção é melhor do que a de comer pão.

Beber azeite

Pode parecer-lhe estranho mas beber azeite é uma boa forma de tentar tirar a espinha na garganta. O azeite lubrifica as paredes da garganta e não é facilmente absorvido (ao contrário da água), pelo que ajuda a empurrar a espinha em direção ao estômago. Caso não consiga beber o azeite puro pode juntá-lo a um pouco de água.

Veja também