Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
04 Set, 2020 - 13:41

Prevenir incêndios domésticos: o guia de segurança para todas as casas

Mónica Carvalho

Ter uma casa segura passa também por saber como prevenir incêndios domésticos e preparar-se para saber o que fazer caso aconteça.

incêndios domésticos

Os incêndios domésticos são mais comuns do que imagina e, por muito cuidado que tenha, é algo que pode, realmente, acontecer a qualquer momento. Saber como prevenir e manter a sua casa o mais segura possível, bem como o que fazer no caso de alguma inevitabilidade podem ditar a diferença entre um contratempo e uma catástrofe.

Não pense que é algo que apenas acontece aos outros: são inúmeras as situações capazes de provocar incêndios domésticos sem que estejamos minimamente a contar. Falamos de descargas elétricas, sobrecarga nas instalações, distrações e até falhas humanas.  

Dicas de segurança para prevenir incêndios domésticos

É algo que de que ninguém está livre, pois os acidentes acontecem mesmo. Cabe a cada um de nós minimizar a probabilidade de tal acontecer e saber o que fazer mediante os diferentes infortúnios, como é o caso dos incêndios domésticos.

Tome nota de todas as medidas preventivas.

detetor de incêndio

Sistemas de segurança

Primordial é a instalação de um sistema de segurança contra incêndios, que emita um alerta em caso de fumo. Se tal não for possível, por uma questão de orçamento, então, há algo mais acessível e que é imprescindível em qualquer casa: um extintor de incêndios.

Certifique-se, contudo, de que sabe utilizar e de que procede à respetiva manutenção anual.

Eletrodomésticos e equipamentos

A primeira coisa a ter em conta é que os sistemas de gás, de eletricidade e de ar condicionado precisam de inspirações periódicas para ter a certeza de que tudo funciona bem. Caso contrário, poderá ter em casa um problema invisível e, quando der por ele, poderá ser tarde demais.

Se em algum momento sentir o cheiro a gás, feche de imediato as válvulas de segurança, abra as portas e janelas e saia de casa. Não ligue nenhum aparelho nem faça qualquer tipo de faísca ou chama. Em seguida, solicite ajuda de empresa especializada, para se certificar que não existe nenhuma fuga.

Também não deve deixar o fogão ligado sem vigilância, a não ser que seja por curtos períodos. Ainda no que diz respeito a este tipo de aparelhos, é extremamente importante mantê-los sempre limpos, caso contrário, a acumulação de gordura poderá ser a ignição perfeita para um incêndio doméstico.

Deve também mudar periodicamente o filtro de exaustor e nunca ligue o micro-ondas vazio, nem coloque no seu interior papel de alumínio ou recipientes de metal.

Especial cuidado a ter também com as extensões elétricas, pois podem estar sobrecarregas e isso levar a um curto-circuito. Como tal, aposte na compra de extensões de alta qualidade e com potência suficiente para as suas necessidades.

Quando aos equipamentos de aquecimento, os conselhos relacionam-se com o local onde os posiciona, bem como o uso que lhes faz. Assim, deve colocá-los em superfícies planas e nunca em locais onde possam cair com facilidade. Além disso, devem ficar distanciados a pelo menos um metro de materiais potencialmente inflamáveis e não podem ser cobertos ou minimamente tapados com peças de roupa, por muito jeito que dê para acelerar o processo de secagem.

Se costuma acender velas, deve, igualmente, respeitar o distanciamento de um metro de materiais inflamáveis, bem como posicioná-las em local seguro e não se esqueça de algo muito importante: sempre que sair de casa apague todas as velas.

Quanto às lareiras, deve também respeitar as regras de limpeza e segurança das mesmas, efetuando inspeções periódicas e limpezas anuais.

Armazenamento de materiais

Os produtos inflamáveis devem ser armazenados longe das fontes de calor e em locais ventilados. O mesmo com as botijas de gás, que devem ser mantidas, preferencialmente em locais exteriores e longe de fontes de calor.

Família

Pode estranhar este ponto e pensar de que forma a família está envolvida nos incêndios domésticos? Como referimos, um dos motivos para os mesmos é o fator humano, seja pela distração, seja pelo uso incorreto de materiais e equipamentos, pelo que, em primeiro lugar, deve ser todas as regras de utilização.

Em segundo, se tiver crianças em casa, então, tenha especial cuidado e mantenha-as longe de fontes de ignição. Os mais novos podem até ajudar a cozinhar, mas é importante que fiquem longe das chamas do fogão, dos cabos de panelas, dos isqueiros, fósforos e outros produtos inflamáveis.

Também os animais de estimação merecem atenção, principalmente se forem mais irrequietos e houver a tendência para roer cabos elétricos quando deixados sem supervisão. Se um animal urinar sobre um objeto elétrico, isso também pode dar origem a um curto-circuito.

Incêndios domésticos: cuidados gerais da casa

São dicas que todos conhecimentos, mas que nunca é demais relembrar:

  • Faça uma limpeza anual ao telhado de casa, retirando objetos, como folhas secas e erva, que poderão dar origem a incêndios;
  • Destralhe a sua casa de materiais inflamáveis como papel, plásticas, madeira ou até tintas. Se precisar mesmo desses materiais, então, armazene-os de forma segura;
  • Pondere usar revestimentos anti-incêndio, que são conhecidos pela baixa condutibilidade térmica e pela boa capacidade de isolamento, tornando os ambientes mais seguros;
  • Em tempos de pandemia, nunca se usou tanto álcool, álcool-gel ou desinfetante como atualmente, pelo que deve ter cuidado com os locais onde os guarda, visto que têm capacidade inflamatória.
usar extintor

Como escolher o extintor de incêndio adequado

Existem diferentes tipos de extintores e a sua seleção deve ser efetuada tendo por base o risco a proteger.

Extintores de classe A

Devem ser usados em locais com possibilidade de ocorrência de fogos com origem em materiais sólidos, de natureza geralmente orgânica, como por exemplo madeira, papel, carvão ou têxteis. Pode optar por extintores à base de água, espuma, pó químico seco ABC ou de hidrofluorocarbonetos (HFC’s).

Extintores de classe B

Usado para combater fogos em combustíveis líquidos. Pode optar por extintores de espuma, de água com aditivo, de pó químico seco BC ou ABC, de dióxido de carbono ou de hidrofluorocarbonetos (HFC’s).

Extintores de classe C

Para usar em fogos que tenham origem em gases combustíveis. Pode optar por extintores de pó químico seco do tipo BC ou ABC ou de hidrofluorocarbonetos (HFC’s).

Extintores de classe D

Deve escolher este tipo de extintor para combater fogos que envolvam metais leves como por exemplo o sódio, o potássio, o alumínio, o magnésio ou o lítio. Pode optar por extintores de pó químico D.

Extintores de classe F

Ideal para combater fogos que envolvam produtos para cozinhar, como óleos e gorduras vegetais ou animais. Pode usar extintores de incêndio que tenham como agente extintor o agente químico húmido, uma solução de água e acetato de potássio.

Como utilizar o extintor?

De nada adianta ter o extintor certo se na hora H não o souber utilizar. Além disso, saiba que a carga existente nos mesmo é limitada e esgota-se mais rapidamente do que imagina, pelo que deve fazer um uso adequado:

  1. Retirar a cavilha de segurança do extintor;
  2. Apontar o jato à base do fogo;
  3. Premir o manípulo de descarga em direção à base do fogo e manter até que seja extinto por completo.

Em caso de incêndio doméstico, o que fazer?

Reagir de forma calma, tranquila, mas rápida é o truque para tentar resolver o problema rapidamente. A prioridade é assegurar-se de que ninguém corre perigo e tentar apagar o foco de incêndio, com segurança: utilizando panos ou mantas molhadas, atirando um balde de água ou usando um extintor se tiver um por perto.

Se conseguir, desligue a eletricidade da residência, feche a válvula de segurança do gás e afaste todos os materiais inflamáveis e combustíveis que estejam mais próximos do fogo.

Caso seja um incêndio de maiores dimensões ou que se descontrole rapidamente, saia de casa e chame os bombeiros.

Se permanecer algum tempo dentro de casa com o incêndio a deflagrar deve proteger o nariz, boca e olhos e se tiver a infelicidade de ser atingido pelo fogo, deite-se e role sobre si mesmo tentando apagar as chamas.

Veja também

Aviso Legal

O Ekonomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O Ekonomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].