Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Sofia Ramos
Sofia Ramos
01 Set, 2017 - 07:29

8 festas e tradições dos Açores que não pode deixar de conhecer

Sofia Ramos

A maioria das festas e tradições dos Açores têm origem religiosa, ainda que atualmente assumam um forte pendor cultural. Eis algumas das mais importantes.

8 festas e tradições dos Açores que não pode deixar de conhecer

Visitar um destino numa altura em que aí se celebra alguma data especial, permite associarmos à nossa viagem experiências ainda mais marcantes. Neste artigo, damos-lhe a conhecer 8 festas e tradições dos Açores que tornam este arquipélago ainda mais magnético. Fique a conhecê-las à distância e depois, quem sabe, um dia não participa in loco nestas iniciativas?

8 festas e tradições dos Açores a não perder

Festas do Espírito Santo [todo o Arquipélago]

placeholder-1x1
Fonte da imagem: Agência Ecclesia

As festividades em honra do Divino Espírito Santo celebram-se um pouco por todo o arquipélago, acontecendo, por norma, sete semanas após a Páscoa. Ligadas a este culto estão as pequenas, coloridas e originais capelinhas espalhadas pela Ilha Terceira – os Impérios.

placeholder-1x1
Fonte da imagem: geopt.org

Nas restantes ilhas, existem casas e capelas do Espírito Santo, sendo muitas vezes montadas de propósito umas edificações em madeira chamadas “triatos” ou “teatros”. Procissões, missas, cortejos, concertos de filarmónicas e as tradicionais distribuições de sopa, fazem parte do extenso programa das celebrações.

E se nas festividades populares que se realizam no nosso país existe muitas vezes a figura do “mordomo” e da “mordoma” da festa, nos Açores estes são substituídos pelo “imperador e “imperatriz”, que são “coroados” numa cerimónia tradicional.

Carnaval [São Miguel]

placeholder-1x1
Fonte da imagem: ContraTempo.com

Se não sabe quando visitar os Açores, saiba que a época do Carnaval é bastante animada em São Miguel, nomeadamente em Ponta Delgada. Por esta altura, tanto há eventos mais restritos e elegantes, como os Bailes de Gala do Coliseu Micaelense, que se realizam desde 1921, como muitas manifestações de rua.

Uma das tradições mais curiosas do Carnaval é a Batalha das Limas. E se dantes era mesmo este fruto que era atirado, numa tradição que data do século XVI, agora na divertida luta travada nas ruas de Ponta Delgada reinam os balões e sacos de plástico cheios de água, que são arremessados entre camiões carregados de foliões protegidos por capacetes.

Fonte do vídeo: YouTube/ContraTempo.com

Festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres [São Miguel]

placeholder-1x1
Fonte da imagem: santo-cristo.com

Esta é a festividade mais popular de Ponta Delgada e da Ilha de São Miguel, ainda que se realize também noutras ilhas. Tem como símbolo máximo a famosa imagem do Senhor Santo Cristo dos Milagres do Convento de Nossa Senhora da Esperança, que sai à rua com toda a pompa durante a majestosa procissão anual.

É a maior e mais antiga devoção do nosso país, atraindo todos os anos à capital do arquipélago milhares de visitantes, incluindo muitos emigrantes. Acontece por volta do 5º domingo após a Páscoa, e para além dos momentos religiosos, oferece atividades como arraiais, bazar e leilão de oferendas, concertos e fogo de artifício, entre outras atrações.

Semana do Mar [Faial]

placeholder-1x1
Fonte da imagem: Ilhas do Mar

Na Horta, capital da Ilha do Faial, acontece todos os anos um dos maiores eventos náuticos do país: a Semana do Mar. Realiza-se há mais de 40 anos em agosto e no seu programa destacam-se não apenas as atividades ligadas ao mar, como eventos paralelos, tais como a Feira de Artesanato e o concorrido Festival de Gastronomia.

A envolvente paisagística da iniciativa, com a maioria das atividades a desenrolarem-se na bonita Baía da Horta, confere-lhe uma aura única. Entre muitas outras atrações, conte com regatas de importância internacional, demonstrações de desportos aquáticos, concertos de música com artistas de renome, folclore e uma atmosfera de alegria contagiante.

Festas de São Roque [Pico]

placeholder-1x1
Fonte da imagem: RTP

É no final de julho e em agosto que a Ilha do Pico, no Grupo Ocidental do arquipélago açoriano, se enfeita e se enche de gente de fora. As festividades de maior dimensão são apelidadas de Cais Agosto, e realizam-se no concelho de São Roque, com destaque para a componente musical, com concertos de artistas e grupos de música de projeção nacional e internacional.

E se estes atraem sobretudo a juventude, incluindo imensos festivaleiros das ilhas vizinhas, há no programa eventos para outras preferências e idades, como o tradicional Festival de Bandas Filarmónicas, o festival gastronómico, uma feira de artesanato e atividades infantis.

Exposição de Camélias [São Miguel]

placeholder-1x1
Fonte da imagem: Um Olhar Povoacence

Se é um apaixonado por flores, não pode perder o Festival das Camélias que se realiza todos os anos na freguesia das Furnas, em São Miguel. É aqui, no magnífico Hotel Terra Nostra, ou mais concretamente no seu Casino, que são expostas centenas de exemplares desta flor delicada, apelidada de “rainha das flores de inverno”.

A iniciativa costuma acontecer no final de fevereiro e, a par da exposição de flores, integra outras atrações, como exposições de fotografia ou pintura, concertos, venda de artesanato, etc. Destaque ainda para a decoração das salas do evento, onde os arranjos florais a cargo do Jardim Botânico Terra Nostra surpreendem os visitantes.

Festas da Praia da Vitória [Terceira]

A Praia da Vitória é um concelho da Terceira, palco de uma das maiores festividades da ilha. Estas realizam-se anualmente no início de agosto e são compostas de várias atividades, eventos e tradições, onde se inclui a ‘tourada à corda’ no areal.

Há também lugar para marchas e cortejo etnográfico, espetáculos de folclore, “bodo” tradicional (distribuição gratuita de comida), concertos de música, exposições e eventos desportivos, sem esquecer o grande fogo de artifício com a sedutora Baía da Praia do pano de fundo.

Romeiros [São Miguel]

placeholder-1x1
Fonte da imagem: romeiroseromarias.com/Laudalino Pacheco

E para fechar esta amostra de festas e tradições dos Açores que não pode deixar de conhecer, apresentamos-lhe a tradição dos Romeiros de São Miguel. Trata-se de uma manifestação com séculos de existência e que consiste na peregrinação durante a Quaresma de grupos de pessoas (designados de “ranchos”), que percorrem durante uma semana todas as capelas da Ilha que tenham uma imagem da Virgem Maria.

Estas “romarias” obedecem a várias regras e rituais tradicionais, como o uso do xaile, do lenço, do cajado e do rosário. Cada “rancho” representa uma freguesia, uma paróquia ou um lugar, e os seus membros são acolhidos pelas famílias dos locais que vão percorrendo.

Em 2017 foram 54 os grupos de Romeiros, que percorrem a ilha de acordo com uma escala, tendo vindo especialmente dois grupos do Canadá para se juntarem à tradição.

Veja também: