ekonomista
ekonomista
29 Abr, 2019 - 04:16
Greve dos Motoristas de Mercadorias ameaça deixar país sem comida

Greve dos Motoristas de Mercadorias ameaça deixar país sem comida

ekonomista

No dia em que arrancaram as negociações entre camionistas que transportam combustíveis e patrões do setor, o país enfrenta nova ameaça de paralisação.

O artigo continua após o anúncio

No dia em que o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas se senta à mesa com os patrões do setor para começar a negociar uma melhoria dos salários e das condições de trabalho, o presidente do Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM) ameaçou convocar uma greve que pode deixar o país num caos.

Jorge Ribeiro exigiu ser convocado para a mesa das negociações entre motoristas de matérias perigosas e a associação empresarial do setor (ANTRAM).

Numa entrevista à TSF falou inclusive num “grande descontentamento da classe” e num sentimento de “injustiça” por parte dos motoristas que transportam outras mercadorias – que também querem melhores condições de trabalho.

A concretizar-se a ameaça de greve, o que está em causa é não só a falta de abastecimento de comida e de outros produtos nos supermercados, mas também o stock de muitas outras lojas (incluindo as lojas de roupa).

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp