ebook
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Prático e Descomplicado
Assunção Duarte
Assunção Duarte
22 Abr, 2021 - 11:02

O seu gato arranha a mobília? Saiba como resolver o problema

Assunção Duarte

Quando o gato arranha a mobília, está apenas a demostrar uma necessidade natural da espécie, podendo continuar a fazê-lo sem lhe destruir os móveis.

gato arranha a mobília deitado no chão

O seu gato arranha a mobília não para o irritar, mas para afiar as unhas e marcar território. É um comportamento natural da sua espécie e demonstra que ele está de boa saúde e bem ambientado ao habitat humano.

Este comportamento natural não deve ser contrariado. Correríamos o risco de prejudicar a sua saúde e bem-estar, mas podemos e devemos direcioná-lo para longe da mobília favorita.

Veterinários e especialistas em comportamento felino sugerem dicas de fácil execução e que podem ajudar a manter o seu gato longe do sofá, da carpete ou das cadeiras. 

Gato arranha a mobília: necessidades de um animal territorial

gato preto e branco a arranhar sofá cinzento

Os nossos gatos domésticos são pequenos felinos territoriais e carnívoros. As suas unhas são ferramentas essenciais para conseguir cumprir os seus desígnios enquanto espécie. São verdadeiras ferramentas que utiliza para se defender de invasores que entrem no seu território, inclusive outros felinos, criar marcas visíveis para os afastar e conseguir caçar para se alimentar. 

Sim, mesmo que as suas “presas” lhe caiam diariamente na taça da comida, é importante que ele consiga praticar o seu instinto natural de caçador para que seja um gato saudável.

Unhas pouco afiadas seriam de pouca utilidade para tanta tarefa e por isso o seu gato utiliza tudo o que tem “à mão” para fazer a manutenção das suas garras. O que terá de conseguir é convencê-lo a fazer essa manutenção longe dos móveis e das carpetes.

Gato arranha a mobília: o segredo está no arranhador

Compre ou faça um arranhador

Existem nas lojas de animais diferentes tipos de arranhadores, criados para que o seu gato possa manter o comportamento natural sem prejuízos para a casa onde vive.

O arranhador pode ser uma placa horizontal ou um cilindro de material duro, firmemente agarrados ao chão ou a uma parede, onde existe uma superfície rugosa que o gato pode arranhar. Esta superfície pode ser de cartão, corda ou outro material áspero, que provoque resistência às suas unhas.

Incentive o gato a usar o arranhador

A mera presença de um arranhador em casa pode ser o suficiente para o seu gato se interessar, experimentar e deixar a mobília descansada. Se isso não acontecer, pode ajudá-lo recorrendo ao catnip, a famosa erva dos gatos.

Borrifar ou esfregar esta erva no arranhador vai torná-lo irresistível e este pode tornar-se um local especial para o seu gato passar bons momentos.

gato pardo no arranhador

Colocar o arranhador em locais estratégicos

Se o seu gato arranha os móveis mesmo tendo um arranhador disponível em casa, talvez faça diferença o sítio onde colocou esse arranhador. Deve colocá-lo sobre a zona onde ele arranha (carpete, braço do sofá, etc.) ou muito perto do local que ele arranha. Assim ele terá uma alternativa bem mais aliciante, ali mesmo ao lado.

Faz também sentido arranjar mais do que um arranhador para colocar nos sítios estratégicos que quer proteger. 

Treinar com reforço positivo

Se o seu gato continua a ignorar os arranhadores é preciso incentivá-lo e treiná-lo. Sempre que o apanhar a arranhar os móveis, não lhe ralhe. Peque nele e coloque-o no arranhador.

Arranhe com as suas unhas para ele ver como se faz. Se ele o imitar dê-lhe reforço positivo: festas, palavras encorajadoras ou mesmo a sua guloseima preferida. O objetivo é ele perceber que há uma grande diferença na sua vida quando arranha no arranhador ou no sofá lá de casa. E é uma diferença para melhor.

Colocar um dos seus brinquedos preferido no arranhador também o pode entusiasmar. No meio da brincadeira ele pode sentir satisfação na superfície e ficar entusiasmada com o seu uso.

Também ajuda forrar as zonas da mobília que ele arranha com película aderente ou fita cola para que essa superfície se torne uma experiência desagradável. 

stress nos gatos
Veja também Stress nos gatos: principais causas e sintomas

Gato arranha a mobília: pode ser falta de estímulo

Uma das razões para o seu gato continuar a arranhar a sua mobília, mesmo depois de ter investido na técnica do arranhador, pode ser porque está simplesmente aborrecido. Tem pouca atividade, está muito tempo sozinho e não faz exercício. 

Se for esse o caso, os tutores que ralham e gritam com o seu gato quando este arranha a mobília, só agravam a situação. Esse comportamento é interessante para o gato aborrecido que descobre assim a fórmula certa para animar o seu dia.  

Pode passar a utilizá-la sempre que quer chamar a atenção do seu tutor. Se criar um habitat estimulante para o seu felino, com prateleiras de acesso a zonas altas da casa e com jogos de alimentação, vai ver que a situação muda. 

Veja também