ebook
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Prático e Descomplicado
Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
13 Out, 2021 - 10:35

Falar com professores pode ajudar o seu filho na escola: saiba como o fazer

Catarina Milheiro

Quer ajudar o seu filho a ter sucesso na escola? Falar com os professores pode fazer a diferença.

falar com professores

Ajudar o seu filho a ter sucesso escolar também passa por saber como falar com professores de forma eficaz. Afinal, ninguém conhece melhor as capacidades dele do que o próprio encarregado de educação.

A verdade é que nem sempre é fácil para os professores perante uma criança que se esforça, olhar além dos desafios e perceber logo no início quais os seus pontos fortes e capacidades desse aluno.

Por isso mesmo, a antecipação dos pais e o diálogo com os professores assume uma importância fulcral para o sucesso escolar dos seus filhos.

Uma pequena conversa sobre estratégias que já funcionaram com o seu filho, particularidades e outros factos da vida escolar dele, podem não só ser uma ajuda para o sucesso escolar, como também podem ser uma forma positiva de enfrentar o ano letivo.

Mas antes de avançar para o diálogo com os professores, converse com o seu filho e ouça o que ele lhe tem para dizer sobre este assunto.

TUDO SOBRE COMO FALAR COM PROFESSORES SOBRE O SEU FILHO

É perfeitamente normal que, como encarregado de educação, nem sempre saiba muito bem como abordar ou falar com os professores do seu filho.

Contudo, e para que seja possível cumprir os objetivos educacionais, é necessário que exista um diálogo claro sobre o papel da família e dos estudantes na escola.

Seja porque se verifica uma dificuldade do aluno, por algum episódio de indisciplina, para compartilhar as novidades sobre as conquistas da turma ou simplesmente para acompanhar o aluno, são diversas as situações que exigem que os pais e professores conversem.

professora e aluno

Como abordar os professores de forma correta?

Há muito tempo que a comunicação entre pais e professores mudou. Atualmente, nesta era cada vez mais digital, são vários os meios que podemos utilizar para entrar em contacto com os professores dos mais pequenos.

Desde e-mails, aplicações e mensagens de texto são várias as opções que, por vezes, acabam mesmo por facilitar quer a comunicação entre a escola e o encarregado de educação, quer a facilidade e regularidade com que o pode fazer.

Assim, se está a pensar falar com os professores do seu filho, saiba que é extremamente importante fazer a abordagem correta:

  • Numa fase inicial, é importante que conheça o professor para que seja possível a comunicação fluir. Mostre o seu interesse pelos métodos de ensino, bem como as regras e diretrizes na sala de aula;
  • Depois, converse com o professor e tire todas as suas dúvidas sempre que for necessário. Além disto, sempre que possível seja participativo nas reuniões escolares;
  • Tente ajudar a desconstruir as barreiras de comunicação na relação com o professor. Evite conflitos diretos, julgamentos prévios ou linguagem imprópria. Lembre-se que aprender a ouvir é uma estratégia que deve ser colocada em prática por ambas as partes;
  • Procure estabelecer um canal de comunicação eficaz com os professores e com a escola em geral. Desta forma as críticas, sugestões e alguns casos particulares podem ser direcionados somente para esse espaço para juntos, encontrarem uma solução.

O que pode fazer para promover uma boa comunicação com os professores

1

Seja paciente e siga as regras

Falar com professores nunca foi tão fácil. Afinal, pode enviar uma mensagem ou um e-mail a meio do seu dia de trabalho de forma rápida. Contudo, é importante lembrar-se que é perfeitamente normal não obter uma resposta imediata do professor.

Por isso, sempre que enviar um e-mail, telefonar ou enviar uma mensagem espere que o professor termine o seu dia com os alunos para lhe poder responder atentamente. Se se tratar de um assunto mais urgente, então, a sugestão será mesmo dirigir-se à escola.

Além disso, é crucial que siga as regras impostas pelo professor. Por exemplo: se são proibidos tablets na sala de aula, não deixe o seu filho levar um. No caso de se tratar de uma exceção por algum motivo de força maior, pergunte primeiro à escola ou ao professor.

2

Se possível, deixe ser o professor a escolher o meio de comunicação

Como sabemos, é essencial que exista uma boa comunicação entre pais e professores. E a verdade é que esta comunicação será muito mais fácil e amigável se respeitar as preferências do docente.

