Margarida Ferreira
Margarida Ferreira
29 Jun, 2014 - 09:00
Governo quer apostar na criação de emprego até 2020

Governo quer apostar na criação de emprego até 2020

Margarida Ferreira

Ainda numa situação muito frágil, Portugal precisa agora de encontrar caminho a pouco a pouco para recuperar a economia e o emprego. O Governo lançou algumas medidas no âmbito dessa estratégia.

O artigo continua após o anúncio
Com a saída da troika de Portugal no passado mês de Maio, o governo vê-se agora obrigado a seguir uma estratégia que vise essencialmente não descurar o caminho económico alcançado mas, ao mesmo tempo, terá de começar a investir não só na criação de emprego como na criação de estímulos à economia. 
Neste contexto, o governo português aprovou ontem 36 medidas de apoio e dinamização do comércio, serviços e restauração. Estas medidas surgem numa altura fulcral para a definição do caminho estratégico para Portugal e têm como principal objectivo aumentar o emprego, as qualificações e a capacidade de exportação. 
Para levar estas iniciativas a cabo, a estratégia do governo passa por vários eixos, tais como “a aposta nas vendas pela internet e protocolos de formação com instituições estrangeiras na área da hotelaria e restauração”.
Estão também disponíveis 40 milhões de euros para projetos de reabilitação do comércio tradicional em centros urbanos e meios rurais. 
Segundo notícia avançada ontem, o objectivo é que, até 2020, “este sub setor da economia lidere o processo de retoma económica, ajude a estabilizar a procura interna e aumente as exportações”.
Prevê-se ainda a criação de um Conselho para o Comércio, Serviços e Restauração e a introdução do livro de reclamações eletrónico.

Veja também: