Marta Maia
Marta Maia
25 Ago, 2022 - 10:29

9 estratégias para poupar no regresso às aulas

Marta Maia

Conheça as melhores estratégias para poupar no regresso às aulas e evita desfalcar o orçamento familiar depois do verão.

poupar no regresso às aulas

O início do ano letivo não tem de ser um drama, fruto das despesas que esta data fatalmente acarreta. Na realidade, existem estratégias para poupar no regresso às aulas que pode nunca ter imaginado e que darão muito jeito.

É que o drama repete-se em praticamente todas as casas portuguesas onde vivem crianças em idade escolar: setembro aproxima-se e, com ele, traz uma lista de compras carregada de material escolar e equipamentos tecnológicos essenciais para o regresso às aulas. Muitos pais, prevenidos, já vêm poupando nos meses anteriores, mas não deixa de ser complicado suportar as despesas todas.

Estratégias para poupar no regresso às aulas

1

Faça uma lista do que vai precisar

Não deixe nada de fora. Das canetas coloridas à cadeira da secretária, tudo conta quando é hora de estudar e de manter a motivação. Por isso, faça uma lista de tudo o que vai precisar para criar uma área de estudo perfeita. Essa lista vai permitir ter uma ideia mais clara do que procurar e, claro, do investimento que vai ter de fazer.

2

Avalie o que sobrou do ano passado

As estratégias para poupar no regresso às aulas começam no ano anterior, quando decidimos guardar o que ainda não foi gasto até ao fim. Assim, é boa ideia recuperar a mochila do ano passado e ver o que é que ainda dá para aproveitar para este ano. Canetas, cadernos, corretores… Há sempre material que ainda não acabou, já para não falar de coisas que não são consumíveis, como réguas, compassos ou calculadoras. Tudo o que der para aproveitar é uma compra a menos e isso é poupança.

3

Pesquisar preços

Esta é a parte mais morosa, e desinteressante, do processo, mas também é a que traz mais ganhos, por isso vale muito a pena investir tempo nela. Pegue na lista (já depois de riscar o que não precisa, porque pode aproveitar do ano passado) e comece a procurar os materiais que terá de comprar. Anote os preços e o local onde são mais baratos, porque às vezes a viagem compensa o desconto.

Nesta fase convém não esquecer que nem só nas lojas tradicionais se compra material escolar. Há sites de compra e venda online, como o OLX, que oferecem excelentes negócios, como aquela secretária que já não faz falta ao universitário, mas que é tal e qual a que o mais novo precisa.

4

Comprar cedo

As melhores estratégias para poupar no regresso às aulas começam a ser postas em prática muito antes de os miúdos sequer pensarem no fim das férias. A explicação é simples: as leis do mercado ditam que tudo o que é muito procurado encarece, certo? Então é fácil de perceber que em pleno início de ano letivo tudo o que seja material escolar valoriza bastante.

Aproveite para ir comprando antes tudo aquilo que pude, até porque fica com mais tempo para ir comparando diferentes opções com calma. Se a ideia for comprar online, a antecipação é uma ótima amiga. Há oportunidades que não esperam e por isso convém mantê-las debaixo de olho, “antes que alguém compre primeiro”. Além disso, evita as compras à última da hora, que por norma saem mais caro.

Criança a utilizar material escolar
Poupar do material escolar é fundamental para equilibrar o orçamento familiar
5

Aproveite as promoções

Se há coisas que compensam mais quando compradas com antecedência, há outras que não vale a pena ir comprar a correr porque já sabemos que vão entrar em promoção. Os supermercados, por exemplo, fazem sempre promoções de material escolar em setembro, por isso não é boa ideia comprar cadernos no início de agosto.

A somar às promoções, há as campanhas das plataformas de compra e venda online, que também podem ser vantajosas.

6

Compre online

Já falámos neste tema nos pontos anteriores, mas ele merece um tópico próprio porque é mesmo uma das melhores estratégias para poupar no regresso às aulas. As compras online saem sempre mais baratas do que nas lojas, sobretudo se estivermos a falar de produtos em segunda mão. Com algum jeito, consegue juntar várias encomendas numa só e ainda poupar nos portes de envio.

7

Venda o que não precisa

Vender o que tem em casa e já não precisa é um negócio com vantagem dupla: não só liberta espaço, como ainda ganha um dinheiro extra para investir no que te faz falta. Fotografe o material que tem em condições de ser reutilizado e coloque-o à venda nas diversas plataformas que por aí pululam.

8

Faça você mesmo

É verdade que um caderno bonito e colorido é sempre mais caro do que um caderno básico de capa preta. Mas com um pouco de originalidade e imaginação qualquer caderno simples se pode tornar mais divertido e personalizado. Compre os cadernos todos pretos, entregue aos seus filhos um conjunto de canetas brilhantes ou tintas e deixe-os dar asas à criatividade. Diversão garantida, entretenimento para horas e um resultado final que é a cara de quem o fez!

9

Reutilize

Se não é propriamente um adepto do “Faça você mesmo”, pode sempre falar com amigos e familiares e pedir-lhes para separarem os materiais, roupas ou equipamentos desportivos de que já não vão precisar no próximo ano letivo. Além de os ajudar a desempatar a casa, quer o seu orçamento, quer o meio ambiente, saem a ganhar.

Veja também