Repare, são inúmeras as ferramentas com que trabalham com os alunos diariamente e por isso será sempre mais fácil para o professor manter uma boa comunicação consigo se já estiver familiarizado com a aplicação, mensagens de texto, ou o e-mail.

3

Ajude se necessário

Quem disse que as tecnologias são fáceis para toda a gente? Se é experiente no digital e tem facilidade em aprender e explicar o modo de funcionamento de algumas aplicações, por exemplo, ajude o professor.

Nem todos os professores ou pais sabem lidar com as novas tecnologias e com as mil e uma formas de comunicar e trabalhar online. Por isso, é crucial que se ajudem mutuamente para que tudo se torne mais simples.

4

Mantenha-se profissional

Se já está conectado ao professor do seu filho nas redes sociais, opte por não enviar uma mensagem para o mesmo por este canal. Repare, é importante que se mantenha profissional e que não se misturem relações de amizade quando o assunto é a educação do seu filho.

Caso ainda não esteja conectado aos professores através das redes, então o melhor será mesmo não o fazer. E caso o faça e o seu pedido não seja aceite pelo docente, não leve a peito. Talvez o tenha feito para manter uma relação estritamente profissional consigo.

reunião pais e professora

Qual a melhor forma para questionar os professores sobre o desempenho do seu filho?

Na verdade, não há uma fórmula perfeita para falar com os professores e questionar sobre as notas, comportamentos ou dificuldades do seu filho. Desde que seja educado, paciente e que se mantenha profissional, é perfeitamente normal querer fazer mil e uma perguntas sobre o percurso escolar dos mais pequenos.

Contudo, muitas vezes acabamos por nos tornar um pouco maçadores quando optamos por fazer todas as questões de forma desagregada e no contexto errado, não é assim? Temos algumas sugestões para que coloque todas estas questões da melhor forma possível, quer nas reuniões presenciais como por telefone ou meios digitais.

5 SUGESTÕES PARA QUESTIONAR OS PROFESSORES

1

O meu filho é participativo nas aulas

Se vai a uma reunião e quer perceber se o seu filho participa nas aulas, então esta é uma das questões que deve fazer. Desta forma, irá perceber o interesse que o seu filho demonstra pelos conteúdos lecionados e que estratégias poderão ser adotadas para melhorar esse aspeto.

2

Como se relaciona o meu filho com os colegas e outros professores

Se suspeita que o seu filho não comunica muito na escola ou que tem dificuldades em fazê-lo simplesmente porque é mais envergonhado, pergunte diretamente ao professor.

O objetivo é tentar compreender de que forma é que professores e encarregados de educação podem melhorar os relacionamentos do aluno.

3

O meu filho sente dificuldades na matéria. Devo ajudar nas tarefas de casa?

Sente que o seu filho está com dificuldades nos trabalhos de casa, mas não sabe se deve ajudar? Esta é uma questão que deve colocar ao professor, principalmente porque tudo depende muito do tipo de dificuldades sentidas pelo aluno e pelo ano escolar em que se encontra.

Normalmente a resposta é sim, pode ajudar. No entanto, lembre-se que ajudar não é fazer por eles, mas sim explicar de forma a que cheguem ao resultado sozinhos e claro, que compreendam.

4

Como posso ajudar nos trabalhos de casa?

Bem, como já referimos ajudar não é fazer por eles. Se tem disponibilidade e conhecimentos para ajudar o seu filho, pode sempre começar por rever a lição dada naquele dia para se contextualizar. Depois, basta tentar encontrar a melhor abordagem para explicar os conteúdos sem que pais e filhos discutam por perderem a paciência.

Se sentir que por algum motivo não consegue ajudar nos trabalhos de casa, converse com o professor abertamente e pergunte como o pode auxiliar da melhor forma. Estamos certos de que juntos, encontrarão uma solução ideal.

5

Quais foram as classificações obtidas nos testes?

Os mais pequenos podem ser muito criativos e arranjarem inúmeras desculpas para não terem que dizer aos pais aquela nota mais baixa que tiveram num teste.

Por isso, se sentir que alguma classificação não bate certo ou que num período letivo só existiu um teste de avaliação, questione o professor sobre isso. Atenção que esta questão não significa que não confia no seu filho! Até porque os professores estão mais do que habituados a que nem todas as notas sejam comunicadas pelos alunos aos pais.

O ideal será fazê-lo numa reunião presencial, mas se não for possível poderá sempre agendar uma chamada ou reunião online via Zoom, por exemplo.

Veja também